- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

A Bíblia Apologética defende que Moisés ressuscitou?

A Bíblia Apologética defende que Moisés ressuscitou como alega Leandro Quadros?

Uma resposta ao Prof Leandro Quadros do Adventismo do Sétimo Dia

Bem, para um adventista, no caso do Monte da Transfiguração, é muito relevante acreditar na ressurreição de Moisés, não pelo fato dele ter ressuscitado mesmo, mas por causa da profetisa do movimento adventista, a Sr. EG White, que disse categoricamente: “Moisés passou pela morte, mas Cristo desceu e lhe deu vida antes que seu corpo visse a corrupção… e levou-o ao céu…” (Primeiros Escritos, EG White, Editora Casa, Pg 164).

Então, caso um teólogo adventista descubra que Moisés não ressuscitou, ele estaria admitindo que EG White é uma falsa profetisa e, neste caso, a Igreja Adventista do Sétimo dia uma fraude. Por quê? Simplesmente porque o adventismo se alicerça em EG White como a pena inspirada para esses últimos dias.

Vejam a nota da Bíblia Apologética que o Leandro Quadros usou fora do contexto:

Nota do Pr Jamierson Oliveira sobre a citação da Bíblia Apologética:
“Jesus dialogou com Moisés e Elias, sendo que Elias estava ali em corpo em glória, uma vez que não passou pela morte física e Moisés em espírito, enquanto aguarda a ressurreição”

A BÍBLIA DEIXA CLARO QUE SÓ JESUS FOI RESSURRETO DENTRE OS MORTOS NA RESSURREIÇÃO GLORIOSA:

Mas de fato CRISTO RESSUSCITOU DENTRE OS MORTOS, e foi feito as primícias dos que dormem. MAS CADA UM POR SUA ORDEM: CRISTO AS PRIMÍCIAS, depois os que são de Cristo, na sua vinda. 1 Coríntios 15.20,23
————-
Isto é, que o Cristo devia padecer, e SENDO O PRIMEIRO DA RESSURREIÇÃO DENTRE OS MORTOS, devia anunciar a luz a este povo e aos gentios. Atos 26.23
——————
E ele é a cabeça do corpo, da igreja; é o princípio e O PRIMOGÊNITO DENTRE OS MORTOS, para que em tudo tenha a preeminência. Colossenses 1.18
——————-
E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o PRIMOGÊNITO DENTRE OS MORTOS e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados. Apocalipse 1.5

NOTA APOLOGÉTICA: 

O profº Adventista Leandro Quadros, em um desses programas do Vejam Só, disse que Moisés ressuscitou (Mt 17.3, Jd 9 e I Co 15) como que recebendo “um cheque pré-datado da Graça de Jesus na Cruz” (Apesar de não vermos tal ressurreição na Bíblia). Então, neste caso, Moisés teria recebido por antecipação o corpo glorificado de I Co 15. Entretanto, a doutrina adventista do Juízo Investigativo nega tal possibilidade, já que só após 1844 Jesus estaria fazendo um juízo investigativo de análise dos livros para ver quem futuramente seria salvo e glorificado. Então, se Moisés recebeu uma antecipação, toda a teoria do Juízo Investigativo cairia por terra, pois pra que Jesus examinaria os livros a procura do nome de Moisés? (Livro “O Grande Conflito”, Ed Casa Publicadora, 27ª Edição, Pg 486) E mais, se Deus pode conceder um “cheque pré-datado de Graça” para Moisés, por que o Senhor Deus não fez isso com todos os que morreram pela fé? Não seria o Juízo Investigativo apenas um paliativo para a fraude da volta de Jesus em 1844?
Com a palavra, os adventistas…

[1] [2]Compartilhar [3]