- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

A CCB e a Bíblia sagrada

ccb-bras

Nota do CACP: O artigo abaixo nos foi enviado por email. É o depoimento sincero de um irmão que foi por muitos anos membro da CCB.

———————————–

A Congregação Cristã no Brasil e a Bíblia sagrada

Tópicos da convenção de 1936 e 1948 – livro verde histórico da CCB

Há à venda um livro da congregação cristã, um livro de boa leitura, verde, sobre a doutrina no início da igreja, além de 2 mensagens que se dizem inspiradas. Este livro é o fundamento antigo doutrinário da CCB. Defende-se o batismo como sacramento; a regeneração e o novo nascimento pela fé em Cristo Jesus (e não o batismo para perdão dos pecados como dizem em sentido literal hoje). Ao defender a salvação pela fé em Cristo jesus, conforme a Escritura, ela implicitamente coloca as outras igrejas evangélicas como irmãs, co-eleitas em Cristo Jesus. Infelizmente, não sei como era a situação de 1936-1948, mas os anciães acharam por bem defender que o cristão se isente de leituras evangélicas, jornais e revistas. Hoje, na situação evangélica atual, defendo claramente, com apoio de muitos profissionais, refutando o ensino antigo da CCB, a um ensino atualizado para a CCB: como a escritura diz: examinai tudo, retende o bem, examine as literaturas evangélicas boas, e retende o que é correto doutrinariamente (ortodoxo), e refute o que não é (heterodoxo). Quem não tem ciência ou discernimento sobre defesa da fé consulte o site do cacp.com.br;

 

Tópicos de ensinamentos de 1961 – Brás

Há na internet artigos de fé de 1961, logo antes da morte de Francescon, que afirmam que o Senhor falou para considerar como irmãos somente quem é batizado na CCB (O Senhor nos guiou em que só sejam considerados nossos irmãos aqueles que se batisam entre nós.; nos tópicos de ensinamentos de 1961). Infelizmente ninguém defendeu a escritura, que diferencia apenas crentes e descrentes. Não é placa de igreja que salva, mas Jesus Cristo. A escritura não diferencia crente da CCB / crente da assembléia de Deus / crente batista, etc., mas crente e descrente.

O artigo de 1961, que afirma que o Senhor falou (quando na verdade não falou, pois contraria as escrituras) para considerar os irmãos só os batizados na CCB, afirma isso porque a fórmula batismal da CCB é diferente frente a outras denominações evangélicas: Te Batizo em nome do Senhor Jesus, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. E falam que tem que FALAR em nome do Senhor Jesus, porque a menção da segunda pessoa da trindade em falar Filho, na expressão Pai, Filho e Espírito Santo, não é equivalente. E isto é simplesmente um equívoco de interpretação das sagradas escrituras.

Desta heresia que entrou na igreja (irmão só quem é batizado na CCB), derivou a heresia, só é salvo quem é do nosso meio. “Somos luz e os outros evangélicos são trevas”.

Francescon envelheceu e morreu, olha o que aconteceu: a Igreja se desviou.

 

Heresias acerca da vinda de Cristo

Não sabem nada de escatologia (doutrina das últimas coisas), e afirmam que Mt 25 é o juízo final (sendo na verdade o juízo das nações), fazendo confusão ao falar que pode ir ao céu no juízo do grande trono branco.

Enfim, aceitam que só os irmãos da CCB farão parte na primeira ressurreição (arrebatamento (apesar que não costumam falar arrebatamento)). Na segunda ressurreição, conforme dizem erronamente de juízo final, aceitam o julgamento pelas obras, seja para o céu ou para o inferno, conforme Mt 25 (julgamento dos bodes e das ovelhas), e dizem que os outros evangélicos vão pelo céu julgados pelas obras, o que é errado.

De acordo com Jo 5.28-29, primeiro, na primeira ressurreição, que compõe duas partes (arrebatamento e segunda vinda para julgar as nações), será a ressurreição da vida. Segundo, na segunda ressurreição, o juízo final, é a segunda morte, pois é a ressurreição da condenação, conforme as palavras de Jesus.

 

Acerca da divindade de Cristo

Pregam que Cristo foi criado pelo Pai no primeiro dia, e que até depois da sua ressurreição e ascensão é menor do que o Pai, e que Cristo não sabe o dia da sua própria vinda. Isso é heresia, e se chama arianismo.

O Pai, o Filho e o Espírito Santo são oniscientes, onipresentes e onipotentes, e co-existem como 3 pessoas e um Deus desde a eternidade.

Quando Cristo veio a terra, ele apenas, durante o seu ministério, submeteu-se à autoridade do Pai, por causa da sua natureza humana. Só isso.

 

Se acham santos, não pecadores

Alguns há que acham que tem falhas (imperfeições) mas não pecam de modo algum.

A escritura nos diz que todos, até o melhor crente, é pecador, e precisa do nosso Advogado (1Jo 2)!

 

Pregam a ira de Deus

Os irmãos da CCB pregam, muitas vezes, um Deus irado, que pune os maus, e assim temem a ira de Deus publicamente.

A escritura nos diz que todos os nossos pecados, seja do passado, presente e futuro, foram perdoados pelo Sangue de Jesus (1Jo 1). Deus é amor! Ainda que Deus é Deus de amor, e que realmente se ira quando necessário, ele é Luz, e é Amor, de modo que não devemos ter medo de Deus, mas temor de Deus!

 

Acerca das vestes; Esportes

Impõem como mandamento bíblico não usar shorts, para homens, e usar sempre saia, para as mulheres, de acordo erroneamente com “mulher não usar roupa de homem e vice-versa (Dt 22.5)”. Esse versículo quer dizer sobre travestis! Não fala nada sobre tipos de roupa, tal como calça e shorts e saia. O que a bíblia fala é usar de pudor, decencia e modestia (1Tm 2.9-10), tanto para mulheres, como podemos colocar para homens! Assim que as mulheres e os homens tenham pudor, decência e modéstia, não usando shorts curtos, exceto em esportes, mas bermudas (até o joelho). Usar saia no culto como costume é uma coisa (ou terno), mas falar que o Senhor determinou não pode.

Não deixam a prática de esporte para moços de shorts, tal como futebol, etc. A ponto de perder o ministério de músico, por exemplo.

 

Bebem

Os adeptos da CCB às vezes bebem todo tipo de bebida alcoólica. Isso é mau exemplo, e contrário às escrituras (Pv 20.1).

 

Escutam músicas mundanas

Os adeptos da CCB escutam música mundana, música secular, hinos ou música clássica. Escutam até música mundana (espiritualmente nociva)! São contra música evangélica. Isso é um comportamento totalmente erroneo. Comportamento sectário.

 

Fazem proselitismo quando podem

São prosélitos intensos, e não sabem o que é isso. A pregação dos anciães e cooperadores e diáconos incentiva.

Só que Jesus sabia e os doutrinou (Mt 23.15). Um exemplo de proselitismo é querer tirar o irmão da Igreja dele para ir para a sua, achando que só na sua tem Deus, o Espírito Santo se manifesta, há liberdade, há salvação.

 

Afirmam que espíritos entram em crentes

Assim como a Igreja Universal do Reino de Deus, afirmam que os demônios podem entrar em crentes. Mas por que? Porque aconteceu que no meio deles realmente tinham endemoninhados, e cuidavam que eram crentes espirituais. Assim, se você ver um crente que você julga espiritual endemoninhado, pronto, pode entrar espírito em crente. Mas segundo as escrituras, o Espírito Santo não divide o seu templo (1Co 6.19) com outros espíritos.

 

Pontos de fé e doutrina

Segundo Pr. Martinez, líder do CACP, a CCB era considerada movimento contraditório, pois na prática são de comportamento sectário, e nos pontos de fé e doutrina, inculpáveis. Por isso são movimento contraditório. Era verdade, e sempre foi até agora. Eles mudaram só agora, recentemente, conforme o hinário nº 5, conforme o artigo Anciães da CCB alteraram ponto de fé e voltaram atrás, ao contrário do hinário 4, falando que a “Bíblia contém a Palavra de Deus”.

Falando assim (“Nós cremos na inteira Bíblia Sagrada e aceitamo-La como contendo a infalível Palavra de Deus, inspirada pelo Espírito Santo. A Palavra de Deus é a única e perfeita guia da nossa fé e conduta, e a Ela nada se pode acrescentar ou d’Ela diminuir. É, também, o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê. (2Pe 1.21; 2Tm 3.16-17; Rm 1.16)”), teologicamente quer dizer que partes da bíblia são inspiradas e partes não. Essa é a teoria da inspiração parcial (Oliveira, J (2002), Doutrina da Bíblia, Ed. Eclesia); O perigo é saber qual parte é inspirada e qual parte não é, o que caberia ao homem falível saber. A CCB deixou mais uma heresia, e grande heresia entrar nos pontos de fé e doutrina, que até recentemente foram infalíveis.

A teologia ortodoxa afirma que a Bíblia É a Palavra de Deus, totalmente inspirada pelo Espírito Santo.

Inspiração significa transmissão da verdade. A Bíblia não contém erro algum, “nem erro de copista”, no manuscrito original, 100% perfeita. A bíblia que temos em mãos, especialmente a ortodoxa ACF, é 99,99% perfeita, o manuscrito mais conservado do mundo até hoje pelo tempo, especialmente o Novo Testamento.

Segundo o primeiro parágrafo desta seção, eles mudaram os pontos de fé e doutrina, e devem ser considerados, para o seu próprio bem, completamente como seita (conjunto de pessoas que ensinam doutrinas anti-bíblicas), tanto por pregarem a salvação só na sua igreja, como por deixarem a ortodoxia (verdade) no seu principal ponto de fé e doutrina, a relação da Bíblia com a Palavra de Deus, relação da qual todos os outros pontos de fé e doutrina derivam.

Que os seus mestres se convertam! E que façam a mudança.*

*Há mestres convertidos na CCB, que sairam da submissão do Brás. Foram tidos como apóstatas, e fundaram outros ministérios (CCB ministério jandira, CCB renovada). A liderança do Brás já foi justa, mas não é mais, biblicamente falando. Que o Espírito Santo convença do pecado!

 

Há convertidos na CCB?

Claro que há, pregam a salvação por Jesus. Mas é uma seita perigosa, pois heresias se infiltraram, e heresias são heresias de perdição! Cuide da tua alma.

 

Há anciães, diáconos e cooperadores ortodoxos na CCB?

Sim. Há anciães, diáconos e cooperadores que sabem que a CCB ensina heresia, mas não podem lutar contra o sistema, senão são cortados. Sabem que os outros evangélicos são irmãos. Que usar o véu não leva para o inferno. Que o batismo salva de uma consciência ruim, e não do perdão dos pecados, que vem pelo sangue de Jesus. Que pela fé Jesus salva, e é maravilhoso. Que há liberdade de expressão. Que Deus não faz diferença entre igrejas de boa doutrina. Que Deus é maravilhoso.

 

Por que isso acontece?

Porque a teologia da CCB não é uniforme, é distinta de igreja a igreja. Tem igrejas boas, onde o ancião ou cooperador só prega a Palavra de Deus. Tem igrejas nocivas, onde o ancião é um falso profeta.

Tinham estudo bíblico até começar a primeira reunião de jovens e menores.

 

E Deus?

Deus espera os Seus se levantarem, para os abraçar numa sã doutrina, igreja cristocêntrica, e com liberdade! E importa que haja heresias para que os sinceros se manifestem entre vós.

 

Roberto Rossi

Estudante de Teologia

Engenheiro Mecânico

Ex-membro CCB

[1] [2]Compartilhar [3]