Esqueceu a senha?

A Cruz Vergada do Papa

por Mary Schultz - qui ago 30, 9:44 am

A partir do papa Paulo VI, “suas santidades” passaram a exibir publicamente a cruz vergada, em substituição ao antigo crucifixo.

JP2 usou-a durante os seus mais de 25 anos de reinado e agora o Ratzinger, ou melhor, Bento XVI, está usando-a também, pois a cruz ocultista é especialmente apropriada para esses papas dos últimos tempos.

Como nos ensina o historiador católico Piers Campton, em seu livro “The Broken Cross: Hidden Hands in Vatican”, editado em 1981, Essa cruz é “um símbolo sinistro, usado pelos satanistas no século VI, o qual foi recolocado em uso desde o tempo do Concílio Vaticano II. Nessa cruz vergada é exibida uma figura distorcida e repulsiva de Cristo, a qual era usada por todos os praticantes de feitiçaria e magia negra, na Idade Média, expressando a passagem bíblica da Marca da Besta…”

Esse tenebroso objeto que os papas exibem, combinando com a sua vestimenta espalhafatosa e a mitra (cabeça de peixe, símbolo do deus Dagon), destina-se a ser reverenciado pelas multidões, representando o futuro Anticristo, detalhe esse totalmente ignorado pelas pessoas que não lêem a Bíblia, nem pesquisam a história do Catolicismo Romano.

Infelizmente, os católicos, em vez de buscarem a verdade que liberta da mentira religiosa, a qual é facilmente encontrada na Bíblia e em bons livros de história (muitos deles de autores católicos), preferem fechar os olhos. Confiam em seus padres e bispos, os quais, segundo disse o Senhor, referindo-se aos fariseus do Seu tempo, “…são condutores cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova” (Mateus 15:14).

Quem entendia bem deste assunto era o padre jesuíta Malachi Martin. Durante o tempo em que trabalhou em Roma, ele sempre esteve próximo ao papa João XXIII, tendo sido iniciado nos mais recônditos segredos do Vaticano. Vamos dar a palavra ao Prof. Arthur Noble, no artigo “Satan´s Hold on the Vatican” EIPS, 24/08/99.

“Seus anos [de Malachi Martin] em Roma também coincidiram com a realização do Concílio Vaticano II (1961-1965). Completamente decepcionado com a Igreja de Roma e a Ordem Jesuíta à qual pertencia, em 1964 ele pediu dispensa de votos religiosos e abandonou Roma às pressas, em julho do mesmo ano, tendo ido para Nova York, onde trabalhou como lavador de pratos e motorista de táxi, tendo conseguido a nacionalidade americana em 1970.

Sua sucessão de livros sobre temas católicos tornou-se cada vez mais procurada por católicos desejosos de conhecer os bastidores da “Santa Madre”. No livro “The Pilgrim” (O Peregrino), publicado em 1964, ele divulgou os esforços feitos contra a intenção de João XXIII de revogar a doutrina que culpava os judeus pela morte de Cristo. Em “Hostage to the Devil” (Hospedagem ao Diabo), publicado em 1976, ele fala dos supostos espiões soviéticos vivendo dentro do Vaticano. No livro “The Keys of This Blood” (As Chaves Deste Sangue), publicado em 1990, ele denuncia o delírio do papa JP2 de controlar o mundo através da Nova Ordem Mundial (corroborando a afirmação de que o Vaticano é a força propulsora por trás da União Européia). Em “Windswept House”, (Casa Desarrumada) publicado em 1996, ele apresenta a versão fictícia de um verdadeiro assassino. Em todos os seus escritos “o declínio e queda” da Igreja de Roma são o tema principal.

Em 1981, Martin analisou bem a sua Igreja, afirmando que esta é “uma igreja de seminários vazios, bispos politiqueiros, freiras pintadas, usando maquilagem e mini-saias, laicato confuso, dentro de um Vaticano que hospeda traidores comunistas, prelados marxistas, um bordel sobrecarregado de exorcistas e burocratas hostis, com pouca gente boa e calma, centro de 37% de clérigos e pessoas que faturam para uma Igreja sufocada por Paulo VI…”
Martin é mais um exemplo do crescente número de sacerdotes que têm testemunhado a iniqüidade da Meretriz Babilônia, a partir do seu âmago, tendo resolvido clamar contra ela, de cima dos telhados. Que material ainda mais sinistro teria ele descoberto, se tivesse permanecido por mais tempo no Vaticano? O repórter Felix Corley falou: “O Vaticano deve ter ficado satisfeito, por ter ele saído no tempo certo”. (Até aqui falou o Prof. Arthur Noble).

Voltando à cruz vergada, em seu livro “The Keys of This Blood”, Martin nos esclarece que os papas atuais estão todos comprometidos com a Nova Ordem Mundial, quer sejam ortodoxos ou liberais. Como uma figura é mais contundente do que mil palavras, a cruz vergada apresenta um Jesus desfigurado, para sempre pregado na cruz, negando, portanto, a Sua Ressurreição e Ascensão aos céus. Nenhum padre ou bispo católico crê realmente na Divindade do Senhor Jesus Cristo. Por isso é que eles servem fielmente a sua Igreja, o que seria impossível, se realmente conhecessem a Palavra de Deus e cressem na Divindade do Senhor. Enquanto isso, os católicos são uns pobres coitados, iludidos pelos seus falsos mestres. E quando, depois de dez anos de pesquisa, eu tento mostrar-lhes a verdade, recebo e-mails de crítica, me chamando de “odiosa” e coisas desse naipe. Até ameaça de morte já recebi de um mineiro, em dezembro do ano 2000!

A batata do Vaticano está assando, enquanto ele vai caminhando a passo largos para a degradação final, quando colocará no trono de Roma, e depois em Jerusalém, o “homem do pecado”, ficando o papa (quem sabe o atual Bento XVI) com o cargo de Falso Profeta, cargo esse já exercido por 264 antecessores dele, todos se apresentando como “Vigários de Cristo”. Na realidade esses 265 usurpadores não passam de tremendos blasfemadores contra o Espírito Santo, o único e legítimo Vigário do Senhor, conforme João 16:7-14: “Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós; mas, quando eu for, vo-lo enviarei. E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo. Do pecado, porque não crêem em mim; da justiça, porque vou para meu Pai, e não me vereis mais; e do juízo, porque já o príncipe deste mundo está julgado. Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora. Mas, quando vier aquele, o Espírito de verdade, ele vos guiará em toda a verdade; porque não falará de si mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir. Ele me glorificará, porque há de receber do que é meu, e vo-lo há de anunciar”.

————————————————
Para saber mais sobre o Catolicismo – O CACP disponibiliza para você, por um preço especial, os seguintes produtos:

DVD
– A Rainha do Céu: Nesse DVD o Dr Paulo Romeiro discute a doutrina mais polêmica do Catolicismo – A Mariolatria. 

APOSTILA
-O Catolicismo: Você terá nessa apostilas a refutação de todos os dogmas do Catolicismo.


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

1 Comentário

Comentários 1 - 1 de 1Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Olá eu sou cristão e concordo com tudo que vi falou te apoio em sua caminhada para abrir o olho desses cegos e vc terá sucesso com a ajuda do espírito santo de Deus ….Parabéns fica firme não desista .

Comentários 1 - 1 de 1Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement