Esqueceu a senha?

A igreja católica e a questão da hóstia

por Pr. Natanael Rinaldi - seg out 27, 1:54 pm

catolicos - 94338

  1. O que é a Hóstia?

Hóstia é uma partícula de pão ázimo (sem fermento) que se consagra na missa. Toma o formato de uma bolachinha feita de farinha de trigo e água. No ensino católico essa bolachinha, chamada hóstia, depois de consagrada pelo padre na celebração da missa se transubstancia, ou seja, muda de substância para se tornar literalmente o corpo de Cristo. A palavra hóstia tem o sentido também de vítima oferecida em sacrifício à divindade. A Bíblia diz:

Hb. 10.12: “Mas este, havendo oferecido para sempre um único sacrifício pelos pecados, está assentado à destra de Deus”.

Hb. 10.13: “Daqui em diante esperando até que os seus inimigos sejam postos por escabelo de seus pés”.

Hb. 10.14: “Porque com uma só oblação aperfeiçoou para sempre os que são santificados”.

Nós, evangélicos, celebramos a Ceia do Senhor distribuindo pão e suco de uva. Jesus citou o pão o e o fruto da vida na celebração da primeira Ceia.

 

  1. Pode descrever a forma como Jesus instituiu a Ceia na noite que antecedeu sua morte?

Mt. 26.26-28: “E, quando comiam, Jesus tomou o pão, e abençoando-o, o partiu, e o deu aos discípulos, e disse: Tomai, comei, isto é o meu corpo. E, tomando o cálice, e dando graças, deu-lho, dizendo: Bebei dele todos; porque isto é o meu sangue, o sangue do novo testamento, que é derramado por muitos, para remissão dos pecados”.

 

  1. Qual o ensino Católico sobre a Celebração da Ceia?

Eles denominam a Ceia do Senhor como Eucaristia. Ensinam sobre a Eucaristia o seguinte: “A Eucaristia é um Sacramento, que pela admirável conversão de toda a substância do pão no Corpo de Jesus cristo, e de toda a substância do vinho no seu precioso sangue, contém verdadeira, real e substancialmente o Corpo, Sangue, Alma e Divindade do mesmo Jesus Cristo Nosso senhor, debaixo das espécies de pão e de vinho, para ser nosso alimento espiritual”. Ensina mais, que na Eucaristia está o mesmo Jesus Cristo que está no céu. Esclarece ainda que essa mudança, conhecida como transubstanciação “ocorre no ato em que o sacerdote, na santa Missa, pronuncia as palavras de consagração: Isto é o meu Corpo; este é o meu sangue. Esse processo de transformação do pão e do vinho chama-se transubstanciação”.

 

  1. O catolicismo sustenta que Cristo é sacrificado em cada missa para a salvação das almas que estão no purgatório. Tem isso base bíblica?

A Bíblia ensina que Jesus Cristo ofereceu um único sacrifício para nossa salvação, e que o sacrifício dele é irrepetível em face de sua eficácia permanente.

Hb. 9.28: “Assim também Cristo, oferecendo-se uma vez para tirar os pecados de muitos, aparecerá segunda vez, sem pecado, aos que o esperam para salvação”.

Hb. 10.12: “Mas este, havendo oferecido para sempre um único sacrifício pelos pecados, está assentado á destra de Deus”.

Hb. 10.14: “Porque com uma só oblação aperfeiçoou para sempre os que são santificados”.

Hb. 10.18: “Ora, onde há remissão destes, não há mais oblação pelo pecado”.

 

  1. Pergunta 619 do Catecismo Católico: Deve-se adorar a Eucaristia? R. A Eucaristia deve ser adorada por todos, porque ela contém verdadeira, real e substancialmente o mesmo Jesus Cristo Nosso Senhor”. Qual deve ser a nossa resposta sobre esse argumento católico?

Esta doutrina é contrária ao bom senso e ao testemunho dos sentidos. O bom senso não pode admitir que o pão e o vinho, oferecidos pelo Senhor aos seus discípulos na Ceia, fossem a sua própria carne e o seu sangue, ao mesmo tempo em que permanecia em pé diante deles, vivo, em carne e osso. É manifesto que Jesus, segundo seu costume, empregou uma linguagem simbólica, que queria dizer: este pão que parti, representa meu corpo que vai ser partido por vossos pecados; o vinho neste cálice representa meu sangue, que vai ser derramado para apagar os vossos pecados. Não há ninguém, de mediano bom senso, que compreenda no sentido literal estas expressões simbólicas do Salvador: “Eu sou a porta”, “eu sou a videira”, “eu sou o caminho”. A razão humana não pode admitir tampouco o pensamento de que o corpo de Jesus, tal qual se encontra no céu (Lc. 24.39; Fp. 3.20), esteja nos elementos da Ceia. Como admitir-se que Jesus desça aos altares romanistas revestido do corpo que teve sobre a terra, e se deixe prender nos altares católicos?

 

  1. É verdade que a igreja Católica ensina no Catecismo que a Eucaristia é o maior dos sete sacramentos?

Sim. Ela diz: “544. Qual é o maior de todos os Sacramentos? O maior de todos os Sacramentos é o Sacramento da Eucaristia, porque contém não só a graça, mas também o mesmo Jesus Cristo, autor da graça e dos Sacramentos”.


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement