Esqueceu a senha?

A Igreja vai bem, obrigado!

por Artigo compilado - qui abr 20, 12:58 am

Ultimamente, os meios de comunicação têm dado espaço a muitos comentários sobre os evangélicos. E são comentários de todos os tipos: bons, ruins, difamatórios, elogiosos, oposicionistas, situacionistas… Enfim, todos os tipos! O que acontece, porém, é que essas informações têm gerado grande confusão no coração de todos aqueles que ainda não sabem o que é ser verdadeiramente cristão evangélico. De fato, ser cristão é, entre outras coisas, pertencer à verdadeira Igreja de nosso Senhor e salvador Jesus Cristo, fundada por Ele próprio.

Diante disso, como cristãos, devemos saber, para não ficarmos confusos com as coisas que andam falando por aí sobre a nossa fé, é que temos uma bússola. Bússola?! Sim. E é justamente essa bússola que deve nortear a nossa vida e nos mostrar como devemos proceder para que possamos pertencer à Igreja de Cristo, comprada pelo seu precioso sangue, derramado na cruz do Calvário.

Bem, o leitor deve está curioso para saber que bússola é essa. Resposta: a Palavra de Deus, as Escrituras Sagradas, o Antigo e o Novo Testamento, o Livro sagrado do cristianismo.

Como Palavra de Deus, a Bíblia tem autoridade máxima sobre todas as questões relacionadas à nossa crença, como está escrito: “Toda Escritura é divinamente inspirada e proveitosa para ensinar, para repreender, para corrigir, para instruir em justiça” (2Tm 3.16).

Precisamos entender que estamos fundamentados na Palavra de Deus, a Bíblia, e não em ventos de doutrinas, em ensinamentos heréticos, em argumentos de mercenários da Palavra, em plagiadores do evangelho de Cristo, em charlatães, em políticos interesseiros, em difamadores do evangelho, entre outros. Em verdade, devemos sempre ter em mente o que disse o apóstolo Paulo: “Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo coceira nos ouvidos, cercar-se-ão de mestres, segundo as suas próprias cobiças” (2Tm 4.3).

Resolvida essa primeira questão, vejamos, agora, o que o nosso Mestre nos ensinou a respeito da sua Igreja, em Mateus 16.18b: “… edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela”. Já em João 14.16,17, lemos: “E eu rogarei ao Pai, e ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre, o Espírito da verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece. Mas vós o conheceis, pois habita convosco, e estará em vós”.

Aprendemos, por meio das palavras do próprio fundador da Igreja, que jamais seremos derrotados. E, também, que não somos órfãos, que temos um guia, o Espírito Santo, que veio para substituir Jesus após sua ascensão aos céus. O Espírito Santo é quem conduz, orienta e ensina a Igreja de Cristo. E o Espírito Santo exercerá essa de conduzir a Igreja até o retorno do seu fundador, o próprio Jesus.

Pois bem, com mais essa questão resolvida, podemos tirar algumas conclusões sobre como anda a Igreja hoje. Desde a sua fundação, a Igreja de Cristo nunca parou de crescer e, atualmente, com o auxílio dos meios de comunicação, ela está crescendo de forma exponencial.

O principal alimento da Igreja de Cristo, a Bíblia, todos os anos bate recorde de vendas. Centenas de milhares de exemplares são impressos para atender ao rebanho de Cristo e às pessoas que ainda não se decidiram pelo evangelho.

Cada vez mais governantes são influenciados pelos ensinamentos da Igreja, produzindo leis pelas quais os direitos humanos são preservados a todo custo.

A Igreja, embora seja formada por pecadores, tem como guia o verdadeiro Deus, na pessoa do Espírito Santo. E, como o nosso próprio Senhor Jesus disse: “Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós” (Jo 14.18).

Portanto, achar que a Igreja não vai bem é o mesmo que achar que o Espírito Santo está sendo incompetente em sua missão.

Que Deus nos guarde de pensarmos dessa forma sobre a condução da Igreja.

Assim, amado leitor, quando for abordado por alguém querendo saber como anda a Igreja, sua resposta deve ser, sempre: — A Igreja vai bem, obrigado!

Por Antonio Fonseca do ICP


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement