Esqueceu a senha?

A Imaculada Conceição

por Artigo compilado - dom jan 26, 12:37 am

virgem-maria1

a Virgem Imaculada, preservada imune de toda a mancha da culpa original,”

Concílio Vaticano II, Lumen Gentium, parágrafo 59

a sua santidade, já plena na Conceição imaculada

Marialis Cultus, Conclusão

A doutrina que sustenta que a beatíssima Virgem Maria, no primeiro instante da sua Conceição, por singular graça e privilégio de Deus onipotente, […] foi preservada imune de toda mancha de pecado original, essa doutrina foi revelada por Deus, e por isto deve ser crida firme e inviolavelmente por todos os fiéis.”

Bula Ineffabilis Deus, parágrafo 41

     Com estas afirmações o Vaticano ensina que Maria foi preservada do pecado desde sua concepção, isto é, Maria nasceu sem pecado algum. O pecado conhecido como pecado original é a semente pecaminosa (incluindo suas consequências como a morte física, doenças, etc) herdadas de Adão e Eva. Segundo afirma o Catolicismo, Maria foi preservada deste pecado.

Antes de começarmos a analisar isso junto à Bíblia, gostaria de destacar algo em uma das afirmações do Vaticano. Na última transcrição a cúria Romana afirma que esta doutrina foi revelada por Deus, isto é, provém de uma revelação extrabíblica e portanto, pode ser criticada, colocada em dúvida e analisada com base em uma fonte confiável, que no caso, é a Palavra viva de Deus.

Maria era humana, descendente de Adão e Eva como todos nós somos. Não há motivo para que fosse “divinamente” preservada do pecado original. A Bíblia nos ensina diferente: “Eis que eu nasci em iniqüidade, e em pecado me concedeu minha mãe.“ (Sl 51:5). O apóstolo Paulo ainda afirma isso categoricamente: “pela desobediência de um só homem muitos foram constituídos pecadores,” (Rm 5:15). A única exceção é Cristo, em razão de ter nascido por virtude do Espírito Santo sem um pai humano, esse não foi o caso de Maria, pois ela nasceu de pai e mãe humanos (Joaquim e Ana segundo as tradições Católicas).

A Bíblia não diz que Maria foi preservada do pecado original, ou seja, da mancha do pecado de Adão. O Catolicismo novamente volta-se para sua Sagrada Tradição e suas revelações. Mais uma vez eu pergunto aos Católicos sinceros: Será que esse ensinamento veio realmente de Deus? Ou será invencionice dos homens? Como Paulo nos ensina: “Porque os tais não servem a Cristo nosso Senhor, mas ao seu ventre; e com palavras suaves e lisonjas enganam os corações dos inocentes.” (Rm 16:18). Que palavras suaves são estas: “por singular graça e privilégio de Deus onipotente, foi preservada imune de toda mancha do pecado original”!! Pensem nisto os Católicos sinceros: Será que isso é verdade? Tem algum lugar onde posso procurar esta resposta? Creio que sim, e Jesus nos diz onde: “a tua palavra é a verdade.” (Jo 17:17).

Extraído do livro “O Catolicismo Romano e a Bíblia” – Rafael Nogueira


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.