Esqueceu a senha?

A justificação é pela fé, não pelas obras

por Enviado por email - seg out 05, 3:07 pm

estudando a biblia

1) ABRAÃO FOI JUSTIFICADO PELA FÉ; NÃO PELAS OBRAS DA LEI (Romanos 4:1ss; Gálatas 3:6ss)

1.1 Importante destacar, antes de tudo, que Abraão não foi justificado pelas obras da lei, mas pela fé.

“Romanos 4 1 QUE diremos, pois, ter alcançado Abraão, nosso pai segundo a carne? 2 Porque, se Abraão foi justificado pelas obras, tem de que se gloriar, mas não diante de Deus. 3 Pois, que diz a Escritura? Creu Abraão em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça.”

“Gálatas 3 6 Assim como Abraão creu em Deus, e isso lhe foi imputado como justiça. 7 Sabei, pois, que os que são da fé são filhos de Abraão. 8 Ora, tendo a Escritura previsto que Deus havia de justificar pela fé os gentios, anunciou primeiro o evangelho a Abraão, dizendo: Todas as nações serão benditas em ti. 9 De sorte que os que são da fé são benditos com o crente Abraão.”

1.1.1 Com efeito, Abraão foi declarado justo por Deus, quando sequer havia lei, ou seja, a Lei Mosaica.

 

2) AQUELES QUE CONFIAM NAS OBRAS DA LEI ESTÃO DEBAIXO DE MALDIÇÃO

“Gálatas 3 10 Todos aqueles, pois, que são das obras da lei estão debaixo da maldição; porque está escrito: Maldito todo aquele que não permanecer em todas as coisas que estão escritas no livro da lei, para fazê-las.”

2.1 “A condenação aplica-se a todos os que estão debaixo da lei que era impossível de ser guardada (cf At 15:10; Rm 7)” (*)

2.2 Nenhum ser humano, foi capaz de cumprir a lei: Somente Jesus, realmente, cumpriu a lei (Mateus 5:17)

2.3 Os ritos, ofertas e sacrifícios mosaicos eram imperfeitos e ineficazes (Hebreus 9:1-10) 2.4 O sacrifício de Cristo não se repete, é perfeito e eficaz

 

3) A TUTELA DA LEI PARA NOS CONDUZIR A CRISTO (Gálatas 3:23-29)

3.1 Qual foi o propósito da Lei Mosaica? O propósito da Lei Mosaica foi o de nos conduzir a Cristo.

“Gálatas 3 23 Mas, antes que a fé viesse, estávamos guardados debaixo da lei, e encerrados para aquela fé que se havia de manifestar. 24 De maneira que a lei nos serviu de aio, para nos conduzir a Cristo, para que pela fé fôssemos justificados. 25 Mas, depois que veio a fé, já não estamos debaixo de aio.”

 

4) O EVANGELHO ISENTA-NOS DO CUMPRIMENTO DA LEI MOSAICA

“Gálatas 4 4 Mas, vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, 5 Para remir os que estavam debaixo da lei, a fim de recebermos a adoção de filhos.”

 

5) LEI DE CRISTO

5.1 Todos quantos creem em Jesus Cristo, como Senhor e Salvador, estão, agora, debaixo da Lei de Cristo (João 13:34; 1 João 4:21)

João 13:34 Um novo mandamento vos dou: Que vos ameis uns aos outros; como eu vos amei a vós, que também vós uns aos outros vos ameis.

1 João 4:21 E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também a seu irmão.

5.2 Lei Mosaica X Lei de Cristo

5.2.1 Da Vingança: Lei Mosaica – (Êxodo 21:24; Levítico 24:20; Deuteronômio 19:21)

Êxodo 21:24 Olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé,

Levítico 24:20 Quebradura por quebradura, olho por olho, dente por dente; como ele tiver desfigurado a algum homem, assim se lhe fará.

Deuteronômio 19:21 O teu olho não perdoará; vida por vida, olho por olho, dente por dente, mão por mão, pé por pé.

5.2.1 A Lei de Cristo proíbe a vingança – (Mateus 5:38-42; Lucas 6:27-30)

Mateus 5

38 Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente.

39 Eu, porém, vos digo que não resistais ao mal; mas, se qualquer te bater na face direita, oferece-lhe também a outra;

40 E, ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa;

41 E, se qualquer te obrigar a caminhar uma milha, vai com ele duas.

5.2.1.1 Com efeito, a Lei de Cristo é oposta à Lei Mosaica, posto que a Lei de Cristo não é a Lei da vingança, senão a Lei do amor

Êxodo 21:24 Olho por olho. Um sumário do princípio de restringir a punição, dentro da media do crime cometido. Jesus Cristo nos ensina a andar uma segunda milha, ensinando-nos o perdão, para que o crente seja uma reflexão real do amor de Deus (Mt 5:38), (cf Nota de rodapé da Bíblia Vida Nova)

 

6) DOS ALIMENTOS

6.1 Primeiramente, os Tipos proibidos pela Lei Mosaica (Lv 11:4; 22:8; Dt 14:3,7,8ss; At 10:14)

“Deuteronômio 14

7 Porém estes não comereis, dos que somente ruminam, ou que têm a unha fendida: o camelo, e a lebre, e o coelho, porque ruminam mas não têm a unha fendida; imundos vos serão.

8 Nem o porco, porque tem unha fendida, mas não rumina; imundo vos será; não comereis da carne destes, e não tocareis nos seus cadáveres.”

6.2 É Proibido Comer Carne de Porco?

2.2.1 Para responder tal indagação, compartilho com você a matéria constante do site “aBíblia.org” http://www.abiblia.org/ver.php?id=723 como segue:

“Para os cristãos não existe nenhuma lei que proíbe comer carne de porco. A dúvida nasce da lei existente entre muçulmanos e judeus que proibe o uso da carne de porco (e outros animais: camelo, coelho e lebre – Veja Levíticos 11,4-7). Essa lei tem a ver com o estado de pureza. Para os judeus, só quem é puro pode se aproximar de Deus. Contudo, é importante observar que, segundo a lei de Moisés, o estado de pureza não significa necessariamente um estado moral, mas é uma situação que tem relação sobretudo com as celebrações rituais. O Corão permite, em caso de necessidade, comer carne de porco (Sura 2,173; 5,3b) e nada diz sobre carne de camelo, coelho e lebre.

Os cristãos deixaram de lado essa prática muito cedo. Há dois textos basilares que nos ajudam a compreender a visão cristã. O primeiro se encontra no evangelho de Marcos (7,14:23):
14 Em seguida, Jesus chamou de novo a multidão para perto dele e disse: «Escutem todos e compreendam: 15 o que vem de fora e entra numa pessoa, não a torna impura; as coisas que saem de dentro da pessoa é que a tornam impura. 16 Quem tem ouvidos para ouvir, ouça.»
17 Quando Jesus entrou em casa, longe da multidão, os discípulos lhe perguntaram sobre essa parábola. 18 Jesus disse: «Será que nem vocês entendem? Vocês não compreendem que nada do que vem de fora e entra numa pessoa pode torná-la impura, 19 porque não entra em seu coração, mas em seu estômago, e vai para a privada?» (Assim Jesus declarava que todos os alimentos eram puros). 20 Jesus continuou a dizer: «É o que sai da pessoa que a torna impura. 21 Pois é de dentro do coração das pessoas que saem as más intenções, como a imoralidade, roubos, 22 crimes, adultérios, ambições sem limite, maldades, malícia, devassidão, inveja, calúnia, orgulho, falta de juízo. 23 Todas essas coisas más saem de dentro da pessoa, e são elas que a tornam impura.»

Outro texto está em Atos dos Apóstolos 10,13-15:
No dia seguinte, enquanto eles estavam a caminho e se aproximavam da cidade, ao meio-dia Pedro subiu ao terraço para rezar. 10 Sentiu fome e quis comer; mas enquanto preparavam a comida, Pedro entrou em êxtase. 11 Viu o céu aberto e uma coisa que descia para a terra; parecia uma grande toalha sustentada pelas quatro pontas. 12 Dentro dela havia todo tipo de quadrúpedes, e também répteis da terra e aves do céu. 13 E uma voz lhe disse: «Levante-se, Pedro, mate e coma!» 14 Mas Pedro respondeu: «De modo nenhum, Senhor! Porque eu jamais comi coisa profana e impura!» 15 A voz lhe disse pela segunda vez: «Não chame de impuro o que Deus purificou.» 16 Isso repetiu-se por três vezes. Depois a coisa foi recolhida ao céu.“

6.2.2 Ressalte-se, por fim, que a Bíblia nos ensina que podemos comer de tudo quanto se vende no açougue (cf 1 Coríntios 10:25)

“1 Coríntios 10:25 Comei de tudo quanto se vende no açougue, sem perguntar nada, por causa da consciência.”

Autor: Osvaldo Gomes Cruz


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement