Esqueceu a senha?

A plenitude de meios de salvação no Catolicismo

por Enviado por email - seg jan 20, 12:05 am

cruz catolicos

Pois somente por meio da Igreja católica de Cristo, ‘a qual é meio geral de salvação’, pode ser atingida toda a plenitude dos meios de salvação. Cremos que o Senhor confiou todos os bens da Nova Aliança somente ao Colégio Apostólico, do qual Pedro é o chefe, a fim de constituir na terra um só Corpo de Cristo, ao qual é necessário que se incorporem plenamente todos os que, de que alguma forma, já pertencem ao Povo de Deus

 Catecismo da Igreja Católica, parágrafo 816-
citando Concílio Vaticano II, Unitatis Redintegratio, parágrafo 3

Apoiado na Sagrada Escritura e na Tradição, [o Concílio] ensina que esta Igreja peregrina é necessária para a salvação.”

Catecismo da Igreja Católica, parágrafo 846

     A citação acima (também presente no Concílio Vaticano II) identifica a Igreja Católica como única portadora dos meios de salvação. Existiria salvação fora da Igreja Católica Apostólica Romana? Segundo o exposto acima, Não.
A citação do Catecismo diz que a decisão do Concílio está “Apoiada na Sagrada Escritura”. Onde a Sagrada Escritura dá margem para tal ideia? A Bíblia não confere à igreja o poder de salvação, muito menos delimita certa religião para esta função. Quando João vê os salvos no céu o ancião lhe explica que eles foram salvos porque “levaram as suas vestes e as branquearam no sangue do Cordeiro.” (Ap 7:14), não porque pertenciam à religião A, B ou C.

A Bíblia diz que a salvação é propiciada pela fé em Jesus Cristo (At 16:31; Ef 2:8-9), o cabeça da igreja. A igreja (corpo de Cristo) não tem poder para religar o homem a Deus, só Jesus detém este poder de salvação (Jo 14:6; At 4:11; 1Tm 2:5); ele é o Salvador (1Pe 1:11).

O interessante fica por parte da “plenitude dos meios de salvação”. Aqui, a Igreja Católica retira de Cristo os dons da salvação e insere em si mesma. Quando diz que somente por meio da igreja Católica de Cristo pode-se obter plenitude dos meios de salvação é como se estivessem dizendo que só a Igreja Católica salva, independente da comunhão que uma pessoa possa ter com Deus.

Desta forma, sem nenhuma base Bíblica para tal afirmação, a Igreja Católica declara ser a única Igreja de Cristo e único meio de salvação. Interessante não? Onde na Bíblia Jesus diz que é necessário pertencer a alguma religião para ser salvo?

Na Bíblia, os apóstolos já tentaram impor o que a Igreja Católica impõe com esta declaração. Certa vez João disse a Jesus: “Mestre, vimos um homem que em teu nome expulsava demônios, e nós lho proibimos, porque não nos seguia.” (Mc 9:38). Perceba que é isso que a Igreja Católica e tantas outras seitas tentam fazer. No entanto, Jesus repreendeu tal ideia no meio apostólico: “Não lho proibais; porque ninguém há que faça milagre em meu nome e possa logo depois falar mal de mim; pois quem não é contra nós, é por nós.” (Mc 9:39-40). Na verdade João tinha boas intenções, ele sabia que a salvação era somente por meio de Jesus, mas errou ao pensar que para estarem com Jesus eles deveriam andar juntos em um único grupinho. Mais tarde, os apóstolos puderam pregar não uma mensagem do tipo: “Entrem para o nosso grupinho e sejam salvos”, mas a forte mensagem da cruz: “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para remissão de vossos pecados; e recebereis o dom do Espírito Santo.” (At 2:38).

A salvação (da forma que a Bíblia ensina) não é por meio de religião alguma. É um erro pensar tal coisa. A salvação nos é oferecida por Jesus Cristo. Ele morreu na cruz em nosso lugar (Rm 5:8), obtendo ali os méritos da salvação. Ele nos oferece esta salvação por meio da fé. Senão vejamos:

Mas, a todos quantos o receberam, aos que crêem no seu nome, deu-lhes o poder de se tornarem filhos de Deus;” (João 1:12)

Quem crê no Filho tem a vida eterna; o que, porém, desobedece ao Filho não verá a vida, mas sobre ele permanece a ira de Deus.” (João 3:36)

Declarou-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que morra, viverá;” (João 11:25)

Responderam eles: Crê no Senhor Jesus e serás salvo, tu e tua casa.” (Atos 16:31)

Além destes, careceria de espaço para listar todos os versos Bíblicos que falam sobre a salvação pela fé (veja alguns: At 20:21, 26:18; Rm 1:17, 3:28, 15:1;  Gl 2:16, 3:22-26). Mas gostaria de destacar dois versículos:

Porque pela graça sois salvos, mediante a fé; e isto não vem de vós; é dom de Deus; não vem de obras, para que ninguém se glorie.” (Efésios 2:8-9)

Se, com tua boca, confessares Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” (Romanos 10:9)

Os dois versos afirmam a mesma coisa: a salvação vem pela graça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo como Senhor. Não vem de obras boas ou por nossos próprios méritos, mas pelos méritos de Cristo e somente dele.

Portanto, a Igreja Católica está extremamente errada em pensar que seus ritos e suas cerimônias litúrgicas tem poder salvador, pois somente a fé em Jesus Cristo pode salvar o homem. A Bíblia ensina isso claramente. Agora, onde a Bíblia ensina que a religião Católica tem poder salvador? Onde a Bíblia diz que pertencer ao sistema religioso Católico e cumprir seus sacramentos fornece a salvação ao homem?

Se o caro leitor for Católico, peço-lhe em nome de Jesus nosso Senhor, que pense e considere estas questões com muito cuidado e sinceridade, pois a salvação depende de nossa atitude em relação aos princípios que Deus estabeleceu. Lembre-se que o seu futuro eterno está à mercê de sua escolha e de seu modo de vida em relação aos princípios de Deus. Faça a si mesmo esta pergunta: Será que aquilo que creio à respeito da salvação realmente é a verdade?
Finalmente deixo algumas perguntas para o leitor: Onde a Bíblia ensina que os sacramentos são necessários para a salvação? Se fossem, a Bíblia certamente não confirmaria? Por que os apóstolos não ensinavam que a salvação dependia da observância de tais ritos e cerimônias? Será que a Igreja Católica ensina a verdade?

Conclusão

A doutrina Católica sobre a salvação é errônea e não têm bases Bíblicas. A Bíblia ensina a salvação por meio da fé e a Igreja Católica ensina a salvação por meio dos sacramentos. Afinal, quem está com a verdade: A eterna palavra de Deus ou o sistema religioso Católico?

Vimos durante este capítulo que a Igreja Católica ensina o seguinte sobre os sacramentos em relação à salvação:

  • Existem sete sacramentos;
  • Quatro destes sacramentos não necessários para a salvação;
  • Maria possui encargo de alcançar a salvação para os homens;
  • Só a Igreja Católica possui a plenitude dos meios de salvação

A Igreja Católica exerce um tipo de manipulação sobre seus membros ao afirmar que só ela (como organização religiosa) possui poder de salvação completo. Ela impõe isso como forma de prender os fiéis à sua grade doutrinária. Nós Evangélicos nunca afirmamos que é necessário pertencer a Igreja Evangélica para ser salvo e qualquer um que faça isso está errado frente às verdades Bíblicas. O que alguém precisa para ser salvo é crer em Jesus Cristo e viver de acordo com sua Palavra, nada além disto.

Os sacramentos Católicos não têm poder de salvação. O Batismo e a Eucaristia – únicos sacramentos ordenados por Jesus – não são necessários para a salvação e a Bíblia confirma isso claramente. Eles são representações da redenção feita por Jesus na cruz e da reconciliação do homem com Deus.

Deus nos oferece a salvação pelos méritos de Jesus, pelos dons de Jesus Cristo. A Bíblia diz que “Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo” (Rm 10:13). A Bíblia, como Palavra eterna de Deus, não ensina a necessidade da observância de sacramentos ou dogmas para a salvação. Portanto, a doutrina dos sacramentos da Igreja Católica não está de acordo com a Palavra de Deus.

Caro leitor, por que motivo deveríamos crer em algo que a Bíblia não nos ensina? Não é ela a poderosa e eterna palavra de Deus? Não é o Evangelho “o poder de Deus para salvação de todo aquele que crê” (Rm 1:16)? Por que então deveríamos crer em algo que o Evangelho não nos ensina? Pense sobre estas questões.

Perguntas para meditação:

  1. A Bíblia ensina a existência de sete sacramentos? Ou seriam apenas dois instituídos por Jesus Cristo?
  2. Será que é necessária a observância de quatro sacramentos para a salvação?
  3. Onde a Bíblia afirma que é necessário observar algum sacramento para ser salvo?
  4. Sacramentos são obras operadas por homens. De acordo com Efésios 2:8-9 a salvação não vem de obras. Como então os sacramentos tem poder para salvar?
  5. Maria é intercessora pela salvação dos homens? Onde a Bíblia confirma isto?
  6. Onde a Bíblia mostra Maria recebendo múnus de salvação?
  7. A Igreja Católica é a única que oferece plenitude de meios de salvação? A Bíblia ensina isso? Jesus ensina tal coisa? Então de onde o Catolicismo tirou tal ideia?
  8. A Bíblia e Catolicismo estão de acordo? O Catolicismo está realmente de acordo com a Palavra de Deus?

Extraído do livro “O Catolicismo Romano e a Bíblia” – Rafael Nogueira


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement