Esqueceu a senha?

A Queda fez do homem um autômato sem livre-arbítrio?

por Pr. João Flávio Martinez - dom ago 10, 12:07 am

ada e eva expulsos

O ensino calvinista exacerba a queda humana e conjectura que o homem morto não pode mais responder ao chamado da Graça de Deus. Para alguns calvinistas, morto, é morto mesmo, em todos os sentidos e não apenas no espiritual – seria uma total incapacidade. Os calvinistas se esquecem de que a reciproca é verdadeira, se o homem está morto desse jeito e não pode responder à salvação, seria, então, obtusidade pensar que ele é culpado pelos seus atos e pecados. Claro, o calvinismo não ensina isso, mas a conclusão é lógica – se é morto para ser salvo – também é morto para ser condenado e culpado pelos seus erros (afinal, morto não erra, por não ter como agir de jeito algum).

Continuando, vejam algumas conjecturas de Calvino: “O homem não tem livre-arbítrio para praticar o bem […]”. Ainda citando Agostinho, ele diz: “que o livre-arbítrio está em cativeiro e não pode fazer bem algum”. (As Institutas, vol. 1, Edição Especial, p. 97-99). A ideia aqui é mostrar que o homem não pode responder ao chamado de Deus, então, somente os predestinados serão ressuscitados e salvos e os demais, condenados ao fogo do inferno: “Deus não criou todos em igual condição, mas ordenou uns para vida eterna e os demais para a condenação eterna […]”. (As Institutas, vol. 3, Edição Especial, p. 41).

A maioria dos cristãos entende que o homem é um ser caído e precisa da Graça de Deus para receber a salvação, mas tocado pela Graça ele pode responder sim ou não ao Salvador. Entretanto, o calvinismo não vê assim. Laurence Vance comenta:

“Quando um calvinista diz Depravação Total, o que ele realmente quer dizer é Incapacidade Total, que não tem nada a ver com a Depravação Total […]. A doutrina calvinista da depravação é despretensiosamente declarada pelos calvinistas como se referindo à incapacidade do homem para livremente crer em Jesus Cristo para a salvação […].” (Laurence Vance, O Outro Lado do Calvinismo, 2000, p. 214)

Norman Geisler diz o seguinte sobre a problemática:

“Ao contrário do que pensam certos calvinistas, a fé não é um dom que Deus oferece somente a alguns. Todos têm a responsabilidade de crer, e quem quer que decida crer pode crer (cf. Jo. 3.16). Jesus diz: ‘Para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna’ (Jo. 3.16). E acrescenta: ‘Quem nele crê não é condenado’ (v. 18). E ainda: ‘Quem vier a mim eu jamais rejeitarei’ (Jo. 6.37). Apocalipse 22.17 também afirma: ‘Quem tiver sede, venha, e quem quiser, beba de graça da água da vida’. Se cada pessoa pode crer, por que, então, Jesus asseverou de alguns: ‘Por esta razão eles não podiam crer, porque, como disse Isaías noutro lugar: Cegou os seus olhos e endureceu-lhes o coração, para que não vejam com os olhos nem entendam com o coração, nem se convertam, e eu os cure’ (Jo. 12.39,40)? A resposta é encontrada no contexto: 1) A fé era, obviamente, responsabilidade deles, visto que Deus os havia considerado responsáveis por não crerem, pois somente dois versículos antes, lemos: ‘Mesmo depois que Jesus fez todos aqueles sinais miraculosos, não creram nele’ (Jo. 12.37); 2) Jesus estava falando a judeus de coração endurecido, que haviam visto milagres indiscutíveis (incluindo a ressurreição de Lázaro [Jo. 11]) e que haviam sido muitas vezes chamados a crer antes desse episódio (Jo. 8.26), o que revela que eram capazes de crer; 3) Foi a própria incredulidade teimosa que lhes trouxe cegueira. Jesus havia dito: ‘Eu lhes disse que vocês morrerão em seus pecados. Se vocês não crerem que Eu Sou, de fato morrerão em seus pecados’ (Jo. 8.24). Assim, foi uma cegueira escolhida que poderia ser evitada.” (Em: <www.cacp.org.br>. Acesso em 29 maio 2014).

Sobre o livre-arbítrio, Norman Geisler, no livro “Eleitos, Mas Livres”, assegura que o homem tinha livre-arbítrio antes da queda e após a queda:

Livre-arbítrio antes da Queda

O poder de livre-escolha é parte da humanidade criada à imagem de Deus (Gn. 1.27). Adão e Eva receberam a ordem de: 1) Multiplicar a espécie (Gn. 1.28) e 2) Não comer do fruto proibido (Gn. 2.16,17). Essas duas responsabilidades implicam capacidade de corresponder. Como já foi observado, o fato de que deveriam obedecer a esses mandamentos implicava que poderiam obedecer a eles. O último texto narra a escolha deles: ‘Quando a mulher viu que a árvore parecia agradável ao paladar […] tomou do seu fruto, comeu-o e deu a seu marido, que comeu também’ (Gn. 3.6). A condenação de Deus que veio sobre eles torna evidente que eram livres. Deus perguntou: ‘Você comeu do fruto da árvore da qual lhe proibi comer?’ (Gn. 3.11). ‘Que foi que você fez?’. Respondeu a mulher: ‘A serpente me enganou, e eu comi’. (Gn. 3.13). As referências do Novo Testamento ao ato de Adão tornam claro que ele fez uma escolha livre pela qual se tornou responsável. Romanos 5 chama essa escolha de ‘pecado’ (v.16), ‘transgressão’ (v. 15) e ‘desobediência’ (v. 19). O mesmo ato é referido em I Timóteo, capítulo 2, como ‘transgressão’ (v. 14). Todas essas descrições implicam que o ato de Adão foi moralmente livre e culpável.

O livre-arbítrio após a Queda

Mesmo após Adão ter pecado e se tornado espiritualmente ‘morto’ (Gn. 2.17; cf. Ef. 2.1) e pecador ‘por natureza’ (Ef. 2.3), ele não era depravado completamente a ponto de não poder ouvir a voz de Deus ou de dar uma resposta livre. Porque o Senhor Deus chamou o homem, perguntando: ‘Onde está você?’. E ele respondeu: ‘Ouvi teus passos no jardim e fiquei com medo, porque estava nu; por isso me escondi’ (Gn. 3.9,10). A imagem de Deus em Adão foi manchada pela Queda, mas não apagada. Foi desfigurada, mas não destruída. Em outras palavras, a imagem de Deus (que inclui o livre–arbítrio) ainda está nos seres humanos após a Queda. Essa é a razão de o assassínio (Gn. 9.6) e mesmo a maldição (Tg. 3.9) de outras pessoas serem considerados pecados: “Porque a imagem de Deus foi o homem criado” (Gn. 9.6). Mesmo os não-salvos têm livre-escolha, tanto para receber, quanto para rejeitar o dom da salvação que vem de Deus. Jesus assim se refere aos que o rejeitaram: ‘Jerusalém, Jerusalém! […]. Quantas vezes eu quis reunir os seus filhos, como a galinha reúne os seus pintinhos debaixo das suas asas, mas vocês não quiseram’ (Mt. 23.37). E João afirma que, ‘aos que creram em seu nome [Cristo], deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus’ (Jo. 1.12). A verdade é que Deus deseja que todos os não-salvos mudem a maneira de pensar (se arrependam), porque ‘ele é paciente com vocês, não querendo que ninguém pereça, mas que todos cheguem ao arrependimento’ (2Pe. 3.9). Isso significa uma mudança de pensamento […]. Jesus disse aos incrédulos de seu tempo: ‘Se vocês não crerem que Eu Sou, de fato morrerão em seus pecados’ (Jo. 8.24). Por vezes declarou que a fé era uma coisa que deviam ter: ‘Nós cremos e sabemos que és o Santo de Deus’ (Jo. 6.69); ‘Quem é ele, Senhor, para que eu nele creia’ (Jo. 9.36); ‘Então o homem disse: Senhor, eu creio, e o adorou’ (Jo. 9.38); ‘Jesus respondeu: Eu já lhes disse, mas vocês não creem (Jo. 10.25). Essa é a razão por que Jesus disse: ‘Quem nele crê não é condenado, mas quem não crê já está condenado, por não crer no nome do Filho Unigênito de Deus’ (Jo. 3.18). Claramente, então, a fé é nossa responsabilidade, e ela está enraizada em nossa capacidade de responder. (Norman Geisler, Eleitos, Mas Livres, 2001, p. 35,36)

Capa Livro CalvinismoAlém da bíblia, vemos que os pais da igreja rejeitavam tal doutrina. O Concílio de Arles (353 d.C.) disse que “o livre arbítrio permanece após a queda, embora enfraquecido” e o Concílio de Orange (529 d.C.), segundo Roger Olson, condenou o fatalismo predestinacionista.

Extraído do livro “Calvinismo Recalcitrante” – clique aqui pra adquirir


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

36 Comentários

Comentários 1 - 36 de 36Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Ótima série, continue.

  2. Ótima série irmãos! Esclarecedora e animadora!

  3. Com certeza está morto. Mas Deus tem poder para ressuscitar.
    Não há quem busque a Deus (Rm 3:11), Ele quem nos busca.
    Graças a Deus quem minha salvação está somente na mão de Deus, Ele não falha.

    1. Augustus, És Hábil na ambiguidade! depois de toda a série sobre o calvinismo ainda insiste nesta mentira tulipiana ? e nem tem coragem de falar que é calvinista? e se o seu deus calvinista resolvesse que voce não é predestinado à salvação? voce seria então um arminiano? 

  4. Eu tentei ir a Cristo pelos meus próprios pés. Mas eu não consegui. Depois de anos me perguntando porque eu ‘aceitava a Jesus’, mas mesmo assim nunca conseguia ter comunhão com Deus. Aí que entendi o que esta escrito em Jeremias ”Converta-me e serei convertido”.

  5. Jcp, não entendi. Você tem outro deus? Pois o Deus de Calvino e Armínio é o mesmo. Não vamos extrapolar a esse ponto que você está tentando. Sobre sua pergunta, se alguém não é escolhido por Deus, esse nem sabe que precisa de salvação e nem liga para esse assunto. 

  6. Sobre o termo Calvinista, não usei por dois motivos. Só tenho 300 caracteres 🙂
    Segundo, tenho certeza que Calvino, que pediu para ser enterrado no anonimato para não ser cultuado, não iria gostar desse termo. Prefiro ser, como você falou, “tulipiano”. 

  7. O Deus Calvinista X arminiano não são iguais. Não entendeu o que eu falei? então não ligue para mim e leia atentamente a série de artigos apologéticos rebatendo calvino. 

  8. augustus tulipinha, vc disse “se alguém não é escolhido por Deus, esse nem sabe que precisa de salvação e nem liga para esse assunto” – essa declaração é um tremendo erro vide João 3:16 é uma tramela na boca dos tupianos.

  9. O nível de suas respostas fala muito sobre você.
    Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, (‭Gálatas‬ ‭5‬:‭22‬ NVI)
    Deus continue te abençoando.

    1. talvez eu não seja eleito por isso. a moeda não caiu a meu favor.

  10. Nota do Pr. João Flávio: O artigo em lide, de maneira nenhuma ensina que o homem é quem procura primeiro ao Senhor, mas que ao ser procurado por Deus tem livre arbítrio pra responder a esse chamado. Essa foi a cosmovisão da igreja primitiva e dos arminianos em geral.

  11. Acredito que o livre árbitro é limitado a nossa condição. Se hoje não buscamos a Deus, ele quem nos busca e escolhe, no paraíso, também não poderemos mais pecar e desistir Dele. Cadê o livre arbítrio tão vasto assim? Nem Deus tem. Ele não pode ir contra a sua essência. 

  12. Outra coisa, se Deus escolheu a menor das nações, os israelitas, no velho testamento, por que a dificuldade de acreditar que ele escolheu uns para serem vasos nobres e outros desonrosos (Rm 9:21)? 

  13. Augustus, esse seu deus calvinista é muito cruel, ele não pode ser o Pai, Jesus, e Espirito Santo. 
    Estes três seres maravilhosos ama todos os homens, mulheres e crianças e quer a salvação de todos e dá chance de escolha conforme o ensino bíblico. 
    Xô esse deus calvinista. 

  14. Deus não é injusto quando escolhe uns e deixa outros na sua própria vontade, ele é misericordioso. Ele não deve nada a ninguém. Ele existe em Si próprio. Nós é que não. Quem deu as ovelhas a Jesus? O Pai. Leiam a bíblia não apenas versos dela. Há injustiça de Deus? De modo algum. 

  15. Irmão em Cristo jcp, leia Romanos, Efésios, Gálatas, qualquer livro. Má desde o começo ao fim. Não apenas versos. Se você acha Deus cruel pelo que eu estou dizendo, precisa ler o velho testamento também. 

    1. eu já assisti um video seu na internet, onde vc chama o “deus arminiano” de deus-banana porque não tem soberania. agora quer dar lição de moral para mim.
      Olha os tantos artigos apologéticos em série emitidos e mesmo assim fica nesta insistencia
      como um obsessor. 

  16. JOÃO 3:16 DEUS AMOU O MUNDO DE TAL MANEIRA QUE DEU SEU UNIGÊNITO PARA QUE TODO AQUELE QUE CRÊ NÃO PEREÇA, MAS TENHA A VIDA ETERNA.
    Mas a postulação apartir do calvinismo diz que esse “todos” é só “os eleitos”. Isso não é verdade! 
    é a louca de apresentar um deus arbitrario.

  17. Mais uma vez insisto, acreditamos, eu e você, que só há um salvador e mediador entre nós e o Pai, Jesus, O Cristo, Deus triuno. Deus bíblico. O seu Deus é o meu Deus. Não faça, por favor, essa distinção que você tem insistido. 

  18. http://www.youtube.com/watch?v=RSRJV7g-aM4

    no video tempo 52:16 minutos, o rev.  chama o Deus-não-calvinista de \”deus banana\” porque ele não seria soberano. João 3:16 não é batido, isso só na sua mente depravada conforme tulip.

  19. Se no vídeo o Rev. Fala isso, não vou nem perder tempo assistindo. Deve ser um vídeo ruim. Hesitei muito em te enviar o link no post atrás, pois acho que a bíblia por si só vai se explicar. Leia, eu insisto. Leia cada capítulo de Romanos, por exemplo, de maneira imparcial, e depois os outros.

    1. eu também não vou perder tempo em ler seu blog que mencionou, e o meu video citado é ruim?
      é um rev.calvinista extremado defendendo a tese. é um igual a vc ou o próprio não sei.

  20. eu também não vou perder tempo em ler seu blog que mencionou, e o meu video citado é ruim?
    é um rev.calvinista extremado defendendo a tese. é um igual a vc ou o próprio não sei

  21. acordem calvinistas, a hora da verdade está chegando…500 ou 600 anos de erro é duro terem tido um pensamento medieval. mas antes tarde do que nunca. 

  22. Talvez me expressei mal. Vi que no link chamava Deus de banana e pensei que fosse um vidro ruim. Fique curioso e fui ver. É o Augusto Nicodemos.  Excelente pastor.  Não deu tempo de ver o vídeo inteiro, mas se ele chama o deus não calvinista de banana, errou nosso sim.

  23. Sim, ótimo pastor, o Rev A.N. estamos num país de livre expressão, concordo que ele faça os videos que quiser. mas sou leitor assiduo do CACP e este emitiram uma excelente série apologética sobre o calvinismo, e para mim é contundente e jamais concordarei com o calvinismo.

  24. Também leio muitas matérias no Cacp, mas questione sempre algo fora da bíblia, assim como você está me questionando. Peça a Deus inspiração e leia, leia muito a palavra. Ela tem a verdade, não sou eu nem o autor dessas matérias sobre o calvinismo do Cacp. Jamais talvez seja muito forte.

  25. Vc não me conhece, eu não sou neofito. antes de leitor do CACP sou leitor da Biblia. e Questiono fora sim. e questiono vc sim e não precisa “autorizar-me” como uma criançinha precisando de batismo aspersório abençoados pela maçonaria calvinista.
    Jamais concordarei com o calvino.

    1. jcp, vou ficando por aqui. Não sei se você é tão grosseiro assim ou está apenas brincando comigo. Talvez seja a idade. Mas já está tarde e cansei de receber as respostas do nível que voce tem mandado. Que Deus o abençoe muito. Outros irão ler nosso debate, fique certo disso.

    2. grosseiros foram vcs quando eu novo na fé, vieram me assombrar com essa predestinação arbitrária dizendo os palhaços cristão da epoca “voce é eleito, mas sua familia pode estar predestinada ao inferno.” deixando-me em panico, até que pessoas outra Igreja explicou o erro de vcs.

    3. vai chamar reforços? por favor não chame os presb pastores gays dos estados unidos.

    4. vai chamar reforços? por favor não chame os pastores gays da IP estados unidos.

  26. minha idade não ajuda? moleque é o calvino ! Deus me abençoe? seu deus calvinista não preciso de nada dele. outros vão ler o debate? outros quem mais calvinistas fique eu certo disso?
    se está querendo vai ter.

  27. jesus nunca rejeitou adoraçao todos que se dirigiram a Ele em adoraçao Ele recebeu jesus E Deus verdadeiro 1joao 5-20 joao 1-1 leiam e saberao que jesus E Deus;

  28. O pior seita, não é adventistas; igreja dos mórmon é os calvinistas.
    Realmente não pode ser o mesmo Deus dos arminianos.
    Calvino inventou toda essa interpretação para legalizar suas loucuras.
    Matou muitos, cerca de 58 pessoas.. E os trouxas vão de rodao

Comentários 1 - 36 de 36Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement