Esqueceu a senha?

A vida íntima de Maomé

por Artigo compilado - ter maio 01, 5:33 pm

Bem-vindo ao “Fatos Islâmicos Divertidos”, onde compartilho fatos divertidos sobre Maomé e o Alcorão sempre que os jihadistas participam de um assassinato.

Sahih al-Bukhari, Número 5068: Narrado por Anas: O Profeta costumava circular (ter relações sexuais com) todas as suas mulheres em uma noite, e ele tinha nove mulheres.

Sahih al-Bukhari, Número 5215: Narrado por Anas bin Malik: O Profeta costumava passar por (ter relação sexual com) todas as suas esposas em uma noite, e naquela época ele tinha nove mulheres.

Sahih al-Bukhari, Número 268: Narrado por Qatada: Anas bin Malik disse: “O Profeta costumava visitar todas as suas esposas em uma rodada, durante o dia e a noite e elas eram onze em número.” Eu perguntei a Anas, “O Profeta tinha força para isso?” Anas respondeu, “Nós costumávamos dizer que o Profeta recebeu a força de trinta (homens)”. E Sa’id disse, com a autoridade de Qatada, que Anas lhe havia dito apenas nove mulheres (não onze).

Observe três coisas sobre essas passagens.

Primeiro, Muhammad tinha ao menos nove esposas ao mesmo tempo, embora a Sura 4, versículo 3 do Alcorão limite os homens muçulmanos a quatro esposas. Se o Alcorão limita os homens a quatro esposas, por que Maomé teve pelo menos nove esposas ao mesmo tempo? Bem, Muhammad recebeu uma revelação especial (Sura 33, verso 50 do Alcorão), dando-lhe, apenas a ele, o direito de quebrar o limite de quatro esposas. Quão conveniente.

Em segundo lugar, Muhammad teria relações sexuais com pelo menos nove mulheres e meninas em um dia, apesar de ter mais de 50 anos. Hoje, o chamaríamos de “viciado em sexo”. Não é interessante que um viciado em sexo que alegou ser um profeta convenientemente recebeu uma revelação dando-lhe mais parceiras sexuais do que qualquer outra pessoa?

Em terceiro lugar, como os seguidores de Muhammad sabiam que ele estava tendo relações sexuais com todas as suas esposas em um dia? Como eles sabiam que ele não estava simplesmente conversando com suas esposas? Parece que o profeta do Islã deve ter se vangloriado de todo o sexo que ele estava tendo, tanto que seus seguidores poderiam, por sua vez, se vangloriar de Maomé ter a força sexual de trinta homens.

Nossos amigos muçulmanos nos dizem que o Islã é uma religião de modéstia. Um olhar mais atento mostra que o Islã é uma religião cujo modelo supremo era um viciado em sexo que construiu uma religião em torno de seus desejos sexuais e constantemente se gabava de suas façanhas sexuais com mulheres, uma menina pré-púbere e suas meninas escravas. Muito para modéstia.

Por David Wood; Tradução Walson Sales

Fonte:  https://www.youtube.com/watch?v=QWzJ_nwWjps&index=8&list=PLuXxHEHGRVu9H54IfV0XkhnqkcC3wm8mR


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement