Esqueceu a senha?

A Vingança e violência no Alcorão

por Artigo compilado - seg dez 10, 10:30 am

O Alcorão não somente sanciona, mas incentiva a vingança:

“Se tiverdes que vos vingar vingai-vos na medida em que fostes agredidos. E se tolerardes com paciência, melhor será para vós” (Surata 16.126). A lei do talião é prescrita: “Ó vós que credes, a pena do talião é prescrita contra quem infligir à morte: homem livre por homem livre, escravo por escravo, mulher por mulher” (Surata 2.178b). O assassinato só é condenado quando for de um muçulmano: “Não pode um crente matar outro crente a não ser por engano” (Surata 4.92). Já no caso de não muçulmanos há incentivo. Matai-os onde quer que os encontreis. E expulsai-os de onde vos expulsarem. O erro é pior que a matança… Combatei-os até que não haja mais idolatria e que prevaleça a religião de Deus “(Surata 2.190, 191 e 193). E, no entanto em outra parte se lê: “Não sejais agressivos. “Deus não ama os agressores” (Surata 15.87).

Certamente o muçulmano mais letrado se justifica dizendo que o Alcorão apenas sanciona a violência nos casos em que o crente foi atacado: “aqueles que orem agredidos pelos idólatras terão permissão para usar armas” (Surata 22.39). Mas a verdade é que o Islã se tornou uma religião de ódio e vingança cujo ciclo não tem fim.

Tudo isso é totalmente contrário ao ensino bíblico que diz:

“Eu, porém vos digo que qualquer que, sem motivo se encolerizar contra seu irmão estará a julgamento e qualquer que disser a seu irmão: raça! estará sujeito ao Sinédrio. Mas quem disser: Tolo! Estará sujeito ao fogo do inferno… Eu, porém vos digo: Não resistais ao homem mau. Se alguém te bater na face direita oferece-lhe a outra. E se alguém quiser demandar contigo e tirar-te a túnica, deixa-lhe também a capa”. (Mateus 5.22 e 39).

A Palavra é clara sobre a vingança: “Não vos vingueis a vós mesmos, amados, mas daí lugar à ira, pois está escrito: Minha é a vingança; eu retribuirei diz o Senhor” (Romanos 12.19).

Contrariando tudo o que o Alcorão fala sobre o extermínio dos inimigos a Palavra diz: “Amai vossos inimigos e orai pelos que vos perseguem para que sejais filhos de vosso Pai que esta nos céus” (Mateus 5.44 e 45).

Veja o vídeo:

Extraído da Monografia “O Alcorão e a Bíblia” de Tatiana Rubas


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário