Esqueceu a senha?

Adventistas: Hostis contra as demais Igrejas

por Artigo compilado - sáb maio 19, 3:19 pm

Uma das características mais questionáveis desse sistema é a amarga hostilidade de seus membros em relação a todas as outras igrejas. Sua teoria é a de que todas as igrejas, com exceção da sua própria, foram totalmente rejeitadas por Deus em 1844, por não abraçarem a doutrina de Miller. Assim fala a Sra. White:

Vi o estado de todas as diferentes igrejas desde que o segundo anjo proclamou sua queda [em 1844]. Elas se tornaram mais e mais corruptas… Satanás tomou plena posse de todas as igrejas como corpo… As igrejas foram deixadas como foram os Judeus; e elas foram se enchendo de toda ave imunda e detestável. Vi grande iniquidade e vileza nas igrejas; apesar de professarem ser Cristãos suas confissões, suas orações e suas exortações são uma abominação aos olhos de Deus. Disse o anjo: Deus não se apresentará em suas assembleias. O egoísmo, a fraude e o engano são praticados por eles sem reprovação da consciência.” (Spirituals Gifts, Vol. I, pág. 189, 190; http://www.ellenwhitebooks.com/?l=147&p=189; http://www.ellenwhitebooks.com/?l=147&p=190).

Ela diz que é o demônio quem responde as orações das igrejas evangélicas, assim: “Vi-os erguer os olhos para o trono e orar: ‘Pai, dá-nos o Teu Espírito.’ Satanás inspirava-lhes uma influência má.” (Early Writings, pág. 47; Primeiros Escritos, pág. 56, http://www.ellenwhitebooks.com/? l=27&p=56).

Novamente: “As igrejas nominais estão cheias de fornicação e adultério, crime e assassinato, o resultado de seu fundamento de paixão e lascívia; mas estas coisas são mantidas encobertas.” (Testimonies, Vol. II, pág. 449, http://www.ellenwhitebooks.com/?l=140&p=449).

Qualquer pessoa inteligente sabe que tais declarações são representações falsas das igrejas evangélicas atuais. Ellen White diz:

“Babilônia, a igreja nominal, está caída; o povo de Deus deve sair dela. Ela é agora a sinagoga de Satanás.” (Present. Truth, Abril, 1850).

O inimigo esforçar-se-á para impedir a obra, introduzindo uma contrafação. Nas igrejas que puder colocar sob o seu poder sedutor, fará parecer que a bênção especial de Deus foi derramada; manifestar-se-á o que será considerado como grande interesse religioso. Multidões exultarão de que Deus esteja operando maravilhosamente entre elas, quando a obra é de outro espírito. Sob o disfarce religioso, Satanás procurará estender sua influência sobre o mundo Cristão.” (Great Controversy, pág. 464; O Grande Conflito, pág. 464; http://www.ellenwhitebooks.com/?l=1&p=464).

Sobre isto o Review and Herald, 3 de maio de 1887, diz:

Somos conscientizados a assumir que essa obra de avivamento, tão inquestionavelmente aceita por todas as igrejas, não é genuína, e fará com que as suas mãos sejam levantadas em horror santo… Se Ele [Deus] está conosco, não pode estar com as igrejas populares em nenhum aspecto, já que elas rejeitaram a mensagem do Advento de 1843-4; congratularam-se entre si diante das aparências enganosas e de uma prosperidade que não existe de fato. A mão de Deus não pode direcionar dois movimentos de natureza tão antagônicas.”

Crendo desta forma eles vasculham zelosamente por evidências que comprovem sua opinião e fecham seus olhos para qualquer fato que vai contra ela. Assim, eles se regozijam em qualquer coisa desfavorável que possam ouvir contra ministros, igrejas ou membros. Eles a relatam, repetem, publicam magnificam e a mantém viva. Enfraquecer, dividir, dispersar uma igreja evangélica, é o deleite dos adventistas.

Extraído do livro: “Adventismo do 7º dia renunciado”, REV.  D.  M.  CANRIGHT


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement