Esqueceu a senha?

Alguns argumentos contra o Aniquilacionismo

por Pr. Natanael Rinaldi - sex jul 24, 12:03 pm

Referências bíblicas frequentemente citadas pelas Testemunhas de Jeová para justificar sua DOUTRINA DO ANIQUILAMENTO:

1 – Gn 2.7: E formou o Senhor Deus o homem do pó da terra e soprou em seus narizes o fôlego da vida; e o homem foi feito alma vivente.

O ensino da Sociedade Torre de Vigia: O homem e uma combinação de duas coisas: o pó da terra e o fôlego de vida. A combinação dessas duas coisas forma o homem ou a pessoa vivente. Não foi dada uma alma ao homem, mas ele se tornou uma alma.

Refutação: O texto está declarando o que o homem é e não o que ele não é. Gn 2.7 afirma que o homem é um ser vivente, mas não nega que ele tenha uma natureza imaterial. De fato em Gn 35.18 mostra que a alma (nephesh) se retira por ocasião da morte da pessoa A palavra alma (nephesh ) no A.T. pode ser usada para referir-se à cede das nossas emoções.

A alma do homem pode:

  • Sofrer desmaio – Dt 28.65
  • Sofrer angústia – Jó 30.25
  • Sofrer aflição – Sl 13.2
  • sofrer abatimento – Sl 42.6; 43.5

Nesse sentido, a alma (nephesh) se refere ao homem interior (2 Cor 4.16) que existe no ser humano. Consiste com isso temos 2 Rs 4.27; SI 42 6; 43.5

Fala o Senhor, o que estende o céu, e que funda a terra, e que forma o espírito do homem dentro dele. Zc 12.1

Pergunta: Está sabendo que a palavra hebraica alma = nephesh – pode ser usada de várias maneiras ou em vários sentidos na Bíblia?

Concorda que a palavra alma (nephesh), por exemplo, pode referir-se ao homem interior (2 Cor 4.16) como oposto ao homem como um ser vivo?

Conclusão: Gn 2.7 afirma apenas que o homem tornou-se um ser vivente, enquanto outras passagens claramente mostram a natureza imaterial do homem. Exemplo: Mt 10.28. A palavra psyche é frequentemente traduzida da palavra hebraica nephesh na Septuaginta (Tradução Grega do VT). Em Mt 10.28 psyche é usada para designar a natureza imaterial do homem, a parte que sobrevive à morte do corpo. O versículo mostra a possibilidade de matar o corpo sem poder matar-se a alma. Jesus está afirmando: existe algo em cada pessoa que aqueles que matarem o corpo não podem tocar.

Pergunta: Se a palavra alma não tem outro sentido senão como referindo-se à pessoa em si, então por que não se pode matar a alma quando se mata o corpo? Como se pode aceitar a posição das TJs de que o homem é uma alma quando Mt 10.28 claramente indica que é possível matar o corpo sem matar a alma?

2 – Ap 6.9,10 As almas existem e estão conscientes apesar de seus corpos terem sido mortos. Como sabemos que estavam conscientes? A Bíblia afirma que “clamava com grande voz” a Deus. Aquilo que está inconsciente não pode clamar ou ouvir.

Pergunta: Não ê impossível a palavra alma referir-se a seres viventes sem Ap 6.9,10 considerando o que o texto poderia ser lido: “Eu vi debaixo do altar os seres viventes daqueles que haviam sido mortos” ?

3 – Lc 23.46 A palavra espírito nesta referência é pneuma O espírito como parte da personalidade humana. Jesus está encomendado a Seu Pai o seu espírito. Considerando que Jesus não se levantou dos mortos senão três dias depois da sua crucificação, podemos então concluir que a alma humana de Jesus ou seu espírito foi diretamente para a presença de Deus no céu, enquanto seu corpo permaneceu no sepulcro.

4 – At 7.59 Este versículo não faz sentido se interpretarmos a palavra espirito (pneuma) como significando simplesmente fôlego de vida que deixou de existir no momento da morte de Estêvão. Por que Estêvão pediria a Jesus para “receber” aquilo que acabava de existir? Ele pediu a Jesus para recebê-lo, quando seu corpo físico morria.

5 – 1 Ts 4.13-17 A palavra dormir é aplicada e sempre empregada na Bíblia referindo-se ao corpo (Mt 27.52) somente, desde que na morte o corpo toma a aparência de alguém que está dormindo. Mas sono da alma nunca é encontrado na Bíblia. Enquanto no v.14 indica que Paulo empregando uma metáfora para do sono para explicar a morte do corpo, claramente se mostra que quando Jesus vier, Ele trará com sigo (grego sun) aqueles cujos corpos estão dormindo. Para ser mais explícito, as almas ou espíritos dos que estão com Cristo na glória (2 Co 5.8; Fp 1.22,23) serão reunidos com seus corpos na ressurreição (1 Co 15.51-54) revestidos de incorruptibilidade e imortalidade. A palavra grega “sun” indica que eles, isto é, suas almas ou espíritos estarão lado a lado com Cristo e corpos físicos que agora dormem serão instantaneamente ressuscitados para a imortalidade e reunidos com seus espíritos.

Pergunta: De acordo com 1 Ts 4.14 que Jesus trará com Ele quando voltar.

Se Jesus trará muitos crentes que estão com Ele (v.14), mas eles não têm corpos ressuscitados ainda (v.16), então não significa que as almas ou espíritos imateriais desses crentes estão com Cristo e irão ser reunidos aos seus corpos por ocasião da ressurreição?

6 – Lc 20.38 De acordo com o escritor Flávio Josefo a doutrina dos saduceus era que almas morriam com seus corpos. Jesus contradisse tal ensino, afirmando que embora Abraão, Isaque e Jacó estivessem mortos, estavam vivos. Mostra que os patriarcas, embora estivessem há séculos, estavam vivos naquele momentos presente. A palavra “vivos” indica o presente e o futuro, como se os mortos viessem a ressuscitar.

Pergunta: O que você pensa de Jesus ter dito dos mortos como “todos vivos” usando o tempo presente de viver, indicando o tempo presente “vivos” com o oposto ao futuro “viverão”?

7 – Fp 1.21-23 A pergunta que surge é: Como podia Paulo referir-se a morte como ganho se a morte fosse inconsciência? O que Paulo fala como ganho e partir do corpo físico para estar com Cristo. Estando com Cristo é muito melhor do que permanecer no corpo físico [(inexistência não pode ser tida como melhor)]. Fl 1.21-23 não está falando de ressurreição futura em cuja ocasião iria estar com Cristo. Antes Paulo está dizendo o que no momento da morte física ocorreria o “estar com Cristo”.

Pergunta: Como podia Paulo referir-se a morte como ganho ou lucro se a morte fosse inexistência. Sabe-se que a construção do texto grego no v. 23 indica partir (morrer) é estar com Cristo como sendo duas faces da mesma moeda – que é, estar com Cristo ocorrendo ineditamente após que o partir tomar lugar’?

8 – 2 Co 5.6-8 As expressões “estamos no corpo” e “ausente do corpo’’ estão no tempo presente, o que indica ação contínua. As palavras de Paulo podem sei parafraseadas continuamos com a nossa morada no corpo e continuamos ausentes do Senhor

No momento em que o cristão morre, ele está ineditamente na presença de Jesus.

Pergunta: O que você entende da expressão “estar ausente do corpo e estar presente com o Senhor? (2 Co 5.8).


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário