Esqueceu a senha?

Analisando João 15.1-7

por Artigo compilado - qui ago 28, 4:23 pm

pastor biblia

Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o agricultor. Todo ramo que, estando em mim, não dá fruto, ele corta; e todo que dá fruto ele poda, para que dê mais fruto ainda. Vocês já estão limpos, pela palavra que lhes tenho falado. Permaneçam em mim, e eu permanecerei em vocês. Nenhum ramo pode dar fruto por si mesmo, se não permanecer na videira. Vocês também não podem dar fruto, se não permanecerem em mim. Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dá muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma. Se alguém não permanecer em mim, será como o ramo que é jogado fora e seca. Tais ramos são apanhados, lançados ao fogo e queimados. Se vocês permanecerem em mim, e as minhas palavras permanecerem em vocês, pedirão o que quiserem, e lhes será concedido” (João 15:1-7)

Cristo estava ensinando por analogia que o fato de um dia fazer parte de Seu corpo não garante a salvação final, pois é necessária a perseverança até o fim. Da mesma forma, ele ensina que é possível que alguém que uma vez foi salvo não persevere e não confirme esta salvação. Alegar que tais pessoas descritas nesta analogia não eram salvas é inútil, pois Jesus disse que elas estavam nele (v.2). Se elas estavam nele, faziam parte do Seu corpo, a Igreja invisível eleita para a salvação e espalhada em todo o mundo.

Outro detalhe que nos mostra que essas pessoas eram salvas é o fato de já estarem limpas (v.3). Sabemos que a santificação é um processo de purificação que sucede a regeneração. Pessoas são salvas por Deus, regeneradas e, então, santificadas. Se essas pessoas já estavam limpas pela palavra de Cristo, é porque elas já haviam sido regeneradas e estavam, consequentemente, salvas, naquele momento.

Mais uma coisa que nos ajuda a concluir que tais “ramos” estavam salvos era que eles teriam que permanecer em Cristo. Se eles tinham que “permanecer”, é porque já estavam nele. Da mesma forma que é sem sentido dizer para alguém “permanecer em casa” se não está em casa, é sem razão dizer para alguém “permanecer em Cristo” se já não está em Cristo. E, se elas estavam em Cristo, faziam parte do Corpo e eram genuinamente cristãs. Cristãos nominais não fazem parte do Corpo nem estão em Cristo, embora frequentem uma igreja física. O texto está claramente tratando de cristãos de fato.

Por fim, o último ponto que nos leva a crer que Jesus estava falando de pessoas já salvas é que ele dirigia aquelas palavras, em primeiro lugar, aos seus próprios discípulos, que ali estavam. Estavam ali Cristo e onze apóstolos, pois Judas já havia deixado aquele lugar para ir vender Jesus aos sacerdotes (Jo.13:30). Depois que Judas saiu, Jesus continuou seu discurso aos onze discípulos e, referindo-se a eles, disse as palavras que lemos no capítulo 15. Partindo da premissa óbvia de que aqueles onze discípulos eram verdadeiros crentes e pessoas já salvas, é lógico que aquilo se aplica a pessoas regeneradas.

Que aquelas palavras foram ditas a pessoas já salvas, isso é indiscutível. Mas será mesmo que Cristo estava abrindo uma possibilidade de apostasia e de perda de salvação para elas? A resposta é que sim, analisando o mesmo contexto. Ele diz que aqueles ramos poderiam ser cortados (Jo.15:2) e que poderiam não permanecer na videira (v.4), que era ele mesmo. Deixando de fazer parte do Corpo, deixariam de ser salvos, pois apenas serão salvos os que estão em Cristo, e não fora dele.

O verso 6 mostra com ainda mais clareza que este “cortar” não significa apenas a “perda da recompensa”, mas a própria perda da salvação, com a consequente condenação ao inferno. Ele diz:

Se alguém não permanecer em mim, será como o ramo que é jogado fora e seca. Tais ramos são apanhados, lançados ao fogo e queimados” (João 15:6)

Estes ramos, que estavam em Cristo mas não permaneceram nele, serão cortados, jogados fora, apanhados, lançados ao fogo e queimados, que é exatamente a mesma linguagem empregada aos ímpios que serão condenados (Mt.13:40; Mt.7:19; Mc.9:44; Ap.20:14). Portanto, temos aqui o retrato perfeito de pessoas que estavam salvas em Cristo, e que, mesmo assim, poderiam ser excluídas do Corpo, lançadas ao fogo e queimadas.

Aquelas palavras estavam sendo aplicadas primeiramente aos onze discípulos que ali estavam, mas, logicamente, também se aplicam por extensão a qualquer cristão que hoje esteja em Cristo. A mensagem transmitida era muito clara: não basta apenas estar em Cristo, é preciso permanecer nele até o fim, e a possibilidade da apostasia (ser cortado e lançado ao fogo) era real e existente.

Extraído do livro “Calvinismo X Arminianismo: quem está com a razão?”


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

12 Comentários

Comentários 1 - 12 de 12Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Não acredito que DEUS fica dando e tirando Salvação de ninguém, se Não seremos salvos pele obras, só perde a salvação que rejeitar completamente ela. todo pecado é perdoado, exceto, contra o ESPÍRITO SANTO, Regei talo.

    1. Ninguém disse que Deus dá e fica tirando a salvação, vc perdeu o juízo? Deus sim dá a salvação a todos que querem em Cristo Jesus, mas no curso da vida a pessoa pode querer apostatar, como foi no caso de Judas Iscariotes. Ele quis ser traidor, não foi condicionado a isso. 

  2. Um dos maiores males do Calvinismo é trazer uma noção de que podemos viver como quisermos (em pecados, em mentiras, em devassidão etc) porque de qualquer maneira já estamos salvos e justificados pela eleição. Os nossos atos e pensamentos são também importantes na nossa caminhada cristã.

  3. O pastor David Cloud escreve excelentes artigos mostrando os erros do Calvinismo. Vale a pena dar uma olhada. Esta doutrina nos faz pensar que nossas ações não irão influir no nosso julgamento, daí muitos vivendo na Igreja mas mesmo assim vivendo em pecados.

    1. ai acontece o que esta escrito em mateus 7.21-23 as palaras do nosso senhor e salvador JESUS.crismacleiton

  4. Depois de conhecer o calvinismo pela “caneta”, e pesquisando fontes historicas que J.Calvino era um tirano como os inquisitores catolicos, concluo que eh uma das piores heresias aqui catalogadas neste site. 

  5. Já há algum tempo, parece que esse site passou a colocar em pauta assuntos que não são de fato edificantes para serem discutidos. Apologética é combater heresias e por mais que eu possa discordar de um arminianista, não posso considerá-lo um herege, apesar de eu não ser um calvinista.

  6. Jesus, nesse texto etá falando de salvação ou vida produtiva.
    É impressionante como certos pregadores gastam tanto tempo defendendo mais as suas opiniões pessoais do que a verdade infalível das Sagradas Escrituras. Antes da Igreja quem era o povo de Deus e qual era proposito do seu chamado? 

    1. Pense, cortado e jogado fora pra ser queimado, deve ser sobre vida produtiva??? Pense, amigo… (Pr. Martinez)

  7. …o povo de Deus perdeu sua condição de povo de Deus? 
    A palavra diz que o remanescente será salvo. 
    Caso haja arrependimento por parte de quem caiu, é recuperado?
    Hebreus 6 dia que é impossível.
    Então antes de defender esse ou aquele examine as escrituras!

    1. não leia hebreus 6 sem ver mais contexto de Hebreus, em 10:26 diz “Porque, se vivermos deliberadamente em pecado…” olhe em um bom dicionário, e verás o que quer dizer a palavra “deliberar” : -> decisão de viver em pecado é uma escolha pessoal. depois vai responder por isso.

  8. Ajudem-me pois parece haver uma ambiguidade no texto: Eles não permanecem e Cristo ( e portanto não estão mais nele) então o Pai os corta da videira, ele cortou os que não estavam na videira? Pois ele corta os que não permaneceram na videira.

Comentários 1 - 12 de 12Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário