Esqueceu a senha?

Análise Exegética de S. Mateus 6.33

por Enviado por email - qua set 12, 10:02 pm

  • Comentários desativados em Análise Exegética de S. Mateus 6.33
  • 16185 views
  • Print

Mt 6.33: “Mas buscais primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas”.

Na Língua Portuguesa há três principais pronomes demonstrativos: este (imediato), esse (próximo) e aquele (distante). No Grego Koinê há dois, este (HOUTOS, pronuncia-se rutos) e aquele (EKEINOS). Em Mt 6.33, o pronome demonstrativo em grego é TAUTA (pronome demonstrativo, caso nominativo, gênero neutro, plural – do mesmo conjunto do HOUTOS). Apesar de poucas versões constarem ESSAS, a idéia é de ESTAS. Antigamente eu até dizia – baseado em Mt 6.33 – que se a pessoa buscasse primeiramente o reino de Deus e a sua justiça, as demais coisas (o que haveis de comer, de beber, de vestir, de saúde, de emprego etc) seriam acrescentadas. Mas observando detalhadamente o pronome demonstrativo, a referência imediata é “reino de Deus e sua justiça”. Assim, o que é acrescentado não são “outras coisas” ou “demais coisas” (comer, vestir, beber, moradia, saúde etc), mas aquilo de maior valor, pois não existe algo mais valioso do que o reino de Deus e a justiça de Deus. ISTO é o que deve ser acrescentado em nossas vidas. ESTA é a promessa de Jesus que é cumprida em todas as circunstâncias.

Há quem diga que baseando-se pelo contexto a promessa é com relação a outras ou demais coisas. É preciso salientar que em Mt 6.33 não existe “outras coisas” ou “demais coisas”. Prefiro interpretação gramatical. O que me preocupa é a eventual decepção acarretada pelo desconhecimento das Escrituras. No caso de Mt 6.33, o acréscimo “outras” ou “demais” pode induzir o cristão pensar que Jesus garantiu casa, emprego, salário, comida, bebida e vestimentas melhores, etc, caso Deus fosse buscado primeiramente.

Realmente, Jesus nos oferece algo melhor do que imaginamos, pois “Mas, como está escrito: As coisas que o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem, são as que Deus preparou para os que o amam”. (1Co 2.9). Portanto, quando Jesus disse: “Por isso vos digo: Não andeis ansiosos pela vossa vida, quanto ao que haveis de comer ou beber; nem pelo vosso corpo, quanto ao que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário?” (Mt 6.25), realmente Jesus tem algo além do que imaginamos, então vejamos: “Então Jesus lhes declarou: Eu sou o pão da vida. Aquele que vem a mim, não terá fome, e quem crê em mim jamais terá sede” (Jo 6.35); “Mas aquele que beber da água que eu lhe der nunca mais terá sede. Deveras, a água que eu lhe der se fará nele uma fonte de água que jorre para a vida eterna”. (Jo 4.14).

Existe alguma bebida melhor do que Jesus nos oferece – ÁGUA VIVA – em que ao beber jamais tenhamos sede? Existe alguma comida melhor do que Jesus nos oferece – PÃO DA VIDA – em que ao comer jamais tenhamos fome? Não!

Com relação ao que haveis de vestir, analisemos: “Então foram abertos os olhos de ambos, e conheceram que estavam nus; coseram, pois, folhas de figueira, e cingiram-se”. (Gn 3.7); “Fez o Senhor Deus vestimenta de peles para Adão e sua mulher, e os vestiu”. (Gn 3.21). Eis a diferença quando o homem se veste, e quando Deus veste o homem. Naturalmente, para que Deus fornecesse vestimenta de peles, houve sacrifício! Ainda vejamos: “Foi-lhe dado que se vestisse de linho fino, resplandecente e puro. O linho fino são os atos de justiça dos santos”. (Ap 19.8). Existe alguma vestimenta melhor? Não! Pois nessa vestimenta a glória do Senhor nela resplandece! Aleluia!!!

Jeferson Gonçalves.

Professor de Grego do NT e Bíblia na Faculdade Teológica das Assembléias de Deus

Santos – S. Paulo – Brasil

  • Comentários desativados em Análise Exegética de S. Mateus 6.33
  • 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (2 votos)
    Loading...
  • 16185 views
  • Print

Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement