Esqueceu a senha?

As Testemunhas dos Livros

por Pr. João Flávio Martinez - sex set 07, 8:33 pm

Nas primeiras páginas do Livro de Mórmon está o “Depoimento de três testemunhas”. Diz-se que essas três testemunhas, Oliver Cowdery, David Whitmer e Martin Harris, “viram as placas que contêm estes sinais…e…as gravações sobre as placas.” Entretanto, quando interrogadas mais diretamente, as testemunhas disseram nunca terem realmente visto as placas de ouro a não ser embrulhadas ou cobertas. Usaram termos como “visão”, ou “vi-as com os olhos da fé”.

Também, na página que contém os nomes das três testemunhas, está “o depoimento de oito testemunhas”. Essas testemunhas foram: Christian Whitmer, Jacob Whitmer, Peter Whitmer Filho, John Whitmer, Hiram Page, Joseph Smith, Pai, Hyrum Smith e Samuel H. Smith. Destas onze testemunhas, mais da metade apostataram da igreja mórmon. Quando digo apostataram não quero dizer que negaram a igreja como Pedro, em momento de temor e fraqueza, negou a Cristo; logo depois arrependeu-se como todo cristão verdadeiro, chorou amargamente e dentro de algumas horas procurou seu Salvador de novo. Estas testemunhas afastaram-se da igreja mórmon. Dentre elas estavam Cowdery, Whitmer, Harris e cinco das oito testemunhas. As três que permaneceram pertenciam à família Smith. (Até mesmo um ou dois dos filhos de José Smith finalmente deixaram os Santos dos Últimos Dias e se filiaram à Igreja Reorganizada dos Santos dos Últimos Dias.) Os mórmons dizem que algumas destas testemunhas voltaram para a igreja. E isto é verdade, em parte.

Alguns destes que apostataram chegaram a dizer que tinham tido revelações de Deus de que o mormonismo era falso e que deviam deixá-lo. É claro que os mórmons não aceitam suas revelações, embora suas visões pareçam tão críveis quanto as de José Smith. Perguntamo-nos por que os mórmons tão prontamente aceitam a visão de um menino de 14 anos de idade e tão rapidamente rejeitam as visões de vários destes homens.

David Whitmer, uma das três testemunhas originais, disse que Deus falou-lhe com sua própria voz dizendo “que me separasse dos Santos dos Últimos Dias”. (7)

Existem registros de que José Smith e outros oficiais mórmons chamaram suas três testemunhas principais de “ladrões e mentirosos.” (8) No livro História da Igreja, José Smith disse: “Tais personagens como…David Whitmer, Oliver Cowdery e Martin Harris, são demasiadamente maus até para serem mencionados, e gostaríamos de tê-los esquecido. (9)

Segundo as Doutrinas da Salvação, Cowdery e Harris retornaram à igreja na sua velhice e morreram em comunhão completa.

Pode você imaginar Jesus chamando suas testemunhas, Mateus, Marcos, Lucas, João e Paulo, de um punhado de mentirosos e ainda assim pedindo que crêssemos nelas assim como José Smith nos pediu que acreditássemos nas testemunhas do Livro de Mórmon? Pode você imaginar Jesus Cristo dizendo que gostaria de esquecer os escritores dos evangelhos e Paulo, assim como José Smith disse que gostaria de esquecer suas testemunhas principais da verdade do Livro de Mórmon?

Há ainda outro fato que achamos por bem incluir. José Smith foi julgado e condenado por ser “cristalomante” (ler bola de cristal, adivinhar a sorte e andar à caça de fortuna) por um juiz em Bainbridge, Nova Iorque, em 1826, seis anos depois de ele supostamente ter tido sua primeira visão em 1820. A acusação foi feita, segundo registros do julgamento, por um certo Peter G. Bridgemen, que dizia ter sido Josiah Stowell enganado por Smith na procura de objetos e tesouros perdidos. Ele disse que Smith dizia possuir poderes ao olhar através de uma pedra–o mesmo processo pelo qual José Smith traduziu o Livro de Mórmon, segundo as três testemunhas. Uma fotografia do registro do processo original pode ser encontrada no livro de Jerald e Sandra Tanner, Joseph Smith’s 1826 Trial (Julgamento de José Smith de 1826). (10)

R. Hugh Nibley, na página 142 de The Myth Makers (Os criadores de Mito), admitiu que se tal registro pudesse ser encontrado, seria um “golpe devastador” para José Smith. Pois foi encontrado por Wesley P. Walters, no dia 28 de julho de 1971.
___________

Notas

[1] Robert Dick Wilson, A Scientific Investigation of the Old Testament (Investigação científica do Antigo Testamento) – (Chicago: Moody Press).

Citado por John R. Rice, em Our God-Breathed Book – The Bible (Nosso livro inspirado por Deus – a Bíblia) (Murfreesboro, Tenn: Sword of the Lord Pub., 1969).

[2] “Articles of Faith” (“As Regras de Fé”), Pérola de Grande Valor, Artigo #8, p.70.

[3] Orson Pratt, Divine Authenticity of the Book of Mormon, pp. 45-47. Citado por Marvin Cowan, Mormon Claims Answered (Salt Lake City: Marvin Cowan Pub., 1975), p.21,22.

[4] David Whitmer, An Address to All Believers in Christ (Richmond, Mo., 1887). p. 12; reimpresso por Bales Bookstore, Searcy, Ark., 1960.

[5] Journal of Oliver B. Huntington, p.168. Exemplar datilografado na Utah State Historical Society.

[6] Smith, History of the Church, vol. 4. p.461.

[7] Whitmer, An Address to All Believers in Christ, p.27.

[8] Times and Seasons, vol. 1. p.81; Elders Journal, p.59; Senate Document 189, pp. 6,9.

[9] Smith, History of the Church, vol. 3. p. 232.

[10] Jerald and Sandra Tanner, Joseph Smith’s 1826 Trial (Salt Lake City: Modern Microfilm Company, 1971).

Fonte: extraído do livro “A Ilusão Mórmon” — Parte 3 (Capítulos 5 e 6)


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

3 Comentários

Comentários 1 - 3 de 3Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Irmãozinho que escreveu este site, gostaria de lembrá-los, primeiramente que Deus chama “homens” para ministrarem em nome dele – falhos e imperfeito – todos podem cair como levantar, para isso serve o arrependimento; o arrependimento serve para todos (inclusive as testemunhas do livro de Mormon). Em segundo lugar gostaria de lembrá-lo que um descendente literal de Cristo – Davi – foi um adúltero e assassino, não venham me dizer que Deus aprova o adultério e o assassinato, Deus nunca vai deixar de ser Deus, as leis dele são imutáveis. Finalizando, mesmo Davi tendo feito o que fez, ele não foi distituído da geneologia de Cristo. Se voces tem algo com as testemunhas do Livro de Mórmon, se entendam com Deus – foi ele quem chamou e aprovou. É fácil vou ensinar: Oração amigos! – Deus, Pai Celestial, Senhor, como voces quizerem chamá-lo (ele vai atender do mesmo jeito) a Igreja de Jesus Cristo dos santos dos Últimos Dias é uma farsa? Garanto que Deus vai responder. Só para nível de informação: não estou na igreja por Joseph ou qualquer outro membro, mais porque o espírito me testifica até hoje, Satanás pode até copiar muita coisa para enganar os filhos de Deus, mais a influencia do espírito é incopiável.

  2. Essas suposições fundamentadas em fontes desconhecidas e duvidosas mostra o que realmente quiseram tornar o evangelho de Cristo, um evangelho de homens e ñ de Deus, levantam hipóteses e interpretações equivocadas e infelizmente muitos tropeçam nisso, Jose é profeta de Deus

    1. joseph smith é profeta de Deus ??? assim como Ellen Gold White e Charles Taze Russel ???

      negativo ! estes tres são os 3 patetas da heresia estadunidense … acorda trabalha em grande erro.

Comentários 1 - 3 de 3Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement