Esqueceu a senha?

As TJs e a questão da morte

por Pr. Natanael Rinaldi - sex nov 21, 10:01 am

TJ Jehova_witnesses_in_Lvov

O ensino das Testemunhas de Jeová diz que quando uma pessoa morre, seu corpo retorna ao pó. O homem não tem alma, é uma alma. O espírito (fôlego de vida) não retorna a Deus, mas Deus guarda a pessoa em sua memória e restaura-o se assim o desejar fazer.

“Será que algo dentro de nós, tal como uma alma ou um espírito, sobrevive à morte do corpo? Considere como o primeiro homem, Adão, chegou a ter vida. …Deus pusera no corpo inanimado de Adão a centelha da vida — “a força da vida”, que está ativa em todas as criaturas terrestres (Gênesis 6:17; 7:22). A Bíblia chama esta força animadora de “espírito” (Tiago 2:26). Este espírito pode ser comparado à corrente elétrica que aciona uma máquina, ou um aparelho, e possibilita seu funcionamento. Assim como a corrente elétrica nunca assume os aspectos do equipamento que aciona, a força da vida não assume nenhuma das características das criaturas que ela anima. Não tem personalidade, nem capacidade de raciocínio. O que acontece com o espírito quando a pessoa morre? Quando alguém morre, seu espírito impessoal não continua a existir em outro domínio como criatura espiritual. Ele “retorna ao verdadeiro Deus que o deu”. (Eclesiastes 12:7). Isto significa que qualquer esperança de vida futura depende então inteiramente de Deus… O que ensina a Bíblia a respeito da alma? Adão “veio a ser uma alma vivente” diz (Gênesis 2:7). Ele não recebeu uma alma; era uma alma — uma pessoa inteira. As Escrituras falam de a alma trabalhar, almejar comer, ser raptada, passar em claro, e assim por diante. Na verdade, o próprio homem é uma alma. Quando alguém morre, esta alma morre… Qual é então a condição dos mortos? …Onde estava Adão antes de Deus o formar do pó do solo e lhe dar vida? Ora, ele simplesmente não existia! Quando Adão morreu, ele voltou àquela condição de total inexistência. …Na sepultura, para onde você vai, não há atividade nem planejamento, não há conhecimento nem sabedoria. Segundo a Bíblia, a morte é uma condição de inexistência. Os mortos não se apercebem de nada, não sentem nada e não têm pensamentos” (A Sentinela, 15/07/2002, p. 5-7).

O que a Bíblia diz acerca da morte:

1) A verdadeira natureza do homem é descrita na Bíblia:

  • a) O corpo retorna ao pó de onde veio (Gn. 3.19);
  • b) A alma vai ao céu ou ao inferno (Ap. 6.9-11);
  • c) O espírito deixa o corpo (Ec. 12.7);
  • d) O corpo e a alma são separados e distintos (Mt. 10.28);
  • e) O corpo e o espírito são separados e distintos (Tg. 2.26).

2) A natureza e características do espírito do homem:

  • a) O espírito é a parte imaterial do homem (1Co. 2.11);
  • b) O espírito é a natureza que sobrevive à morte do corpo (1Co. 5.3-5);
  • c) O espírito é o homem interior, a realidade genuína do homem (Rm. 2.29);
  • d) O homem experimenta um estado consciente após a morte do corpo (Hb. 12.23; 1Pe. 3.19);
  • e) O espírito é a sede da consciência do homem (Jz. 15.19);
  • f) O espírito é a sede das emoções (1Rs. 21.5);
  • g) O espírito está sujeito a receber influência divina (Dt. 2.30; Is. 19.14);
  • h) O espírito deixa o corpo por ocasião da morte (Ec. 12.7; Tg. 2.26);
  • i) O espírito de uma pessoa (Lc. 8.49-50);
  • j) O espírito tem inteligência (Jó 32.8);
  • k) Há um espírito no homem e não sopro (Zc. 12.1);
  • l) O espírito pertence a Deus (1Co. 6.20).

É um erro assumido – como faz a Sociedade Torre de Vigia – admitir que o espírito e a palavra “sopro” signifiquem a mesma coisa. Para demonstrar a evidência do erro da Sociedade ao empregar a palavra “espírito” como sinônimo de “sopro” ou “fôlego de vida”, basta fazer essa substituição nas seguintes passagens: At. 23.8-9; 1Co. 5.5; 2Co. 7.1; Gl. 6.18.

3) A natureza e as características da alma do homem:

A alma do homem foi criada por Deus e é diferente da alma dos animais. Não é apenas única na natureza, como também é única no conceito de Deus tê-la criado. Diz a Bíblia acerca da alma do homem:

  • a) Alma vivente (Gn. 2.7);
  • b) Pertence a Deus (Ez. 18.3-4);
  • c) Possui imortalidade (Mt. 10.28);
  • d) É a posse de maior valor (Mt. 16.26);

4) A alma deixa o corpo por ocasião da morte e continua a existir de modo consciente e inteligente:

  • a) A alma de Raquel partiu;
  • b) A alma retornou ao corpo pela ressuscitação (1Rs. 17.20-22);
  • c) Fora do corpo está presente com o Senhor (2Co. 5.6-8);
  • d) Morrer é ganho (Fp. 1.21);
  • e) Ao pecar a alma morre, mas pelo arrependimento ela tornará a viver (v.21), assim é demonstrada a morte espiritual (Ez. 18.4);
  • f) O salário do pecado é a morte, a morte espiritual (Rm. 6.23);
  • g) As almas clamam a Deus (Ap. 6.9-10).

5) As almas dos homens têm certas responsabilidades:

  • a) Deve buscar e servir a Deus (Dt. 4.9; 10.12);
  • b) Observar a Palavra de Deus (Dt. 11.18);
  • c) Guardar a Palavra de Deus e pessoalmente obedecer a Deus (Dt. 26.16; 30.2,6,10).

6) A alma do homem tem inimigos:

  • a) A ignorância e o inferno (Pv. 8.36; 23.13);
  • b) A cobiça da carne e os maus envolvimentos (1Pe. 2.11; 2Pe. 2.8).

7) As almas dos homens justos recebem benefícios:

  1. a) É guardada por Deus (Sl. 121.7);
  2. b) Não lhe é permitido morrer (Pv. 10.3);
  3. c) É restaurada (Sl. 23.1-3);
  4. d) É satisfeita (Pv. 13.25);
  5. e) Estará com Deus para sempre (Ap. 20.4).

8) As almas dos maus receberão castigos:

  • a) Elas têm o desejo mórbido de praticar o mau (Pv. 21.10);
  • b) Terão existência curta e morrerão espiritualmente (Ez. 18.20-21; Lc. 12.19-20);
  • c) Serão punidas (Rm. 2.9).

9) A natureza do corpo do homem como está descrita na Bíblia:

  • a) O corpo e a alma são distintos (Mt. 10.28);
  • b) O corpo é o exterior, a alma o interior (Jó 14.22).

        10) A natureza do corpo do homem:

  • a) Foi criado por Deus (Gn. 2.7; 9.6);
  • b) Está sujeito à morte (Rm. 5.12);
  • c) É instrumento do mal (Rm. 1.24-32).

11) O resultado da salvação na natureza do corpo do homem:

  • a) Torna-se templo do Espírito Santo (1Co. 6.19;
  • b) Cristo está no centro do seu corpo (Rm. 6.8-11);
  • c) Está morto para o pecado e a lei (Rm. 7.4; 8.10).

12) Há promessa de ressurreição para o corpo:

  • a) Será redimido, ressuscitado (Rm. 8.23);
  • b) Será transformado e glorificado (Rm. 8.29).

13) A morte está descrita na Bíblia como a separação física entre corpo e alma:

  • a) O corpo retorna ao pó (Gn. 3.19);
  • b) A alma se separa do corpo (Fp. 1.23; 2Tm. 4.6);
  • c) O homem morre e enfrenta o juízo (Hb. 9.27);
  • d) Como Paulo explana, estar ausente do corpo é estar presente com o Senhor (2Co. 5.6-8).

        14) A morte espiritual

  • a) Significa separação de Deus (Ef. 2.1);
  • b) Significa castigo eterno (Mt. 25.46);
  • c) Significa ressurreição para condenação (Jo. 5.29).

15) A morte eterna:

  • a) Significa a segunda morte (2Ts. 1.9; Ap. 20.15; 21.8).

Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement