Esqueceu a senha?

As TJs e os 144 mil

por Artigo compilado - qua jul 01, 10:39 am

tj-reuniao1

Apocalipse 7.4 – E ouvi o número dos selados: cento e quarenta e quatro mil, selados de toda tribo dos filhos de Israel (Tradução do Novo Mundo).

A Sociedade Torre de Vigia ensina que a igreja cristã, ou Corpo de Cristo, está limitada ao número literal de 144 mil indivíduos. A reunião dos 144 mil começou em Pentecostes no primeiro século e continuou até o ano de 1935 ‑ quando o número foi completado e a porta foi fechada. Os novos crentes desde 1935 não são parte da congregação dos 144 mil, mas formam uma classe secundária, chamada a “grande multidão” de “outras ovelhas”. (Veja as considerações sobre Apoc. 7:9 para maiores informações sobre a “grande multidão” e a data de 1935.) Desde 1935, a maior parte dos restantes dos 144 mil morreu, havendo apenas cerca de nove mil vivos na terra hoje ‑ todos os quais são testemunhas de Jeová.

Entre os milhões de testemunhas de Jeová, apenas o remanescente dos 144 mil tem a esperança do céu, e apenas eles podem partilhar da comunhão do pão e do cálice.

Como as muitas ilustrações simbólicas no livro de Apocalipse, existe algum debate, mesmo entre os cristãos verdadeiros, sobre quem os 144 mil podem ser. Nós podemos admitir livremente isto enquanto mostramos à testemunha que a interpretação da Socie­dade Torre de Vigia é obviamente errada.

Apocalipse 7:4 diz que os 144 mil são “dos filhos de Israel”, mas a Sociedade Torre de Vigia ensina que a congregação cristã está aqui simbolicamente retratada como “Israel espiritual”, e que os 144 mil são, portanto, tirados dentre todas as nações. Nós necessi­tamos apenas de alguns versículos do texto para desacreditar a sua interpretação: “da tribo de Judá, doze mil selados; da tribo de Rúben, doze mil; da tribo de Gade, doze mil; da tribo de Aser, doze mil; da tribo de Naftali, doze mil; da tribo de Manassés, doze mil; da tribo de Simeão, doze mil; da tribo de Levi, doze mil; da tribo de Issacar, doze mil; da tribo de Zabulom, doze mil; da tribo de José, doze mil; da tribo de Benjamim, doze mil selados” (Rev.[Apoca­lipse] 7:5‑8, Tradução do Novo Mundo). Poderia Israel ser nomea­do mais especificamente do que através da enumeração das 12 tribos que formam aquela nação?

As testemunhas podem responder insistindo que a referência aos 12 mil de cada tribo é puramente simbólica. Mas, se isto é verdade, então os doze números simbólicos (12.000 + 12.000 + 12.000 + 12.000 + 12.000 + 12.000 + 12.000 + 12.000 + 12.000 + 12.000 + 12.000 + 12.000 = 144.000) devem perfazer um total que também é simbólico. Todavia, as testemunhas acreditam que 144 mil seja um número literal. Desta forma, a interpretação delas é mais uma vez contraditória.

Fonte de pesquisa: “As Testemunhas de Jeová refutadas versículo por versículo”, David A. Reed; trad. de Marcelus Virgílius Oliveira e Valéria Oliveira. ‑ 2. ed. Rio de janeiro: JUERP, 1990.


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement