Esqueceu a senha?

Balidos e mugidos modernos 

por Enviado por email - qua nov 11, 4:24 pm

2saul

“…Bendito sejas tu do Senhor; eu cumpri a Palavra do Senhor. Samuel então disse: Que balido de ovelhas e mugido de vacas é este que ouço com meus ouvidos?”

Caro leitor, não há prova maior tanto para o obediente quanto para o desobediente, do que as próprias obras. O bêbado, se não estiver capengando por causa do efeito alcoólico, levará consigo o cheiro da pinga. O homem culpado tem marcas de sua culpa por onde anda e em seu próprio modo de olhar. Nos dias de Jeremias, Israel achava que poderia encobrir suas terríveis culpas de idolatria e iniquidades fazendo tudo o que era necessário de sacrifícios cruentos no templo em Jerusalém. Mas o que Deus disse à nação por meio do profeta?: “Como podes dizer? Não estou maculada, não andei após os baalins? Vê o teu rasto no vale, reconhece o que fizeste, dromedária nova de ligeiros pés, que andas ziguezagueando pelo caminho” (Jeremias 2:23).

Caro amigo, foi assim com Saul. Ao chegar perante o profeta, seu coração arrogante lhe levou a crer que poderia enganar a Deus. Seus intentos perversos estavam encobertos aos seus próprios olhos. Por essa razão chegou com palavras lisonjeiras para o profeta: “…bendito sejas tu do Senhor” e com essas palavras disse com ênfase: “…eu cumpri a Palavra do Senhor…”. Mas como pode enganar e trapacear Deus? As obras de um coração rebelde acompanhavam Saul: Que balido de ovelhas e mugido de vacas é este que ouço com meus ouvidos?”.

Os evangélicos modernos devem tremer diante dessa verdade, porque eles estão provando a rebelião contra Deus por meio de suas próprias obras. Para Saul o que contava era o que podia mostrar a todos: Ovelhas, gado, camelos, etc. Para os rebeldes evangélicos de nossos dias eles contam sempre com os mesmos “balidos” de rebeldes mundanos. Eles chegam para “Samuel” e dizem: “Veja o número de pessoas adorando a Deus! Veja quantos estão sendo abençoados; veja quanto tem sido feito em favor das pessoas!”.

Mas caro leitor, o que Deus queria de Saul? Sacrifícios? Provas de que ele foi capaz capturar um Agague? Não! O Senhor não busca números, mas sim fidelidade. Ele quer da parte dos Seus, plena obediência ao Seu comando bíblico. Ele é Senhor, nós somos servos; Ele é Rei, nós somos súditos. Desobediência a Ele é cultuar a demônios; é prova de corações avarentos e idólatras. Ele jamais será atraído pelas nossas conquistas, mas sim pela nossa fé e capacidade de esperar Nele e por Ele.

Caro leitor, rebelião contra Sua Palavra jamais será conquista, mas sim fracasso. Rebelião contra Sua Palavra é prova de que o comando da vida, da casa, da igreja, do dinheiro, etc. está pertencendo ao diabo. O barulho desses “balidos” e “mugidos” tem sido intenso em nossos dias. Mas quão terríveis são esses “troféus”! Eles significam que Deus não está presente e que Sua Palavra tem sido retirada.

Caro leitor, quanta necessidade há de um profundo arrependimento em nossos dias! Quanta necessidade de um retorno à fidelidade da Palavra! Quanta necessidade há de homens sinceros, que confiam e esperam em Deus! Foi amarga a decepção para Saul e não houve lugar em sua vida para arrependimento. Seu coração duro permaneceu duro até sua morte. Ó que Deus venha usar de compaixão com muitos que agem com indiferença com a verdade que nos foi entregue.

Autor: Pr David Sena


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement