Esqueceu a senha?

Bibliografia sobre a controvérsia Calvinista/Arminiana

por Pr. João Flávio Martinez - seg dez 10, 3:45 am

Bibliografia sobre a controvérsia Calvinista/Arminiana

Bem, resolvi, depois de mais de 24 anos estudando a Bíblia, a me meter na controvérsia envolvendo calvinistas e arminianos – e já por mais de quatro anos venho estudando. Eu não me considerava nada, meu compromisso era apenas com a Bíblia – e ainda é! Mas ao debruçar-me sobre a escaramuça, descobri que me identificava mais com o Wesleyanismo, ou seja, uma forma de Arminianismo. Nessa minha teodiceia, ou “calvinoceia”, ou “arminoceia”, seja como for, percebi que precisava me definir adequadamente e assim o fiz ao escrever meu livreto “Calvinismo Recalcitrante”. A ideia era virar a página, mas descobri que é impossível tal página ser virada, quem sabe um dia eu consiga. E aqui estou eu escrevendo mais um artigo sobre isso. Depois de algumas solicitações de amigos, inclinei-me a descrever em formato de comentários algumas indicações bibliográficas sobre a controvertida discussão.

Entendo que quem vai analisar a problemática com sinceridade deve começar lendo “As Institutas” de João Calvino e de preferência da Editora Cultura Cristã em quatro volumes comentados. Usei também vários livros da Editora Fiel de comentários bíblicos de Calvino. Pode-se comprar ou baixar grátis pela internet. No comentário “Aos Gálatas” (Ed 2010) na página 145 vemos algo interessante – observamos Calvino defendendo a expiação ilimitada e arvorando que Jesus morreu por todos os homens. Conjecturo a relevância em citar Calvino aos calvinistas. Como em muitos casos de movimentos sectários, os calvinistas valorizam em demasia as citações de seu profeta. É vital também ler as Biografias de Calvino: “A Arte Expositiva de Calvino”, Lawson, Editora Fiel; “Sou Eu, Calvino”, Lens, Revista Ultimato; “A Vida de Calvino”, McGranth, Cultura Cristã; “Calvino de A a Z”, editora Vida e finalmente a mais relevante – “Uma Consciência contra a Violência: Castellion contra Calvino”, de Stefan Sweig. Esta última pode ser encontrada editada por várias editoras e adquirida no Mercado Livre. Por que ela é imprescindível? Simples, por mostrar o horror tirano do “reformador”, por mostrar como Calvino lidava com as pessoas.

Além dessas biografias do autócrata de Genebra, pelo menos uma de Armínio é necessária pra leitura – “Armínio: Um Estudo da Reforma Holandesa”, Bangs, Ed. Reflexão. Se possível, As Obras de Armínio, recentemente lançadas em português pela Editora CPAD.  O site arminianismo.com também tem conteúdo bibliográfico de Armínio.

Outras duas obras sobre o Wesleyanismo são relevantes pra pesquisa: “Teologia de Wesley”, Collins, Ed. CPAD e “Viver a Graça de Deus”, Klaiber, Marquardt, Editeo. Quem puder, procurem no Facebook o Reverendo Belvedere – por quê? Ele tem uma apostila ótima sobre a Soteriologia de Wesley que vale a pena ler. Até solicitei a ele que publique por alguma editora, pois é uma ótima leitura.

Nessa aventura do saber e do examinar, duas apostilas ou livros em PDF são possíveis de baixar grátis pela internet – cada obra tem quase 500 páginas de pesquisas – “O Outro Lado do Calvinismo” de Laurence Vance e “Calvinismo X Arminianismo” do jovem Banzoli. Aqui faço uma ressalva. O jovem que escreveu este segundo tratado é evangélico, mas aderiu ao ensino do sono da alma, uma heresia.

Claro e óbvio, os livros de Roger Olson são leituras obrigatórias, ele é o papa dos arminianos: “Teologia Arminiana”, “Contra o Calvinismo”, “Arminianismo: Perguntas frequentes”, e “História da Teologia Cristã”.

Se for possível, para se entender o tamanho da maldade de Calvino, a leitura do livro “O Unitário”, Pedro Puech, Editora Rocco – nesse livro é nos mostrado um pouco da biografia de Serveto e de como ele foi executado em Genebra. Outra leitura complementar seria – “É Necessário Queimar os Hereges?”, Almeida, Fonte Editorial.

Apesar dele se dizer calvinista – risos – os livros de Norman Geisler são bastante produtivos nessa pesquisa: “Eleitos, Mas Livres” – “Teologia Sistemática, Vol. 1 e 2” – “Enciclopédia de Apologética” – Norman Geisler.

Existem dois clássicos memoráveis nesse processo e com o mesmo nome – “O Livre Arbítrio” – um de Santo Agostinho e o outro de Erasmo de Roterdã (Aqui ler junto o livro de Lutero “Nascido Escravo”, seria uma boa combinação). Leitura excelente e até fácil!!!

A biografia de Agostinho, Brown, Editora Record é interessante para se entender a mentalidade de Calvino, já que ele cita o santo católico mais de 400 vezes nas Institutas.

Os dois livros do meu amigo Thiago Titillo são excelentes – “A Gêneses da Predestinação” e “Eleição Condicional”. Livros baratos e de profundo calibre cognitivo sobre o tema.

E fazendo estardalhaço na seara calvinista, temos os livros de Dave Hunt – “Que Amor é Este?” – “O Dia do Juízo”. Os dois, um mais diretamente e o segundo menos, tratam com reflexividade da questão.

A editora Reflexão tem uma coleção incrível, os quais eu fiz questão de adquirir e pesquisa-los: “A Vida no Filho” e “Eleitos no Filho”, Shank; “O Que é Teologia Arminiana?”, Mariano; “Graça Resistível” e “Arminianismo Clássico”, Zwínglio; “Expiação Ilimitada”, Vailatti; “Introdução a Teologia Armínio-Wesleyana”, Couto; “Por que não sou Calvinista?” Walls; “A Fé e a Liberdade do Homem”; “Depravação Total”, Maia; “O Livre Arbítrio da Vontade”, Oliveira;

Alguns outros: “A Excelência da Nova Aliança em Cristo”, Wiley; “Em Guarda”, W. Craig; “A Doutrina da Predestinação”, Severino Silva; “A Fé dos Eleitos de Deus”, Parkinson; “Santo Agostinho no Banco dos Réus”, Silva; “Que Falem os Primeiros Cristãos”, Bercot; “Jovem, Incansável e Não Mais Reformado”, Fisher; “Predestinação e Livre Arbítrio”, Feinberg-Geisler-Bruce-Pinnock … Enfim, conforme for pesquisando, vou atualizando os dados.

Como você já deve ter percebido a maioria dos livros ou quase todos é contra o calvinismo. E sim, sou visceralmente antagônico ao fatalismo. Claro que eu li muitos livros Calvinistas – Obras do Torrentini, do Reverendo Nicodemus, do Hernandes Dias Lopes, do Sproul, do Piper, do Horton, do Spurgeon, do Berkof, do Hodge e etc… Mas meu artigo é bem subjetivo ao meu ponto de vista e por isso indico os livros aqui citados. Como eu já disse, esta bibliografia é a minha teodiceia. Você deve ter a sua e tirar suas próprias conclusões. Não houve de minha parte nenhuma intenção jactanciosa, pois o presente artigo foi solicitação de irmãos arminianos. Espero que tenha ajudado.

Boa leitura e Pesquisa!


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

38 Comentários

Comentários 1 - 38 de 38Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Olá,

    Quero saber o seguinte: Se o calvinismo ensina coisas que são contrária a fé, como fica a vida e salvação das pessoas que crêem nessa linha teologica? Se suas vidas são moldadas pelo que crêem, como fica sua vida com Deus?  (continuo..)

    1. Simples – veja o que o Calvinismo fez com a fé evangélica na Europa. Se voltarmos no tempo 100 anos a Europa era 80% protestante e hoje não passa de 5%. Pense nisso! (Resp. Pr. Martinez)

    2. Pr. Martinez, então, as pessoas que crêem no sistema calvinista estão se perdendo? Minha duvida é: Poderão ser salvos tais pessoas ou não?  

    3. Irmão, o prejuízo que o calvinismo causou é imensurável! Quanto a sua pergunta, eu já dei a resposta – veja no link abaixo:
      http://www.cacp.org.br/o-que-realmente-penso-sobre-o-calvinismo/

    4. Sim Pr. Martinez, eu li sua posição sobre não ver a coisa como soteriológica, e, claro, calvinistas e arminianos, se fiéis a Jesus, vão para o céu…. mas um calvinista tem a grande tendencia de ser pego pela apostasia sem perceber isso. Afinal, “uma vez salvo…”, dizem! (Continuo)

    5. Continuando… Se os calvinistas correm o risco de se apostasiarem por conta desse sistema teológico, eles podem perder a salvação…. Esse sistema teológico contribui para um rápido avanço ao abismo da apostasia….

    6. Continuando.. Então como podem ser fiéis a Jesus se em seus ensinos Deus é autor do pecado, do mal, etc., sendo demonstrado pior que o Diabo?..

      Sinceramente, minha mente leiga noa consegue conciliar as duas coisas… Por favor, me ajuda a entender isso!

    7. Você está certo – a coisa é inconcebível mesmo. (Pr. Martinez)

  2. Continuando, 
    Então, crer conforme ensina o calvinismo influencia de algum modo a salvação da pessoa que crê? Ou poderíamos dizer que estamos diante de pessoas que tem a fé fraca, na qual demonstra Romanos, cap 14  e 15? Essa discussão indica que pessoas (milhares) estão se perdendo? ..

    1. É como o pastor respondeu no link acima: “Não vejo a coisa como soteriológica, ou seja, calvinistas e arminianos, se fiéis a Jesus, vão para o céu;”

    2. o calvinismo interpreta João 3:16 na abrangência e diz que tem uma restrição arbitrária eletiva. Para um calvinista extremado, até um recém nascido um nenê (não eleito) é lançado no inferno. 
      Então, o Armínio se opôs refutando biblicamente essa doutrina de barbárie medieval.

    3. a questão vital não é ser Armínio ou não ser calvinista ou vice versa. mas sim falar bem de Deus.
      Jó 42:7b.
      A divindade calvina está mais preocupada em ser SOBERANA do que SER amor, esquecendo eles que Deus é Amor 1 João 4:8b e a soberania até deixou um pouco de lado. Hb 2:15

    4. jcp sex fev 12 at 7:58 pm 

      corrigindo : Hebreus 2:7 Tu o fizeste UM POUCO MENOR QUE OS ANJOS, De glória e de honra o coroaste,E o constituíste sobre as obras de tuas mãos;

    5. e em qualquer debate, esses calvinistas só sabem sapatear e fazer malabarismo com v.v. isolados.
      e quando tinham o poder estatal como foi no caso na cidade de Genebra século 16. os refutadores bíblicos dessa doutrina eram assassinados brutalmente em fogueiras como a inquisição.

  3. Continuando… Ser calvinista ou arminianista influencia na fé da pessoa, para fim de Salvação? Ou trocamos tudo o que Deus fez em Cristo e através do Espirito Santo, em nome de uma discussão teológica?

    Espero que entendam minha dúvida.
    No meu caso, sou inclinado na crença arminianismo.

    1. tem influência sim ser calvinista ou arminio. sendo você cristão tem que discernir. 
      o calvinismo apresenta um Deus irreal em relação ao biblico, portanto  não pode salvar.
      tanto que a igreja de profissão de fé calvinista não prega o calvinismo, pois é uma teologia particular.

  4. E, no meu caso, me apego na parte boa (salvação em Cristo) do calvinismo e na parte boa do arminianismo (salvação em Cristo). O resto é ………

    1. a igreja de profissão de fé calvinista evangeliza de forma “Armínia”, mas depois quando o neófito está sendo discipulado nas salas de aula, então eles vem apresentando a teologia “calvinismo”
      pois se evangelizassem calvinisticamente de inicio ninguém aceita esse deus obtuso.  

  5. Considero o Lucas Banzoli um grande teólogo,de coragem,porque apesar de jovem não se acomodou nos ensinos das “EBDs”,buscou,se esforçou,estudou,se dedicou e se tornou aniquilacionista por ter entendido a crença do povo hebreu e dos cristão primitivos.

    1. Negativo, ele errou mesmo e aderiu a uma heresia, veja>
      http://www.cacp.org.br/refutando-o-aniquilacionismo-e-o-sono-da-alma
      Espero que ele se arrependa disso (Pr. Martinez)

    2. Então John Stott (Anglicano),F.F. Bruce (Casa de oração),Oscar Cullmann (Luterano),N.T. Wright (Anglicano),Herman Ridderbos (Igreja holandesa reformada),Ben Witherington (Metodista)

    3. Você está misturando as coisas… não sabe discernir os movimentos…

  6. George Ladd (Batista),E.W. Bullinger (Anglicano),William Tyndale (Reformador),Martinho Lutero (Reformador) 

    1. Philip Edgcumbe Hugues (Anglicano),John Wenham (Anglicano),Michael Green (Anglicano) e tantos outros eram todos hereges,

    2. É difícil julgar o anglicanismo… temos de tudo ali… Calvinistas, Arminianos, Teístas Aberto e Liberais, ou seja, é difícil classificar esse movimento… tem gente boa e gente não ortodoxa no meio (Pr. Martinez).

    3. Chamar Lutero de Calvinista, por exemplo, é a constatação de que você não conhece o calvinismo e nem sabe do que fala… estude mais a questão (Pr. Martinez)

    4. Eu estou querendo dizer que todos estes eram aniquilacionistas.

    5. Seja quem for, aniquilacionismo é heresia – veja:
      http://www.cacp.org.br/aniquilacionismo-i/

  7. olá.A discussão está boa

  8. o que eu sei é que estes tópicos têm deturpações protestantes
    coisa de pastor sem teologia

    1. ah é você sabe ?! só falar que tem tem … não adianta nada, faça uma replica bíblica. ou mostre “sua teologia”. 

  9. A Paz do Senhor Jesus Pr. João Flávio Martínez, Parabéns pela exposição em suma, sou um admirador do seu trabalho. E mim sinto “surpreso” em ver que a foto utilizada neste artigo é minha, da minha simples biblioteca particular. Não sei como conseguiram, mais sinto-me agradecido.

  10. Pr. João Flavio, eu queria congregar na igreja presbiteriana pois pensava que o calvinismo estava certo, mais fui humilhado publicamente pelo pastor por ser batizado na igreja batista. Mas veja so a provisão de Deus, no meu bairro abriu uma Metodista Wesleyana, comecei a ler teologia Wesleyana.

  11. Pr João Flavio gostaria de te pedir referência bibliografica contemporania na linha Metodista nas areas de teologia biblica do antigo testamento e novo testamento, e comentário de exegese biblica. (na linha metodista). Vou comprar Viver a graça de Deus do Walter Klaiber. Obrigado pela atenção.

  12. Os teólogos calvinistas estão muito mais bem preparados e estudam muito mais as ESCRITURAS do que os arminianos e isso assusta a estes! Apenas no céu é que iremos saber quem está certo! Ambos cometeram erros, Calvino e Arminius! SOMENTE AS ESCRITURAS SÃO A NOSSA ÚNICA REGRA DE FÉ E PRÁTICA!

    1. ah tá … os calvinistas são os “bambas” mais preparados … vae nessa. hilário esse “jose” … diz que HOJE os calvinistas são os bons e os bambas em tudo, POREM, no céu vae revelar tudo quem está certo. ué tão certos ou não ? vae estudar + , Calvino déspota de Genebra.

  13. Por favor, preciso de uma obra que faça análise exegética VERSÍCULO A VERSÍCULO, dos versículos que os calvinistas utilizam para apoiar suas doutrinas. Isto é MUITO IMPORTANTE.

    Não quero discutir teologia ou a história de teólogos. Quero refutá-los NA BÍBLIA. Por favor!

  14. O artigo não deveria ter indicado Lucas Banzoli, pois o mesmo é um herege. Era completamente desnecessário, pra dizer o mínimo.

Comentários 1 - 38 de 38Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement