Esqueceu a senha?

Caio Fábio e o homossexualismo

por cacp - seg set 10, 12:11 am

A resposta abaixo é a que o ex-reverendo Caio Fábio deu a uma mulher, ao ser abordado sobre o tema “Homossexualismo”.

“Os únicos homossexuais que eu já vi serem ‘curados’ são os que nunca foram.
 Esses são aqueles que experimentaram o homossexualismo como pratica por terem tido sua iniciação sexual desse modo. Mas de fato não o eram. Tinham ficado apenas viciados naquele tipo de experiência. A bi-sexualidade, para mim, é pior do que a homossexualidade. Digo isto pelo mal que faz ao ‘bi’ e pelo mal que causa aos ‘parceiros’, homens e mulheres. Conheço uma quantidade enorme de ‘bi’ dentro da igreja. Casaram-se e tiveram filhos apenas para poderem ter a devida camuflagem para fazer o que gostam dentro do armário. De fato, quando uma pessoa nasce com a inclinação homossexual – digo a você: ela pode até se educar espiritualmente para não praticar-, carregará aquela semente na alma para sempre. Eu não tenho dúvida de que em muito breve ficará definitivamente provado-já se caminha com muita rapidez para isso – que a homossexualidade tem como fator preponderante a genética”. (1)

Segundo Caio Fábio, nada pode ser mudado em relação aos homossexuais. Ele ao invés de levar a palavra transformadora de Deus às pessoas, leva desesperança e conformidade em relação a este tema. Ainda segundo Caio Fábio, o homossexual pode até se educar, porém levará a semente homossexual para sempre em sua vida.

A solução é Cristo.

Ninguém está definitivamente condenado por ter nascido na maldição do pecado original. Mas porque ao chegar ao pleno conhecimento da razão, no momento em que se pode decidir entre o que é moralmente correto, resolve decidir por aquilo que agrada seu ego. Desprezam o livre arbítrio, e colocam a culpa pela opção errada que tomaram, na ciência, em Deus, na sociedade. Mas a culpa nunca é da sua opção de escolha.

Ser homossexual é opção, e existe uma forte manipulação da mídia querendo tratar o assunto como se fosse algo benéfico para a sociedade. Igrejas e pastores que deveriam ser o canal usado por Deus, para levarem a solução do problema aos que necessitam, são instrumentos para levar desesperança em relação ao assunto.

O homossexualismo, ainda que o sistema do mundo não queira admitir, e até reprime, deve ser tratado como doença. Antes da queda do homem, ou seja no Éden, quando Adão e Eva desejaram cumprir seus próprios desejos e desobedeceram a Deus, toda sorte de maldição entrou na raça humana. Conseqüentemente o homossexualismo e o bi-sexualismo, são formas de cumprir os mais íntimos desejos de imoralidades, que antes da queda do homem, não fazia parte da raça humana.

Apesar da própria natureza demonstrar que existe um Deus Santo. Apesar de a nossa própria consciência reprovar as atitudes erradas que tomamos, o ser humano tenta enganar a si mesmo, fazendo com que o certo passe por errado, e o errado passe pelo certo. Inverter os valores, fugir dos padrões, passou a ser sinônimo de intelectualidade, modernidade e cosmovisão apurada.

O Senhor Jesus Cristo, o segundo Adão Perfeito, resolveu tudo que impede nossa salvação e felicidade aqui. Ele convida todos a receber a salvação pela fé nEle.

Caio Fábio afirma que homossexualidade passa preponderantemente por fator genético. A ciência especula, mas não prova isto.

Portanto esta afirmativa não é correta. Se Deus condena a prática homossexual, como poderia permitir que geneticamente pudesse haver pessoas com tais problemas? Seria Deus injusto? Como o Senhor Deus permitiria tais pessoas com este problema, para depois os condenar e os lançar no inferno?

Ora, não há injustiça por parte de Deus.

O homossexualismo tem cura, portanto deve-se reconhecer que é um problema, uma doença, e sem Cristo, não pode haver mudança. Somente o Senhor Jesus é capaz e poderoso para transformar vidas e livrá-las do fogo e castigo eternos.

Cabe a nós, igrejas e ministros de Deus, levarmos a palavra de esperança para os necessitados.

Caio Fábio apresenta o problema, mas se omite quanto a solução. É realmente difícil, uma batalha para quem está nesta situação. Mas se quiser se libertar dessa anomalia, deve reconhecer o problema e a mudança se faz através de Cristo. “Se Cristo vos libertar, verdadeiramente sereis livres”.

Autor: João Tocalino

01 – http://www.caiofabio.com/2009/conteudo.asp?codigo=00378


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

6 Comentários

Comentários 1 - 6 de 6Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Ouvi uma explicação do pastor Jimmy Swaggart em que ele dizia que algumas se tornavam homo por terem sido tocadas, violentadas, iniciadas nessa prática e outra foi a que mais me chamou atenção: é que foram crianças que foram tocadas por satanás.

  2. Fui aluno do Caio no INTEPRAM – Vinde Sat. Está passando da hora de Caio parar de tentar “ajudar os outros” para ter tempo de ajudar a si mesmo; diante de suas contradições históricas e heresias.

  3. Nós, a igreja, aceitamos tranquilamente que o apóstolo Paulo pudesse estar culturalmente condicionado quando deixa de condenar e até endossa a escravidão ou a inferioridade feminina, mas não quando condena a homossexualidade.

    1. o sr está DEVERAS equivocado !

      Paulo “endossa a escravidão”???

      “e, se ainda podes ser livre, aproveita a ocasião” 1 Coríntios 7:21b

      Paulo “endossa inferioridade feminina”???

      “Saudai Rufo, eleito no Senhor, e sua mãe, que tem sido mãe para mim também.”
      Romanos 16:13a

    2. mas não quando condena a homossexualidade ???

      Não foi Paulo que escreveu os livros do Antigo Testamento, e quanto as suas cartas paulinas, a cristandade entende que Paulo foi inspirado. 2 Timóteo 3:16

    3. Agora se você tem alguma reclamação quanto a positivar o homossexualidade dentro de um contexto bíblico, você vai ter dificuldade, pois o contexto não faz benemérito a essa opção de vida. mas se você quer ser feliz neste sentido, então fique aí na “igreja youtubana” caio-fabiana.

Comentários 1 - 6 de 6Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário