Esqueceu a senha?

Câmara de SP aprova Dia do Combate à Cristofobia

por Artigo compilado - qui jun 09, 10:16 am

Transexual Viviany Beleboni usa fantasia em protesto contra a bancada evangélica e a Justiça (Foto: Caio Kenji/G1)

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou na terça-feira (7) o projeto de lei 306/2015, do vereador Eduardo Tuma (PSDB) que cria em 25 de dezembro de cada ano o Dia do Combate à Cristofobia. A proposta tem de ir à sanção do prefeito Fernando Haddad (PT).

O dia passa a constar do calendário oficial de eventos do Município de São Paulo.  Tuma é presbítero na Igreja Evangélica Bola de Neve. Ele citou como exemplo o caso da transexual Viviany Beleboni, que desfilou na Parada LGBT usando imagens cristãs em manifestação contra a homofobia.

“Se se considera a homofobia um crime, e é um crime que se deve punir, a cristofobia também é um crime e também deve ser punida”, disse o vereador.

Tuma afirma na justificativa do projeto que a proposta “busca alertar a sociedade paulistana sobre a cristofobia, protegendo assim a liberdade de crença consagrada em nossa Constituição. Considerada importância deste evento para todas as igrejas que professam a fé cristã.”

Também argumenta que a intolerância religiosa tem  crescido  com  o  decorrer dos anos, apesar de o Brasil ser um estado laico. “Nos  últimos  anos  o  ataque  às  pessoas  que  professam  sua  fé  tem  crescido  em  demasiado, especialmente aos cristãos,  desde   desrespeito   com   símbolos   religiosos e xingamentos.”

Extraído do G1 em 09/06/2016


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

9 Comentários

Comentários 1 - 9 de 9Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Acho que esse tipo de lei abre portas pra legalizar a criminalização que o movimento gay quer, pastor se pregar contra a sodomia q está na Biblia irá transgredir a lei. Então não acho q seria uma boa a lei da cristofobia!

    1. “que o movimento gay quer” – querer eles querem fazer coisa pior ! esqueceu do kit gay ?
      Eles não tem que quer nada, isto é, porque são minoria, na democracia e estado de direito prevalece a opinião da maioria, e isto que fazem é ofensa a maioria, então deve ser barrado sim!

    2. de qualquer forma eles querem criminalizar a pregação refutativa sobre sodomia, independente, só não conseguiram porque são minoria, e os cristão e ou não de pensamento tradicional que são a maioria do brasileiro não quer essa baderna. na democracia que vale é o voto da maioria.

  2. O IBGE e a religião — Cristãos são 86,8% do Brasil. Sendo assim, uma questão democrática de maioria os gestores políticos estão corretíssimos em barrar essa folia absurda e ofensiva da minoria ideológica LGBTeista.

    1. ah agora 86,8% é cristão
      então para engrossar essa farra fundamentalista vcs agora admitem catolicos e espíritas como cristãos
      que mesquinharia

    2. “paulineeio” …. deixe de ser energúmeno ! o espiritismo não é cristão porque não tem fundamentação bíblica. E essa fonte do IBGE 2010 e diz que são católicos e evangélicos. e isso independente dos pontos de vista de entendimento. 

    3. ‘E essa fonte do IBGE 2010 ‘
      o IBGE meu caro considera como cristão quem assim se diz, e não quem vc quer
      e IBGE não diz quem é cristão de fato, é a Bíblia,
      logo tire dessa conta de 86% as seitas que vcs dizem existir no catolicismo e protestantismo

    4. Paulineio ou seja seu verdadeiro nome … você está coando um mosquito e engolindo um camelo, seja lá o que você pensa. a verdade é que o comportamento homo não tem apoio bíblico. se é isso que você não aceita, então meus pêsames para você, e procura a sua turma.

    5. meu filho
      quem falou em comportamento homo foi você
      o foco é se considerar cristão alguém apenas por números
      mas se você não tem argumento e muda de assunto não coa mosquito nem camelo muito menos sabedoria

Comentários 1 - 9 de 9Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement