Esqueceu a senha?

Caso Bianca Toledo: Onde estão os pastores?

por Julio Severo - seg jul 11, 10:51 am

Embora a mídia negue veementemente que existe uma ligação maior entre homossexualismo e pederastia (sexo entre homens e meninos), a ligação parece ter se tornado realidade na vida da estrela gospel Bianca Toledo, que se casou com um homem que ela alega não saber que era homossexual, embora muitos líderes evangélicos, inclusive eu e líderes próximos dela, já soubessem. Ela agora alega que ele é pedófilo.

Enquanto ela mira sua metralhadora profética nos pastores do Brasil, os pastores que estão acima dela deveriam ser os mais responsabilizados pela situação dela.Além de expor a ligação maior entre homossexualismo e pederastia, o caso também expõe as fraquezas das estrelas gospel que dão testemunhos miraculosos, mas ao se depararem cara a cara com pecadores cheios de opressão pesada, são “enganadas” e ficam misteriosamente impotentes em seus dons proféticos. Em vez de confrontar seu próprio problema pessoal, Bianca escolheu expô-lo mais ainda e, num último comunicado ao público, disse, de acordo com reportagem do GospelPrime, que as igrejas evangélicas estão cheias de pastores satanistas, adúlteros e corruptos, embora isso não seja segredo para ninguém, considerando o número de pastores maçons, petistas e outros.

Ela agiu muito certo ao denunciar o suposto pedófilo à polícia, mas isso não explica as outras negligências.

Se o dom de profecia dela está tão certeiro contra os pastores do Brasil, por que ela não viu os próprios problemas da casa dela? Por que enquanto viajava pelo Brasil ela deixava seu filho nas mãos de um suposto satanista sem experimentar visões proféticas de Deus sobre o que ocorria no lar dela? Por que ela esperou o problema dela aparecer para começar a acusar os pastores?

É fato que Bianca Toledo foi ordenada pastora por outros pastores. Na fama dela, eles também se embalaram. Mas onde estavam eles quando ela tomou a decisão trágica de casar com um homossexual depois de se separar de seu primeiro marido?

Onde estavam esses pastores quando ela tomou a decisão trágica de viajar pelo Brasil para pregar e dar testemunhos sobre milagres enquanto deixava seu filho nas mãos da babá e de um homem que não era o pai biológico dele? Quem mais precisava de milagres era o filho dela, nas mãos de um homossexual supostamente pedófilo.

Embora ela tenha dito, de acordo com o GospelPrime, que quem mais está devastado nessa situação seja ela, na verdade o mais prejudicado foi o filho dela por causa das péssimas decisões dela.

Alguém que de fato ouve a voz de Deus se aproxima de um homossexual ou bruxo ou outro pecador para ser instrumento de libertação e ministração, não para levar vantagem carnal e sexual. Agora que a “pastora” escolheu expor o problema para o mundo inteiro, inclusive como ela foi ENGANADA e não sabia que seu segundo marido era homossexual, a mensagem que o mundo está recebendo é que nem pastores que ouvem a voz de Deus podem ajudar pecadores homossexuais. Só espero que essa “pastora” não acabe virando um Caio Fábio de saias, cheia de amargura, culpando a igreja por todas as más decisões da vida dela.

Alguém que ouve a voz de Deus não larga o filho pequeno nas mãos de um suposto homossexual pedófilo. (Mas o Pr. Felippe Valadão, da Igreja Lagoinha de Niterói, afirmou que conhece o casal e seus problemas particulares há tempos, alertando para que todos ouçam não só o lado da Bianca, mas também do marido que hoje ela ataca. Confira neste vídeo:https://youtu.be/b6Ztn1kwnyo)

O principal chamado pastoral da Bianca era pastorear e proteger seu filho pequeno. Por que nenhum dos pastores acima dela a ajudou a cumprir essa importante missão pastoral?

Onde estavam esses pastores para não entenderem que o segundo marido da Bianca já era conhecido como homossexual e ela foi avisada disso? Como é que nenhum deles percebeu os trejeitos óbvios dele? Como é que nenhum deles teve visão e discernimento para ver e ministrar para essa alma pecadora supostamente envolvida em homossexualismo e pedofilia?

Se o Felipe Heiderich de fato estuprou o filho dela (que deveria obrigatoriamente estar também sob a proteção do pai biológico, pois biblicamente a ele compete de forma especial tal proteção), ele merece a pena máxima, que na Bíblia seria a pena capital. Mas, meu Deus, por que o menino não estava com seu pai biológico? Como é que esses pastores não conseguiram enxergar isso? Filhos longe de pais biológicos têm uma probabilidade muito maior de serem abusados e estuprados.

Como é que esses pastores deixaram Bianca e o homossexual Felipe saírem pelo Brasil dando “exemplo” e palestras sobre casamento quando ambos não tinham nenhuma experiência de casamento cristão? Se os pastores que estão acima de Bianca precisarem de um palestrante maduro e competente, conheço um pastor em Dallas, já idoso, que tem décadas de experiência de casamento. Por que deixar uma jovem recasada, impulsiva e inexperiente falar sobre casamento saudável? Para dar oportunidade para o diabo zombar da igreja?

Talvez seja um problema de linguagem e comunicação. Parece que os pastores acima de Bianca são pastores americanos de Dallas, Texas. Eles não conseguem entender português e por isso não puderam ajudá-la? Então por que a ordenaram? Quem foi que a ordenou?

Seja como for, se eles não sabem lidar com homossexuais, satanistas e pedófilos enrustidos em seu próprio meio, por que profetizar ao mundo? Aliás, o que profetizar ao mundo? Como eles esperam ministrar para os pecadores do mundo nessas condições?

Deveriam parar de profetizar ao mundo e profetizar para si mesmos. Deveriam também cuidar de sua própria casa.

Já passou da hora de eles ordenarem Bianca como pastora de seu próprio filho.

Fonte: www.juliosevero.com


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

10 Comentários

Comentários 1 - 10 de 10Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. VERDADE.

  2. Cuidem da própria vida!Pare de jogar pedras ou julgar!A Deus pertence a justiça e juizo.Coloque-se no lugar de um deles é pare de achar que é Deus!Olhe para os próprios pecados! MISERICÓRDIA!!!

    1. deixa ser ignorante. os personagens da narrativa não são cidadãos desconhecidos, se fossem talvez se aplicasse a sua replica, são pessoas de destaque no meio deles, e o comportamento dos mesmos gera um mal exemplo a ser dado para a cristandade menos desavisada.

    2. João Batista, repreendeu o Rei Herodes por causa do adultério em que vivia com a mulher de seu proprio irmão. vai falar que João Batista se intrometia na vida dos outros ? não era isso, Herodes era uma celebridade, e seu comportamento era um mal exemplo, e para isto foi arguido.

    3. Concordo com o artigo e o jcp…é só investigar um pouco mais, e sem imparcialidade, no divórcio não há somente a exclusividade na culpa de um dos cônjuges, mas sempre 50% e 50%. A suposta “vítima” de seus “algozes” ex-maridos têm trazido escândalo e contradição com seus testemunhos.

  3. “Quem não tem pecado que atire a primeira pedra”

    Qual pastor que não tem acusação contra ele que poderia impedir que outros pastores com acusação não confessasse Deus somente com a boca?

    1. Pr. Schneider, como pastor o sr. deveria ter a hombridade de citar a referência, mas já que teve preguiça de escrever, aqui vai, é João 8:7, porém o sr. omitiu “vai-te, e não peques mais” v.v.11
      se tem divida com a justiça que ele pague. Mt.5:26

  4. 1 Coríntios 6:2-3

    Não sabeis vós que os santos hão de julgar o mundo? Ora, se o mundo deve ser julgado por vós, sois porventura indignos de julgar as coisas mínimas?
    Não sabeis vós que havemos de julgar os anjos? Quanto mais as coisas pertencentes a esta vida?.

  5. Um texto cheio de acusações e piadinhas parece ser típico de pessoas ressentidas. Mt 7:5

  6. O pior cego é aquele que não quer VER 
    NÃO é mesmo Tânia
    E aonde tá Bíblia que o cristão não pode julgar. Não vale texto fora do contexto.

Comentários 1 - 10 de 10Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement