Esqueceu a senha?

CCB, Pastores e Salários

por Pr. Natanael Rinaldi - ter jul 28, 4:43 pm

 

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE A CONGREGAÇÃO CRISTÃ NO BRASIL  – PASTORES E SALÁRIOS

————

PERGUNTA: Por que a CCB nutre um ódio doentio contra os pastores de todas as denominações evangélicas, mormente contra os pastores das Assembleias de Deus?

RESPOSTA: Com certeza esse ódio é nutrido pelo conceito herético que a CCB têm de que todo pastor é mercenário. Fazem conexão entre ser pastor com ser mercenário. Para isso, usam de uma exegese falsa de textos do Antigo e do Novo Testamentos, o que sugestiona os crentes incautos e fanáticos da CCB a crerem que sua “igreja” é a única que tem Jesus como Pastor.

————

PERGUNTA: Em que os anciãos da CCB se apoiam para manter esse ódio doentio contra os pastores?

RESPOSTA: Eles declaram que só Jesus é o Pastor, enquanto isso ó pastor é um homem mercenário. Os textos prediletos usados por eles são: Salmos 23:1 e João 10:11-14, onde é dito respectivamente que o Senhor é o meu Pastor, e que Jesus é o Bom Pastor. A CCB é tão dogmática nesse assunto de que só Jesus é Pastor que no seu hinário Louvores e Súplicas a Deus existem 2 hinos com mensagem subliminares a respeito disso: os hinos de n° 23 “O Senhor é o Meu Pastor” e 426 “Jesus, ó divinal Pastor”. A palavra Deus, infalível e inerrante, nos ensina que Jesus Cristo, o Sumo Pastor (I Pedro 5:4) nos deu pastores para o ministério, e também que eles são obreiros da casa de Deus. I Pedro 5:4 – “E, quando aparecer o Sumo Pastor, alcançareis a incorruptível coroa da glória.” Logo se Jesus é o Sumo; que significa que é o maior, é porque existem os sub pastores, sem qualquer pretensão de disputar o lugar do sumo pastor.

————

PERGUNTA: E quanto ao texto em Eclesiastes 12.11 que fala do único pastor,

RESPOSTA: É Deus que falou ao povo de Israel no Antigo Testamento por meio dos profetas como lemos em Hebreus 1:1 – “HAVENDO Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas, a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho”.

————

PERGUNTA: Poderia apresentar textos bíblicos que provem que Jesus realmente quer pastores para presidir a sua igreja?

RESPOSTA: Sim. No Novo Testamento temos 3 passagens importantíssimas.

Examinemos cada uma delas: ‘“E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e outros para pastores e doutores,” – (Efésios 4:11). As outras 2 passagens restantes, do Novo Testamento estão no  livro de Hebreus: Hebreus 13:7 – “Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver.” Hebreus 13:17 – “Obedecei a vossos pastores, e sujeitai-vos a eles; porque velam por vossas almas, como aqueles que hão de dar conta delas, para que o façam com alegria e não gemendo, porque isso não vos seria útil.”

————

PERGUNTA: A Bíblia se refere a existência de pastores mercenários e como podem ser reconhecidos?

RESPOSTA: A Bíblia não nega a existência de pastores mercenários, e o próprio Jesus deu as características deles dizendo: João 10:12 – “Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata e dispersa as ovelhas. 13 – Ora, o mercenário foge, porque é mercenário, e não tem cuidado das ovelhas.” Ezequiel 34:1 – “ VEIO a mim a palavra do SENHOR, dizendo: 2 – Filho do homem; profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize aos pastores: Assim diz o Senhor DEUS: Ai dos pastores de Israel que se apascentam a si mesmos! Não devem os pastores apascentar as ovelhas? 3 – Comeis a gordura, e vos vestis da lã; matais o cevado; mas não apascentais as ovelhas. 4 – As fracas não fortalecestes, e a doente não curastes, e a quebrada não ligastes, e a desgarrada não tornastes a trazer, e a perdida não buscastes; mas dominais sobre elas com rigor e dureza. 5 – Assim se espalharam, por não haver pastor, e tornaram-se pasto para todas as feras do campo, porquanto se espalharam. 6 – As minhas ovelhas andaram desgarradas por todos os montes, e por todo o alto outeiro; sim, as minhas ovelhas andaram espalhadas por toda a face da terra, sem haver quem perguntasse por elas, nem quem as buscasse. 7 – Portanto, ó pastores, ouvi a palavra do SENHOR: 8 – Vivo eu, diz o Senhor DEUS, que, porquanto as minhas ovelhas foram entregues à rapina, e as minhas ovelhas vieram a servir de pasto a todas as feras do campo, por falta de pastor, e os meus pastores não procuraram as minhas ovelhas; e os pastores apascentaram a si mesmos, e não apascentaram as minhas ovelhas;” Aí estão dois livros da Bíblia que criticam os que se mostram pastores mercenários.

————

PERGUNTA: E como são reconhecidos os pastores que pastoreiam seus rebanhos com zelo e dedicação?

RESPOSTA: – (Jeremias 23:4) “E levantarei sobre elas pastores que as apascentem, e nunca mais temerão, nem se assombrarão, e nem uma delas faltará, diz o SENHOR.”: Uma passagem relevante, que devemos considerar está também no livro de Jeremias 3:15: “E dar-vos-ei pastores segundo o meu coração, os quais vos apascentarão com ciência e com inteligência.” – Será que os anciãos não leem corretamente a Bíblia e ignoram a diferença entre dois tipos de pastores igualando a todos como se fossem mercenários?

————

PERGUNTA: Outro cavalo-de-batalha que a CCB faz é no tocante ao salário dos pastores evangélicos. Afirmam que todos são mercenários porque recebem salário. O que diz a Bíblia sobre o salário pastoral? É bíblico ou não?

RESPOSTA: Sim. É bíblico e vamos as provas: 1 -“NÃO sou eu apóstolo? Não sou livre? Não vi eu a Jesus Cristo SENHOR nosso? Não sois vós a minha obra no Senhor? 2 – Se eu não sou apóstolo para os outros, ao menos o sou para vós; porque vós sois o selo do meu apostolado no Senhor. 3 – Esta é minha defesa para com os que me condenam. 4 – Não temos nós direito de comer e beber? 5 – Não temos nós direito de levar conosco uma esposa crente, como também os demais apóstolos, e os irmãos do Senhor, e Cefas? 6 – Ou só eu e Barnabé não temos direito de deixar de trabalhar? 7 – Quem jamais milita à sua própria custa? Quem planta a vinha e não come do se fruto? Ou quem apascenta o gado e não se alimenta do leite do gado? 8 – Digo eu isto segundo os homens? Ou não diz a lei também o mesmo? 9 – Porque na lei de Moisés está escrito: Não atarás a boca ao boi que trilha o grão. Porventura tem Deus cuidado dos bois? 10 – Ou não o diz certamente por nós? Certamente que por nós está escrito; porque o que lavra deve lavrar com esperança e o que debulha deve debulhar com esperança de ser participante. 11 – Se nós vos semeamos as coisas espirituais, será muito que de vós recolhamos as carnais? 12 – Se outros participam deste poder sobre vós, por que não, e mais justamente, nós? Mas nós não usamos deste direito; antes suportamos tudo, para não pormos impedimento algum ao evangelho de Cristo. 13 – Não sabeis vós que os que administram o que é sagrado comem do que é do templo? E que os que de contínuo estão junto ao altar, participam do altar? 14 – Assim ordenou também o Senhor aos que anunciam o evangelho, que vivam do evangelho.” O versículo 14 é apenas conclusivo: se um pastor dá o seu tempo para o trabalho de Deus não tem ele direito de receber da igreja o necessário para sua vida material? Não é isso o que Paulo está expondo?

————

PERGUNTA: Mas, taxativamente, há algum texto de Paulo em que ele declara receber salário?

RESPOSTA: Esse povo da CCB inclusive os anciãos que pouco ou quase nada leem a Bíblia será que não encontraram nada na Bíblia que declarasse que Paulo recebia salário? É de estranhar. Vou citar o texto: II Corintios 11:8 “Outras igrejas despojei eu para vos servir, recebendo delas salário; e quando estava presente convosco, e tinha necessidade, a ninguém fui pesado.” Aí está, Paulo abertamente declara que foi obrigado a receber salário de outras igrejas porque a igreja de Corinto não o mantinha financeiramente. É verdade que Paulo em algumas ocasiões foi obrigado a trabalhar com as mãos para evitar comentários desairosos como a CCB levanta dos pastores evangélicos quando as igrejas que ele visitava não o ajudavam financeiramente. Mas isso, era exceção e não regra.

————

PERGUNTA: E Jesus recebia salário para suas viagens ao lado de seus discípulos para custear as despesas de alimentação e outras despesas?

RESPOSTA: Sim. Lucas 10.3 – “Ide; eis que vos mando como cordeiros ao meio de lobos. 4 – Não leveis bolsa, nem alforje, nem alparcas; e a ninguém saudeis pelo caminho. 5 – E, em qualquer casa onde entrardes, dizei primeiro: Paz seja nesta casa. 6 – E, se ali houver algum filho de paz repousará sobre ele a vossa paz; e, se não, voltará para vós. 7 – E ficai na mesma casa, comendo e bebendo do que eles tiverem, pois digno é o obreiro de seu salário.”



Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário