Esqueceu a senha?

Cientologia: Tom Cruise grampeou Nicole Kidman

por Artigo compilado - qua jan 28, 12:02 am

Filme, exibido neste domingo no Festival de Sundance, expõe podres da religião que atrai estrelas de Hollywood

Pré-estreia com tapete vermelho do filme “Oblivion” com Tom Cruise no Cine Odeon BR, no Rio de Janeiro

Pré-estreia com tapete vermelho do filme “Oblivion” com Tom Cruise no Cine Odeon BR, no Rio de Janeiro(AgNews/VEJA)

O documentário Going Clear: Scientology and the Prison of Belief (Esclarecendo: A Cientologia e a Prisão da Fé, em tradução direta), de Alex Gibney, vencedor do Oscar por Um Táxi para a Escuridão (2007), estreou no Festival de Sundance no último domingo, em uma sala lotada. E não demorou para que as interjeições de espanto que pontuaram a sessão fossem ouvidas também do lado de fora do cinema. O filme, baseado no livro homônimo do jornalista Lawrence Wright, reúne entrevistas com ex-membros da religião, alguns ex-ocupantes de altos postos, que afirmam que a Cientologia manipula, intimida e chega a torturar seus integrantes.

O filme também revela podres de membros famosos da seita, como a história de que Tom Cruise grampeou Nicole Kidman, com quem foi casado antes de se juntar a Katie Holmes, que o deixou com medo do que a Cientologia pudesse fazer à cabeça do filho do casal, ainda uma criança.

A Cientologia é um conjunto de crenças e práticas criada pelo americano L. Ron Hubbard, em 1954, que foi militar e autor de livros de ficção científica. Entre os principais objetivos da entidade, estão criar um mundo sem guerras e sem insanidade. O filme traça a história da religião e do seu fundador, além do seu sucessor, David Miscavige.

A produção não foi bem aceita pela religião, que espalhou anúncios nos jornais The New York Times e The Los Angeles Times e promoveu uma série de tuítes, dizendo que o longa se baseia em pronunciamentos de fontes que não merecem confiança e que o documentário seria feito de mentiras.

Não são poucas as controvérsias e ideias excêntricas atreladas à Cientologia. O site da revistaThe Hollywood Reporter listou cinco tópicos que repercutiram com a exibição do documentário em Sundance. Confira:

Tom Cruise grampeou Nicole Kidman

De acordo com o filme, os membros da cientologia não aprovavam o casamento do ator, o membro mais popular da religião, com a australiana. Isso porque o pai de Nicole era psicólogo, o que faz dele um inimigo na visão da Igreja. Durante o casamento, Cruise se distanciou da Cientologia, e a seita não mediu esforços para atraí-lo de volta e acabar com o seu casamento. Supostamente a pedido do ator, a Igreja contratou um detetive particular para vigiar os telefones de Nicole Kidman. A entidade também trabalhou para criar uma intriga entre as crianças do casal e a mãe, considerada por eles uma “pessoa supressiva”. Segundo o conceito da religião, as pessoas supressivas impedem o desenvolvimento e avanço do grupo e tendem a ter uma personalidade desastrosa.

————————————— 
Extraído do site http://veja.abril.com.br/ em 27/01/2015

Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

5 Comentários

Comentários 1 - 5 de 5Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Tom Crusie é um maior otário … ele deixa a seita dele controlar a sua vida e sacanear milhões com doações absurdas. Sem falar das traições do mulheril dele.

  2. ATENÇÃO CACP, NÃO ESCREVI COMENTÁRIO ACIMA …ACUSO O INTERNAUTA llSON DE FAZER ISSO, 
    MÁXIMUS NÃO PRECISA MODERAR NADA, FALOU BEM …TOM CRUSIE É UM OTÁRIO, COMO O INTERNAUTA llSON. (BOIOLA).

  3. jcp admita que seu coração bate mais forte quando vê que o Ilson está te provocando. É um sentimento bonito o amor nascente.

    1. é mentira isso, não escrevi, é o demônio do inferno chamado llson….o gay !

  4. eu também gostaria de ser grampeado pelo Tom Cruise …. tenho inveja da nicole kidman.

Comentários 1 - 5 de 5Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement