Esqueceu a senha?

Como Romanos 11 Refuta o Calvinismo

por Artigo compilado - qui ago 27, 3:08 pm

paulo-pregando

De acordo com o Calvinismo, Rm 11.5-7 ensina a dupla predestinação. Por um lado, há um “remanescente” que é eleito e foi “escolhido” para salvação desde a fundação do mundo. Por outro lado, há “os outros” que são os não eleitos, ou reprovados, que foram criados e predestinados irreversivelmente para o inferno. Ele não os ama (ao invés, ele os “odeia”) e Jesus não morreu por eles. A estes Deus justamente “endurece,” como Faraó, para afastá-los da salvação, visto que Deus não quer que eles sejam salvos, senão que eles vão para o inferno.

De acordo com Paulo, entretanto, “os outros” que não foram eleitos ou “escolhidos” podem ser salvos. De fato, muitos deles serão salvos.Salvá-los é, visto de um certo ângulo, o próprio objetivo da missão aos gentios! Se Paulo está correto, então o Calvinismo é, numa palavra, refutado. Claramente, se “os outros” podem ser salvos, então eles não são os reprovados da teologia da dupla predestinação calvinista. O fato que alguns são “escolhidos” não exige que os outros sejam irreversivelmente reprovados ou “rejeitados.” Visto que o “remanescente” escolhido na verdade procede do grupo dos “outros,” não é deste modo suficiente dizer, como todo calvinista poderia dizer, que a existência de um remanescente prova que Deus não rejeitou Israel. São especificamente “os outros,” descritos em detalhes no parágrafo imediatamente precedente (Rm 10.16-21), que Deus não rejeitou. Mas como ter certeza disso? É simples. Sigam os pronomes em Romanos 11 para ver o que o próprio Paulo na verdade diz sobre “os outros.” Deus os ama. Ele lhes mostra misericórdia. Ele deseja que eles sejam salvos. Alguns deles podem e serão salvos.

1Digo, pois: Porventura rejeitou Deus o seu povo? De modo nenhum; porque também eu sou israelita, da descendência de Abraão, da tribo de Benjamim. 2Deus não rejeitou o seu povo, que antes conheceu. Ou não sabeis o que a Escritura diz de Elias, como fala a Deus contra Israel, dizendo: 3Senhor, mataram os teus profetas, e derribaram os teus altares; e só eu fiquei, e buscam a minha alma? 4Mas que lhe diz a resposta divina? Reservei para mim sete mil homens, que não dobraram os joelhos a Baal. 5Assim, pois, também agora neste tempo ficou um remanescente, segundo a eleição da graça. 6Mas se é por graça, já não é pelas obras; de outra maneira, a graça já não é graça. Se, porém, é pelas obras, já não é mais graça; de outra maneira a obra já não é obra. 7Pois quê? O que Israel buscava não o alcançou; mas os eleitos o alcançaram, e os outros foram endurecidos. 8Como está escrito: Deus lhes deu espírito de profundo sono, olhos para não verem, e ouvidos para não ouvirem, até ao dia de hoje. 9E Davi diz: Torne-se-lhes a sua mesa em laço, e em armadilha, e em tropeço, por sua retribuição; 10escureçam-se-lhes os olhos para não verem, e encurvem-se-lhes continuamente as costas. 11Digo, pois: Porventura tropeçaram, para que caíssem? De modo nenhum, mas pela sua queda veio a salvação aos gentios, para os incitar à emulação. 12E se a sua queda é a riqueza do mundo, e a sua diminuição a riqueza dos gentios, quanto mais a sua plenitude! 13Porque convosco falo, gentios, que, enquanto for apóstolo dos gentios, exalto o meu ministério; 14para ver se de alguma maneira posso incitar à emulação os da minha carne e salvar alguns deles. 15Porque, se a sua rejeição é a reconciliação do mundo, qual será a sua admissão, senão a vida dentre os mortos? 16E, se as primícias são santas, também a massa o é; se a raiz é santa, também os ramos o são. 17E se alguns dos ramos foram quebrados, e tu, sendo zambujeiro, foste enxertado em lugar deles, e feito participante da raiz e da seiva da oliveira, 18não te glories contra os ramos; e, se contra eles te gloriares, não és tu que sustentas a raiz, mas a raiz a ti. 19Dirás, pois: Os ramos foram quebrados, para que eu fosse enxertado. 20Está bem; pela sua incredulidade foram quebrados, e tu estás em pé pela fé. Então não te ensoberbeças, mas teme. 21Porque, se Deus não poupou os ramos naturais, teme que não te poupe a ti também. 22Considera, pois, a bondade e a severidade de Deus: para com os que caíram, severidade; mas para contigo, benignidade, se permaneceres na sua benignidade; de outra maneira também tu serás cortado. 23E também eles, se não permanecerem na incredulidade, serão enxertados; porque poderoso é Deus para os tornar a enxertar. 24Porque, se tu foste cortado do natural zambujeiro e, contra a natureza, enxertado na boa oliveira, quanto mais esses, que são naturais, serão enxertados na sua própria oliveira! […] 28Assim que, quanto ao evangelho, são inimigos por causa de vós; mas, quanto à eleição, amados por causa dos pais. 29Porque os dons e a vocação de Deus são sem arrependimento. 30Porque assim como vós também antigamente fostes desobedientes a Deus, mas agora alcançastes misericórdia pela desobediência deles, 31assim também estes agora foram desobedientes, para também alcançarem misericórdia pela misericórdia a vós demonstrada. 32Porque Deus encerrou a todos debaixo da desobediência, para com todos usar de misericórdia.

Verdadeiramente, esta passagem deve surpreender aqueles que não consideram seriamente o amor ágape propiciatório e salvífico de Deus pelo mundo todo (Jo 3.16; cf. 1Jo 2.2). Em resumo, se Rm 11.5-7 não está descrevendo os reprovados da dupla predestinação calvinista, então é seguro dizer que não há tais pessoas. O que Calvino quis dizer com termos como “eleitos”, “escolhidos” e “endurecidos” não têm nada a ver com o que Paulo quis dizer com estes termos. O sistema calvinista é estranho para Paulo e torce os termos de Paulo para significar coisas que eles nunca significaram. O mesmo vale para expressões como “vasos de ira,” que para Calvino significavam os reprovados e predestinados irreversivelmente ao inferno; ao passo que para Paulo eles simplesmente significavam pessoas presentemente sob a ira de Deus, mas capazes de sair debaixo dela pela fé no Evangelho (cf. Rm 2.4-5). De fato, para Paulo todos os crentes foram uma vez “vasos da ira” (Rm 1.18-3.20; cf. Ef 2.3)! Em outras palavras, se os assim chamados “reprovados” podem ser e estão sendo salvos e enxertados na Oliveira Verdadeira, então não há tal coisa como os “reprovados” como o Calvinismo entende o termo. Que Deus possa nos poupar de interpretações dogmáticas que distorcem o Evangelho e diminuem a bondade, o amor e a misericórdia de Deus a todo o cosmo e cada uma das pessoas nele!

“Posso provar que a dupla predestinação calvinista é bíblica. Deixe-me começar redefinindo alguns dos termos de Paulo em Romanos….”

Fonte: http://evangelicalarminians.org/gunther-juncker-how-romans-11-refutes-calvinism/

Tradução: Paulo Cesar Antunes do site http://www.arminianismo.com/ em 27/08/2015


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

12 Comentários

Comentários 1 - 12 de 12Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Atenção internauta Fernanda, vide e leia este artigo e comente aqui.

    1. ja nidolatrou malafia hoje?

  2. Ainda hoje, depois de muito ler e meditar, não conseguiram me convencer de que o calvinismo é o correto ou o arminianismo é que está com a razão. Ambos tem muitas contradições, prós e contras.

    1. belo escapismo esse seu … ou você é muito ingênuo ou se faz de desentendido. alias esse é o comportamento que mais vejo ultimamente. 

    2. sr jcp
      pare de 
       defender malafaia

    3. Verdade, esses Calvinistas se acham o dono da verdade, Deus da graça aos humildes, a verdade não esta nem Calvino nem Amirnio e sim na Bíblia. 

  3. renato dias sex ago 28 at 7:42 pm sr jcp pare de  defender malafaia

    meu filho renato r. soares, você é a vergonha das minhas entranhas … fica perseguindo homens maravilhosos, você tem pura inveja, eu deserdo você do terço mistérios gozozos.

    1. dias / soares, você então fica só com a ORAÇÕES JACULATÓRIAS da nossa senhora.

      http://precantur.blogspot.com.br/2013/03/oracoes-jaculatorias.html

    2. icabode
      deixe de defecar pela boca

    3. sra aparecida
      ]obrigado pçor se preocupar comigo

    4. sra aparecida
      protestante mente

Comentários 1 - 12 de 12Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement