Esqueceu a senha?

Contradição da co-fundadora da IASD

por Itard Víctor Camboim de Lima - ter jan 20, 10:02 am

livro-o-grande-conflito-ellen-g-white_MLB-F-234408458_2478

Os adventistas afirmam categoricamente que, Ellen Gould White foi uma mensageira de Deus e que escreveu todos os seus livros através de revelações dadas pelo Espírito Santo. Vejamos algumas declarações dos membros da Igreja Adventista do Sétimo Dia:

  • Os testemunhos orais ou escritos da Sra. White preenchem plenamente este requisito, no fundo e na forma. Tudo quanto disse e escreve foi puro, elevado, cientificamente correto e profeticamente exato.[..] A Sra. White é uma mulher de mentalidade singularmente bem equilibrada. Predominam em seus traços a benevolência, a espiritualidade, a conscienciosidade e o idealismo.(Subtilezas do Erro, p. 35-37).1
  •  A 55ª Assembleia da Associação Geral realizada em Indianápolis, Indiana, em julho de 1990, não constituiu exceção. Afirmou-se: Somos gratos a Deus por nos conceder não somente as Santas Escrituras, mas também a manifestação do dom de profecia para os últimos dias na vida e obra de Ellen G. White.(A Conspiração Adventista, p.28). 2
  • CREMOS QUE:… Ellen White foi inspirada pelo Espírito Santo, e seus escritos, o produto dessa inspiração, têm aplicação para os Adventistas do Sétimo Dia … NEGAMOS QUE: A qualidade ou grau de inspiração dos escritos de Ellen White sejam diferentes dos encontrados nas Escrituras Sagradas. (Revista Adventista, fev. 1984, pág. 37).3
  •      Deste modo, não devemos mais consultar a Bíblia quando quisermos ouvir a voz de Deus, mas devemos procurar entender Deus falar pelos escritos dela. Preferia que a chamassem de ‘A mensageira do Senhor. (Review and Herald, 26 de julho de 1906).3

Outra contradição de Ellen G. White pode ser encontrada ao lermos dois dos seus livros cujo títulos são: “História da Redenção e O Grande Conflito”. Percebam que no livro “História da Redenção” ela diz que Satanás foi rejeitado por Jesus Cristo ao ter seu pedido de perdão negado mesmo Jesus estando chorando, pois o regresso do diabo aos céus causaria uma contaminação celestial, ou seja, ele de forma alguma poderia ser perdoado. Entretanto, no livro “O Grande Conflito”, Ellen G. White diz que Deus ofereceu a Satanás várias oportunidades de se arrepender, mas o mesmo não quis, ou seja, o diabo não havia desejado regressar à sua antiga morada. Vamos aos textos:

  • Satanás treme ao contemplar sua obra. Ele está sozinho, meditando sobre o passado, o presente e o futuro de seus planos. Sua poderosa estrutura vacila como numa tempestade. Um anjo do Céu está passando. Ele o chama e suplica uma entrevista com Cristo. Isto lhe é concedido. Então, relata ao Filho de Deus que está arrependido de sua rebelião e deseja voltar ao favor divino. Está disposto a tomar o lugar que previamente Deus lhe designara e sujeitar-se a Seu sábio comando. Cristo chorou ante o infortúnio de Satanás mas disse-lhe, como pensamento de Deus, que ele jamais poderia ser recebido no Céu. O Céu não devia ser colocado em perigo. Se fosse recebido de volta, todo o Céu seria manchado pelo pecado e rebelião originados com ele. […] A lei de Deus podia condenar mas não podia perdoar.  (História da Redenção, p. 26, grifo nosso).4
  • Deus, em Sua grande misericórdia, suportou longamente a Satanás. Este não foi imediatamente degradado de sua posição elevada, quando a princípio condescendeu com o espírito de descontentamento, nem mesmo quando começou a apresentar  suas falsas pretensões diante dos anjos fiéis. Muito tempo foi ele conservado no Céu. Reiteradas vezes lhe foi oferecido o perdão, sob a condição de que se arrependesse e submetesse. (O Grande Conflito, p. 495-496, grifo nosso).4

Perceberam a intensidade da contradição da profetisa adventista?

Fonte:   

1 CHRISTIANINI, Arnaldo B. Subtilezas do Erro. 2ª edição Revista e Ampliada 1981. CPB

2 SENA, Luciano. A Conspiração Adventista. 2014.

3 http://www.cacp.org.br/qual-e-a-fonte-religiosa-dos-adventistas/

4http://www.ellenwhitebooks.com/


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement