Esqueceu a senha?

Corpo humano assombrosamente formado

por Enviado por email - ter nov 03, 10:19 am

“Graças te dou, visto que por modo assombrosamente maravilhoso me formaste; as tuas obras são admiráveis, e a minha alma o sabe muito bem” (Salmo 139.14).

O que significa que somos feitos de modo assombrosamente maravilhoso?

O contexto do Salmos 139.14 é a natureza incrível dos nossos corpos físicos. O corpo humano é o organismo mais complexo e especial do mundo, e essa complexidade e exclusividade falam muito sobre a mente do seu Criador. Todo aspecto do corpo, até mesmo a menor célula microscópica, revela que o corpo é feito de uma forma assombrosamente maravilhosa.

O cérebro humano também é um órgão incrível, feito de modo assombrosamente maravilhoso. Tem a habilidade de aprender, raciocinar e controlar muitas funções automáticas do corpo, tais como a frequência cardíaca, a pressão sanguínea, a respiração, o equilíbrio para que possamos andar, correr, ficar em pé, sentar – tudo isso enquanto nos concentramos em outra coisa. Computadores podem ultrapassar o cérebro humano no seu poder de calcular, mas são primitivos em relação à execução de tarefas com mais raciocínio. O cérebro também tem a capacidade incrível de se adaptar. Quando várias pessoas colocaram óculos, que fazem o mundo parecer de cabeça para baixo, seus cérebros rapidamente reinterpretaram a informação que estavam recebendo e passaram a ver o mundo sem estar de cabeça para baixo. Quando outros tiveram seus olhos vendados por longos períodos de tempo, o “centro da visão” do cérebro logo começou a ser usado para outras funções. Quando pessoas se mudam para uma casa perto dos trilhos de trem, logo o barulho dos trens é filtrado por seus cérebros, ao ponto que nem percebem mais esse grande barulho que os trens estão fazendo.

Quando se fala de miniaturização, o corpo humano também é feito de modo assombroso e maravilhoso. Por exemplo, a informação necessária para a réplica de um corpo humano inteiro, incluindo todos os detalhes, é armazenado nos espirais de dupla hélice do DNA, os quais são encontrados no núcleo de cada uma das bilhões de células no corpo humano. É incrível, que o sistema de informação e controle representado pelo nosso sistema nervoso é tão compacto, em comparação às invenções volumosas do homem, cheias de fios e cabos óticos. Cada célula, uma vez chamada de célula “simples”, por menores que sejam, são pequenas fábricas ainda não completamente compreendidas pelo homem. À medida que microscópios se tornam mais e mais poderosos, com a capacidade de magnificar campos cada vez menores, as imagens infinitas da célula humana começam a entrar em foco.

Considere a célula humana que acabou de ser fertilizada em uma nova vida. Daquela única célula, ainda no ventre de sua mãe, vão desenvolver todos os tipos de tecidos, órgãos e sistemas, fazendo com que todos trabalhem juntos ao mesmo tempo – incrível! Um exemplo disso é o buraco no septo entre os dois ventrículos do coração de um bebê recém nascido, o qual fecha no momento certo para permitir a oxigenação do sangue aos pulmões (não usados no ventre da mãe).

Além disso, o sistema imunológico do corpo humano é capaz de atacar muitos inimigos e se restaurar do menor conserto (como consertar partes ruins do DNA) aos maiores consertos (consertando ossos e se recuperando de grandes acidentes). Sim, há doenças que eventualmente vão combater e vencer o corpo humano à medida que ficamos mais velhos; isso tudo por causa da queda do homem ao pecado e da maldição que dele resulta, mas não temos a menor ideia de quantas vezes nosso sistema imunológico nos salvou da morte, a qual certamente teria ocorrido se não tivéssemos tal sistema.

As funções do corpo humano também são incríveis. O contraste de poder lidar com objetos grandes e pesados, e ainda poder manipular cuidadosamente um objeto delicado sem quebrá-lo, também é impressionante. Podemos usar um arco para atirar uma flecha e repetidamente atingir um alvo distante, digitar rapidamente no teclado do computador sem nem pensar nas teclas; também podemos engatinhar, andar, correr, rodopiar, escalar, nadar, dar cambalhotas, e executar tarefas mais “simples”, tais como: trocar uma lâmpada, escovar os dentes, amarrar os sapatos, sem nem ter que pensar no que estamos fazendo. Essas são realmente coisas “simples”, mas o homem ainda está para inventar e programar um robô que é capaz de executar uma variedade tão incrível de tarefas e movimentos.

A função do sistema digestivo, o fígado e outros órgãos principais, a longevidade do coração, a formação e função dos nervos e dos vasos sanguíneos, a função do sistema linfático, a purificação do sangue através dos rins, a habilidade do sistema reprodutor de criar células que podem se juntar com uma outra célula do sexo oposto, e produzir uma nova célula com o dobro de cromossomos, a complexidade do ouvido interno e ouvido médio, os sentidos do paladar e do olfato, e tantas outras coisas que mal podemos entender – cada uma delas é uma maravilhosa e vai muito além da capacidade humana de completamente duplicá-las.

Somos realmente feitos de modo assombrosamente maravilhoso. Quão agradecidos somos por conhecer, através de Seu Filho Jesus Cristo, esse Deus maravilhoso que nos fez e quão maravilhados ficamos não só por Seu conhecimento, mas por Seu grande amor por nós.

“E quão preciosos me são, ó Deus, os teus pensamentos! Quão grandes são as somas deles! Se as contasse, seriam em maior número do que a areia; quando acordo ainda estou contigo. Sonda-me, ó Deus, e conhece o meu coração; prova-me, e conhece os meus pensamentos. Vê se há em mim algum caminho mau, e guia-me pelo caminho eterno” (Salmos 139.17-18,23-24).


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário