Esqueceu a senha?

CPI do Céu

por Mary Schultz - sáb set 15, 10:57 pm

Temos, aqui no Brasil, o que se pode chamar de terrorismo político. Nosso congresso é um antro de corrupção, com o roubo campeando em todos os setores das organizações governamentais. O terrorismo é exercido contra os pobres do Norte e Nordeste, com o roubo das cestas básicas e do auxílio que o governo decretou para essa gente sem condição de ganhar pelo menos um salário mínimo. A merenda escolar é roubada escandalosamente, enquanto os políticos ladrões locupletam de dólares as suas contas no exterior. E agora com a CPI dos Correios a coqueluche do momento é um tal de mensalão envolvendo os testas de ferro do governo federal em uma trama de corrupção. Por enquanto, ainda se pode confiar numa meia dúzia de políticos honestos… na Polícia Federal… mas até quando? Se a impunidade continuar à solta no país, ainda teremos muitos deles envolvidos em escândalos. A proporção de políticos e policiais honestos é cada vez menor e os escândalos se sucedem em escala piramidal, envolvendo os líderes mais famosos do governo, seus aliados e também os oponentes. A coisa está ficando cada dia mais feia e os brasileiros já não conseguem dormir sossegados, esperando mais e mais notícias diárias de roubos e escândalos. Este é o país das CPIs, as quais, segundo o ditado popular, sempre acabam em “pizza”… e chope!

Muitas novas leis e impostos desnecessários são baixados, a maioria destes jamais cumprida, pois os legisladores são os maiores culpados, criando essas leis apenas com fito de aparecer e de engordar os seus bolsos. Um exemplo disso é a lei aprovada pelo parlamento brasileiro de não mais acoplar as pensões do INSS ao salário mínimo. Quem ganhava 10 salários há 4 anos hoje ganha apenas 7 e logo chegará o dia em que esses 10 salários terão sido reduzidos ao salário mínimo, pois os “mãos larga” do INSS precisam faturar muito e os aposentados que se danem.

O brasileiro é o povo que mais paga impostos ao governo, sem, contudo, ver retorno algum. O sistema de saúde é uma vergonha, os planos de saúde (que todo brasileiro de classe média é obrigado a fazer, para não morrer abandonado sobre um colchonete imundo, nos corredores dos hospitais) são uma verdadeira máfia e a corrupção vai capeando e abocanhando os benefícios que o governo se propõe a fazer pelo povo, os quais acabam se transformando em riqueza nas mãos dos políticos bandidos. Na Europa os descontos em folha são altos, mas o retorno é perfeito. Quando alguém adoece, vai para um hospital cinco estrelas (onde existem até salões de beleza), e recebe um excelente tratamento médico, roupa de cama esterilizada e uma alimentação de primeira classe.

Qualquer presidente honesto neste país vai estar sempre tão rodeado de desonestos que acabará fazendo um mau governo por causa da ganância desses políticos desumanos. O brasileiro é obrigado a votar, mas… votar em quem? Em cada 100 candidatos 90% parecem ser corruptos! Portanto, o único jeito seria votar sempre em branco, a fim de dar um basta nessa roubalheira.

Esperamos sinceramente em nome da honesidade que desta vez os culpados sejam punidos severamente e que as investigações não acabem mais em pizzas como antes…

Abaixo a letra da música “CPI do Céu”, composta pelo cantor evangélico André de Oliveira* que reflete sobre o clima político do momento à luz da Bíblia.


CPI DO CÉU

A todo desonesto presente no parlamento,
à máfia do orçamento eu digo: não!
Quem não tem coração e rouba o sustento do povo;
o arroz, o leite, o ovo, a farinha e o feijão.

E quantas crianças dormindo ao relento?
Quantos sem atendimento à porta de um hospital?
Enquanto isso o político espreguiça,
põe dinheiro na Suiça, no paraíso fiscal.

Quanto mais mexe, mais sujeira vem à tona
Enquanto a bomba não detona a gente assiste na TV
Miséria plena em todo o sertão agreste.
Norte, sul, leste e oeste o abuso do poder.

E atribuem a Deus a sorte sem medida
como se o autor da vida aprovasse a corrupção.
Fizesse vista grossa àquele que pratica
que ora encurta e ora estica o orçamento da nação.

Mas eles esquecem que vão prestar contas.
A Deus ninguém afronta e ninguém fica pra semente.
Um dia frente a frente, na CPI do céu,
o Juiz e o réu, quem há que se sustente?
E não tem artimanha de nenhum advogado.
Só quem morreu na cruz absolve o delinqüente.

*Letra e música de André de Oliveira, do CD “O Cantador”.
André de Oliveira é pastor e músico e já compôs mais de 100 músicas evangélicas. Já lançou vários CDs abordando temas apologéticos. O único no gênero no Brasil.
Para maiores informações e contatos – André de Oliveira – telefone (31) 3437-8046 res: 3375-1921 (Studio).


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement