- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

O que é Criacionismo Bíblico?

Criacionismo: Teoria que explica a origem dos seres vivos por criação. Ela é contrária a chamada evolução espontânea (evolucionismo).

Criação: é o nome que se dá à formação do universo e dos seres vivos. A necessidade de buscar explicações para sua própria origem levou ao surgimento de teorias que deram origem a algumas religiões.

Os Conceitos

O criacionismo, como idéia geral, se caracteriza pela oposição, em diferentes graus, às teorias darwinistas sobre fenômenos relacionados à origem do universo, da vida e da evolução das espécies.

No entanto, deve ser feita a distinção entre ser adjetivado como “criacionista” e “acreditar em criação divina” simplesmente: existem até mesmo aqueles que aceitam as teorias evolucionistas ao mesmo tempo em que acreditam que estas descrevam o método com que seu Deus tenha criado todas as coisas, estes não são chamados de “criacionistas”, mas de “evolucionistas teístas”.

Há, dentre os criacionistas cristãos, os que apóiam radicalmente a idéia da criação em sete dias literais. Outros aceitam a idade da Terra, ou até mesmo do universo defendida pela ciência evolucionista, mas mantendo ainda posições conflitantes com a teoria darwinista. São apelidados “criacionistas da Terra Antiga”. Já o “evolucionismo criacionista”, já citado, defende a idéia que a Bíblia da margem a Origem da Vida e criação, dizendo que Deus deu origem à vida através da evolução – o que é um tanto discrepante com a visão Teocêntrica.

Os criacionistas trabalham basicamente em argumentos para tentar refutar evidências evolucionistas acreditam ter. Entre os diversos grupos criacionistas há:

Neocriacionismo – Também chamado de Design inteligente, corrente surgida por volta de 1920 nos EUA, defende a idéia de que houve influência de uma entidade inteligente na criação dos seres vivos. Grupos religiosos desta corrente têm lutado para incluir este ensino nas escolas em pé de igualdade com o ensino da evolução. Os evolucionistas a consideram apenas o criacionismo clássico travestido de pseudociência para poder ser ensinado nas escolas, assim foi considerado em decisão judicial pelo juiz John Jones, que proibiu seu ensino em escolas públicas.

Criacionismo Clássico – Quanto à difusão do criacionismo clássico, segundo uma pesquisa do Instituto Gallup veiculada pela Folha SP, 90% dos norte-americanos acreditam em um Deus criador, sendo que 45% acham que a criação ocorreu exatamente como o livro do Gênesis descreve. A pesquisa mostra que entre os membros da Academia Nacional de Ciências americana, 10% expressam crença num deus, o que não significa necessariamente que sejam criacionistas. A maioria é evolucionistas teístas, como Francis Collins, que deixa claro seu repúdio tanto ao criacionismo quanto ao design inteligente em seu livro “The Language of God: A Scientist Presents Evidence for Belief” (publicado em Julho de 2006). Várias religiões possuem diferentes visões do criacionismo, como o cristão, muçulmano, hindu, etc.

Conclusão

A proposta do Criacionismo é oferecer explicações plausíveis sobre como nossa raça surgiu, de onde nosso senso moral se originou, e como podemos viver uma vida de fé no supremo criador dos céus e da Terra.

————————————–

Bibliografia:

Site da Wikipedia (O texto foi adaptado);

http://www.renascebrasil.com.br/f_criador3.htm

http://www.christiananswers.net/portuguese/q-eden/origin-of-life-port.html

J. MacArthur, Criação e Evolução, Ed. Cultura Cristã

[1] [2]Compartilhar [3]