Esqueceu a senha?

Crianças podem mesmo participar da Ceia?

por Artigo compilado - qua set 04, 8:55 am

É bem provável que se você é pai e é crente, já tenha se perguntado ou perguntado a alguém, se as crianças podem participar da Ceia, já que participam regularmente da igreja junto com você. Outra situação que acontece é as próprias crianças solicitarem participar desse momento. A fim de resolver essa dúvida, vamos examinar a questão mais a fundo e biblicamente.

É interessante observar que no Antigo Testamento as crianças participavam da Páscoa judaica. Inclusive, uma das orientações era que os pais explicassem aos seus filhos o porquê de todo aquele ritual: “Quando vossos filhos vos perguntarem: Que rito é este? Respondereis: É o sacrifício da Páscoa ao SENHOR, que passou por cima das casas dos filhos de Israel no Egito, quando feriu os egípcios e livrou as nossas casas. Então, o povo se inclinou e adorou.” (Ex 12.26).

Apesar de a Ceia do Senhor ter sido instituída por Cristo na época da Páscoa judaica, marcando a passagem da Velha Aliança para a Nova Aliança de Seu sangue, temos que avaliar a diferença dos dois rituais para concluir se as crianças podem, à semelhança da Páscoa judaica, participar da Ceia do Senhor.

Uma das exigências para a participação efetiva na Ceia do Senhor está registrada em 1 Coríntios 11.28: “Examine-se, pois, o homem a si mesmo, e, assim, coma do pão, e beba do cálice”. Observe que já nesse ponto as crianças não satisfazem essa exigência, já que não têm condições de fazer um exame racional e espiritual de sua própria vida.

Outra coisa bastante importante é que para participar da Ceia precisamos ter a capacidade de discernimento: “pois quem come e bebe sem discernir o corpo, come e bebe juízo para si.” (1 Coríntios 11.29). A advertência bíblica é séria! A Ceia não é alguma coisa que podemos fazer de qualquer forma, pois pode trazer juízo para nossa vida. Assim, as crianças também não têm condições de discernir corretamente os elementos (pão e vinho) e compreender com exatidão todo o memorial que está sendo realizado e quais as implicações contidas nele. Aqui temos mais um impedimento à participação delas.

É evidente que é possível que uma criança a partir de certa idade (talvez quando já estiver entrando na pré-adolescência) consiga compreender com exatidão todas as implicações envolvidas no sacramento da Ceia. Se essa criança tem essa possibilidade, poderá fazer seu discipulado, ser examinada, fazer sua profissão de fé e participar da Ceia normalmente. Mas, geralmente, com pouca idade ainda não têm condições de participar da Ceia do Senhor.

Os pais devem se esforçar por explicar o que está acontecendo ali e preparar seus filhos para o momento em que possam se preparar e também participar totalmente desse momento único. Outra observação importante é que as crianças, mesmo não participando dos elementos, não devem ser excluídas do momento de comunhão.Pelo contrário, devem ser incentivadas a compreendê-lo cada vez mais, a fim de crescerem espiritualmente e no conhecimento das coisas de Deus. Os pais não devem fugir das perguntas, antes, devem aproveitar esse momento para a instrução de seus filhos, no Senhor.

Extraído do Blog esbocandoideias.com em 04/09/2013


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

9 Comentários

Comentários 1 - 9 de 9Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Crianças podem mesmo participar da Ceia? Essa pergunta deveria ser ampliada para “…podem participar da Ceia e BATISMO ?” a mesma argumentação deste artigo é aplicavél a essa prática. batizar crianças e ainda em “aspersão” como faz a igreja católica e Luteranismo, o Anglicanismo, o Presbiterianismo, o Congregacionalismo e a Igreja Metodista do Brasil.
    No Batismo por aspersão a água é borrifada ou espalhada sobre o batizando.
    O correto mesmo é a tradução da palavra “batismo” a raiz da mesma quer dizer “imersão”.
    E fazer chuviscada batismo aspersória de água e pãozinho da santa ceia não está correto.

  2. Jesus disse: Deixai vir a mim
    as criancinhas, por que dos tais é o reino de Deus Mateus 19:14

  3. Fico pensando. Examine-se pois o homem a si mesmo e coma. Pergunto o batismo muda o sexo ou a idade? Um adolescente ou uma mulher ao serem  batizados tornam-se homem? vejo que quando Paulo fala de homem refere-se ao do sexo masculino e adulto. ver 1 Cor. 14 34 e Ex. 12.1,28. Pv: 22.6

  4. Ótimo artigo, gostei do esclarecimento. Concordo que as crianças podem e devem permanecer no momento da celebração da Ceia, portando, aguardando ter uma idade mais propícia a participar desse memorial.

    1. Eu tbm acho que as crianças não deveriam tomar Santa ceia elas nem sabem oque significa ,poderiam sim depois de fazeram comunhão ou confirmação .Tem crianças de três anos em diante tomando Santa Ceia é um absurdo .

  5. Eu tbm acho que as crianças não deveriam tomar Santa ceia elas nem sabem oque significa ,poderiam sim depois de fazeram comunhão ou confirmação .Tem crianças de três anos em diante tomando Santa Ceia é um absurdo .

  6. 1 – “… as crianças não satisfazem essa exigência, já que não têm condições de fazer um exame racional e espiritual de sua própria vida.” Para quê se elas não tem pecado?.

  7. 2 – “…as crianças também não têm condições de discernir corretamente os elementos (pão e vinho)”. E as crianças Israelitas teria condições de discernir os elementos da Pascoa?

  8. Eu concordo com o texto… mas realmente gostaria que o Pr. pudesse responder meus questionamentos

Comentários 1 - 9 de 9Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement