Esqueceu a senha?

Crítica ao manifesto da MI à favor do governo Lulopetista

por Artigo compilado - qui mar 31, 12:46 pm

Crítica ao manifesto da MI à favor do governo Lulopetista, Pr. Martinez rasga o verbo

O Sr. Ariovaldo Ramos, em evento realizado na Faculdade de Direito do Lago do São Francisco (da USP) leu o manifesto e deu declarações como esta:

“É um privilégio como evangélico e negro ter a possibilidade de lutar contra o golpe. Nós não podemos aceitar a reconstrução de uma senzala que ainda não terminamos de derrubar”.

Observem que Ramos classifica o impeachment – algo constitucional e que o PT endossou contra Collor e solicitou contra FHC – como golpe. Está muito nítido o seu apoio ao atual governo. Governo este que é detentor de uma imoralidade gritante, mas que não é criticado pelo líder do Missão na Íntegra. O seu apoio à agenda petista e seu plano de perpetuação do poder é tanto que ele se coloca dentro do projeto quando em sua frase há um “nós”. Vejamos outra pérola do Sr. Ariovaldo Ramos:

“Somos conservadores com a nossa fé e progressistas na vida social”.

Continuar defendendo tal manifesto em prol do Petismo, continuar defendendo a TMI, é cometer suicídio moral e intelectual, maculando um segmento da igreja brasileira que na posteridade será visto como “a ala evangélica que apoiou o governo mais corrupto da história da nossa recente democracia”. Tudo em nome de que? De fazer perdurar uma ideologia que é antagônica ao cristianismo.

Adaptado do site Bereanos.


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

2 Comentários

Comentários 1 - 2 de 2Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. “..como evangélico e negro ..Nós não podemos aceitar a reconstrução de uma senzala que ainda não terminamos de derrubar”.

    Parece-me quem está sendo segregacionista é este sr. A.Ramos. Não sabe ele que tanto senzala e quilombo não é uma cousa muito benemérita como “evangélico”.

    1. parece-me que o sr Ramos percebeu que boa parte de seus congeneres andou apoiando um velho golpista ladrão e descarado igual a muitos deputados da tal “bancada evangélica”.Ainda bem

Comentários 1 - 2 de 2Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement