- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

Deputado Sóstenes pede posicionamento do Itamaraty

Deputado Sóstenes pede posicionamento do Itamaraty sobre morte de cristãos na Líbia

Imagem: Divulgação/Assessoria

Nesta terça-feira (24), o deputado federal Sóstenes Cavalcante (PSD-RJ), protocolou no Ministério das Relações Exteriores, documento com pedido de esclarecimento acerca das ações que estão sendo tomadas em relação ao assassinato de cristãos pelo grupo autodenominado Estado Islâmico.

De acordo com o parlamentar, o Itamaraty desprezou o real motivo dos assassinatos. “Fiquei surpreso quando li a nota do governo informando que ‘trabalhadores’ egípcios foram assassinados, pois é como se as mortes ocorressem apenas por essas pessoas estarem no lugar errado e hora errada”.

Para o deputado, este caso deveria despertar indignação, porque trata-se de um crime com motivações religiosa, já que os 21 trabalhadores assassinados eram cristãos.

“Não podemos ignorar este fato, que tem deixado o mundo todo em profunda tristeza e despertado a indignação de países e líderes em todo mundo. É inadmissível que um país como o Brasil, que tem cerca de 80% de sua população cristã, faça vista grossa para este ato”.

No documento encaminhado ao Ministro Mauro Luiz Lecker Vieira, o deputado Sóstenes requer informações acerca das medidas que o Itamaraty adotará para evitar futuras mortes de cristãos pelo grupo terrorista Estado Islâmico. Além disso, o parlamentar quer esclarecimentos sobre o motivo da omissão da religião das vítimas, na nota n° 41, publicada pelo ministério, no dia 16 de fevereiro.

Requerimento já surtiu efeito.  Em nota sobre os ataques mais recentes aos vilarejos assirios, divulgada nesta quarta-feira (25) às 18h59, o Ministério das Relações Exteriores parece ter cedido a pressões e mencionado os cristãos, o que revela que a primeira omissão foi leviana.

“O Governo brasileiro condena veementemente o ataque a vilarejos assírios, realizado pelo grupo autodenominado ‘Estado Islâmico’, em Hasakah, no nordeste da Síria. Nesse sentido, condena, nos mais fortes termos, o sequestro de pelo menos 90 moradores cristãos assírios daquela localidade, como nova manifestação de intolerância religiosa. Ao solidarizar-se com os familiares das vítimas, esperando que a incolumidade das vítimas e seu pronto retorno sejam garantidos, o Governo brasileiro reitera seu total repúdio a quaisquer atos terroristas ou de violência, em especial aqueles direcionados a pacíficas populações civis.”, esclarece  nota.

O deputado espera que as ações agora sejam divulgadas de forma que toda população saiba o procedimento que o Governo Brasileiro vem tomando em relação a estes acontecimentos.

Fonte: Assessoria de Imprensa

[1] [2]Compartilhar [3]