Esqueceu a senha?

Dilma colocou-se ao lado dos assassinos islâmicos

por Artigo compilado - qui set 25, 12:35 pm

terrorista miolo-foley-still-Reprodução-KTLA

Ao falar na ONU, Dilma colocou-se ao lado dos assassinos islâmicos

Ao atacar os EUA e aliados, Dilma defendeu indiretamente os assassinos fundamentalistas islâmicos do EI. Sob governos do PT, o Brasil tem se colocado ao lado dos maiores criminosos dos tempos atuais.

O jornalista Caio Blinder, Manhattan Connection , Globo, ficou estupefato com as declarações cínicas e rancorosas da presidente Dilma Roussef contra os ataques aéreos aliados na Síria. As agressões verbais de Dilma beiram a demêndia política pura e simples, já que ela coloca o Brasil ao lado dos assassinos fundamentalistas islâmicos do EI. Acompanhe o que ele escreveu:

Eu li e reli a declaração no site de O Globo. Sigo incrédulo. Será que a presidente Dilma Rousseff realmente disse o que disse? Será que o clima já de outono em Nova York fez mal para sua cabeça?

Na tarde de terça-feira, ela “lamentou profundamente” os ataques aéreos dos EUA e de seus aliados árabes contra terroristas do grupo Estado Islâmico na Síria. Dilma acrescentou que a “melhor forma é o diálogo, o acordo e a intermediação da ONU”.

Tem mais: a presidente disse que estão aí as lições da história e filosofou que “perdas de vidas dos dois lados, agressões sem sustentação aparentemente podem dar ganhos imediatos, mas depois causam prejuízos e turbulências”.

Não gosto de perder tempo com futrica, com a bobagem diária dita por político, mas a presidente do Brasil criou uma equivalência entre os EUA e terroristas decepadores de cabeças (os dois lados nesta crise, na cabeça dela).

Dilma sugeriu um diálogo. A presidente está em Nova York. Por que ela não convida os decepadores de cabeças para um diálogo com os “agressores”, servindo de mediadora?

Extraído do site polibiobraga.blogspot.com.br/ em 25/09/2014


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement