Esqueceu a senha?

Discernindo os falsos mestres

por Artigo compilado - ter jun 21, 10:02 am

biblia-lupa

“Porque se levantarão falsos cristos e falsos profetas e farão sinais e prodígios, para enganarem, se for possível, até os escolhidos” (Marcos 13.22).

Descrição

O crente da atualidade precisa estar informado de que pode haver, nas igrejas, diversos obreiros corrompidos e distanciados da verdade, como os mestres da lei de Deus, nos dias de Jesus (Mateus 24.11,24). Jesus adverte aqui, que nem toda pessoa que professa a Cristo é um crente verdadeiro, e hoje, nem todo escritor evangélico, missionário, pastor, evangelista, professor, diácono e outros obreiros são aquilo que dizem ser.

Esses obreiros “exteriormente parecem justos aos homens” (Mateus 23.28). Aparecem “vestidos como ovelhas” (Mateus 7.15). Podem até ter uma mensagem firmemente baseada na Palavra de Deus e expor altos padrões de retidão. Podem parecer sinceramente empenhados na obra de Deus e no seu reino, demonstrar grande interesse pela salvação dos perdidos e professar amor a todas as pessoas. Parecerão ser grandes ministros de Deus, líderes espirituais de renome, ungidos pelo Espírito Santo. Poderão realizar milagres, ter grande sucesso e multidões de seguidores (Mateus 7.21-23; 24.11,24 e 2Coríntios 11.13-15).

Todavia, esses homens são semelhantes aos falsos profetas dos tempos antigos (Deuteronômio 13.3; 1Reis 18.40; Neemias 6.12; Jeremias 14.14; Oeias 4.15), e aos fariseus do Novo Testamento.

Longe das multidões, na sua vida em particular, os fariseus entregavam-se à “rapina e de iniquidade” (Mateus 23.25), “cheios de ossos de mortos e de toda imundícia” (Mateus 23.27), “cheios de hipocrisia e de iniquidade” (Mateus 23.28). Sua vida na intimidade é marcada por cobiça carnal, imoralidade, adultério, ganância e satisfação dos seus desejos egoístas.

De duas maneiras esses impostores conseguem uma posição de influência na igreja:

(a) Alguns falsos mestres e pregadores iniciam seu ministério com sinceridade, veracidade, pureza e genuína fé em Cristo. Mais tarde, por causa do seu orgulho e desejos imorais, sua dedicação pessoal e amor a Cristo desaparecem lentamente. Em decorrência disso, apartam-se do reino de Deus (1Coríntios 6.9-10; Gálatas 5.19-21; Efésios 5.5-6) e se tornam instrumentos de Satanás, disfarçados em ministros da justiça (2Coríntios 11.15);

(b) Outros falsos mestres e pregadores nunca foram crentes verdadeiros. A serviço de Satanás, eles estão na igreja desde o início de suas atividades (Mateus 13.24-28,36-43).

Satanás tira partido da sua habilidade e influência e promove o seu sucesso. A estratégia do inimigo é colocá-los em posições de influência, para minarem a autêntica obra de Cristo. Se forem descobertos ou desmascarados, Satanás sabe que grandes danos ao evangelho advirão disso e que o nome de Cristo será menosprezado publicamente.

A Prova

Quatorze vezes nos Evangelhos, Jesus advertiu os discípulos a se precaverem dos líderes enganadores (Mateus 7.15; 16.6-11; 24.4-24; Marcos 4.24; 8.15; 12.38-40; Lucas 12.1; 17.23; 20.46; 21.8). Noutros lugares, o crente é exortado a por à prova mestres, pregadores e dirigentes da igreja (1Tessalonicenses 5.21; 1João 4.1).

Seguem-se os passos para testarmos os falsos mestres ou falsos profetas:

  • Discernir o caráter da pesso Ela tem uma vida de oração perseverante e manifesta uma devoção sincera e pura a Deus? Manifesta o fruto do Espínto (Gálatas 5.22-23), ama os pecadores (João 3.16), detesta o mal e ama a justiça (Hebreus 1.9 nota) fala contra o pecado (Mateus 23; Lucas 3.18-20)?
  • Discernir os motivos da pessoa. O líder cristão verdadeiro procurará fazer quatro coisas: (a) honrar a Cristo (2Coríntios 8.23; Filipenses 1.20); (b) conduzir a igreja à unificação (Atos 26.18; 1Coríntios 6.18; 2Coríntios 6.16-18); (c) salvar os perdidos (1Coríntios 9.19-22); e (d) proclamar e defender o evangelho de Cristo e dos seus apóstolos (Filipenses 1.16; Judas 3).
  • Observar os frutos da vida e da mensagem da pessoa. Os frutos dos falsos pregadores comumente consistem em seguidores que não obedecem a toda Palavra de Deus (Mateus 7.16).
  • Discernir até que ponto a pessoa se baseia nas Escrituras. Este é um ponto fundamental. Ela crê e ensina que os escritos originais do Antigo e do Novo Testamento são plenamente inspirados por Deus, e que devemos observar todos os seus ensinos (2João 9.11)? Caso contráno, podemos estar certos de que tal pessoa e sua mensagem não provêm de Deus.
  • Finalmente, verifique a integridade da pessoa quanto ao dinheiro do Senhor. Ela recusa grandes somas para si mesma, administra todos os assuntos financeiros com integridade e responsabilidade, e procura realizar a obra de Deus conforme os padrões do NT para obreiros cristãos (1Timóteo 3.3 e 6.9-10).

Apesar de tudo que o crente fiel venha a fazer para avaliar a vida e o trabalho de tais pessoas, não deixará de haver falsos mestres nas igrejas, os quais, com a ajuda de Satanás, ocultam-se até que Deus os desmascare e revele aquilo que realmente são.


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

1 Comentário

Comentários 1 - 1 de 1Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. A paz do Senhor! Verdadeiramente os falsos mestres estão e agem dentro da igreja, portanto é justo e verdadeiro este artigo, digno de toda aceitação, pois é um ensino fidedigno para toda a igreja! Acordai irmãos! Acordai!

Comentários 1 - 1 de 1Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement