Esqueceu a senha?

É lícito vender e comprar no interior do templo?

por Enviado por email - qua jan 15, 9:12 am

Jesus e os cambistas

E [Jesus] encontrou no templo os que vendiam bois, ovelhas e pombas e também os cambistas assentados; tendo feito um azorrague de cordas, expulsou a todos do templo, bem como as ovelhas e os bois, derramou pelo chão o dinheiro dos cambistas, virou as mesas, e disse aos que vendiam as pombas: Tirai daqui estas coisas; não façais da casa de Meu Pai casa de negócio. Lembraram-se os Seus discípulos de que está escrito: O zelo da Tua casa Me consumirá.” S. João 2.14-17.

A pergunta responde-se a si mesma, uma vez que o próprio Jesus denominou o templo Casa de oração. Na ocasião em que os vendedores de aves e animais para o sacrifício o faziam no interior do Templo, Jesus os reprovou e alicerçou a sua repro­vação virando as mesas dos cambiadores. Embora a venda fosse lícita e a troca de moeda estrangeira pela nacional fosse jus­ta, o local é que não era apropriado. Sabia­mente, nossos templos têm lugares espe­ciais para a venda de livros, discos, objetos úteis aos irmãos e cantina onde os que mo­ram mais longe e permanecem mais tem­po a serviço da Casa de Deus possam fazer lanches, sendo também essa uma forma de contribuir para a obra do Senhor, quando essas vendas não se transformam em usura e proveito próprio de quem as faz.


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement