Esqueceu a senha?

É possível haver um paraíso livre de problemas?

por Pr. Natanael Rinaldi - sáb abr 30, 10:37 am

tj-entregando folheto

Analisando o Folheto

POR QUE A VIDA É TÃO CHEIA DE PROBLEMAS?

É possível haver um paraíso livre de problemas?

Lindo o folheto publicado pela Sociedade Torre de Vigia. Com gravuras multicoloridas, representando uma região de fazenda, com pomares sazonados, riacho, crianças e adultos aparentando grande paz e prosperidade material. Em poucas palavras: o paraíso na terra.

Com esse folheto, distribuído em todo o mundo em várias línguas, esperam as Testemunhas de Jeová (TJs) conduzir muitas pessoas desavisadas para a sua organização religiosa, que declaram ser a organização visível de Deus na terra, ou melhor dizendo, a única religião correta sobre a face da terra.

A MENSAGEM DO FOLHETO

QUANTO PIOR, MELHOR

Quando um partido político perde a eleição e fica no ostracismo, a sua maneira de permanecer na crista da onda é apontar os pontos falhos do partido vencedor, e pintar a situação mais preta do que já é. Esta é a tática religiosa das Testemunhas de Jeová. Não se pode negar que o mundo vai de mau a pior, mas para elas a situação é pintada mais negra: criminalidade, meio ambiente, pobreza, fome, guerras e outros problemas. Tudo num crescendo assustador. O mundo está a beira de um caos total, e só tem uma saída para escapar dessa situação que culminará com o ARMAGEDOM, a guerra final e definitiva que vai extinguir todas as pessoas, só escapando da hecatombe universal as Testemunhas de Jeová, que esperam viver aqui na terra num mundo novo e pacífico. É o paraíso terrestre apresentado através das gravuras que ilustram o folheto.

POR QUE OS PROBLEMAS ESTÃO FICANDO PIORES? É a pergunta do segundo tópico do folheto. E a resposta é apresentada da seguinte forma:

“O Criador dá a resposta. Sua Palavra chama estes tempos problemáticos de “últimos dias”, um período de “tempos críticos, difíceis de manejar”. Últimos dias do quê? Bem, a Bíblia fala do “fim do mundo”.

A expressão “últimos dias” é mencionada por Pedro em Atos 2.17. Pedro interpretou a profecia de Joel acerca dos “últimos dias”, afirmando que esse período de tempo já tinha começado 1900 anos atrás. O que dizem as TJs sobre esse tempo? Nos tempos de Chales Taze Russell – o fundador da seita – o “tempo do fim” ou os “últimos dias” teria começado em 1799. Hoje as TJs afirmam que começou em 1914. Logo, temos a posição bíblica: os “últimos dias” começaram mais de 2000 anos atrás, de acordo com a interpretação de Pedro em Atos 2.17, mas a posição das TJs, contrariando a Bíblia, e sem ter certeza sobre o início desse período de tempo, indicam duas datas diferentes: uma contradizendo a outra. Em quem acreditar? Na Bíblia ou nas TJs, considerando a sua contradição?

AS RELIGIÕES DO MUNDO FRACASSARAM

Incrível a tenacidade das testemunhas de Jeová em atacar as demais religiões, considerando-as como fracassadas nos seus objetivos. Usam daquela tática de guerra: o ataque é melhor do que a defesa. E assim despejam acusações contra tudo e contra todos, justificando sua atitude agressiva, afirmando:

“Quando há guerras, católicos matam católicos, protestantes matam protestantes – aos milhões” – então explicam sua atitude: “Os falsos princípios de todas as religiões são atacados pelas Testemunhas de Jeová, que expõem tais teorias e tradições dos homens como nocivas à verdade da Palavra de Deus, a Bíblia” (Seja Deus Verdadeiro, p. 220).

E dizem mais: “A exposição dos erros religiosos e revelação das verdades bíblicas não perturba a pessoa honesta e desejosa de servir a Deus” (Ibidem).

Um leitor da revista DESPERTAI! escreveu à Sociedade Torre de Vigia protestando contra o ataque à sua religião católica, afirmando: “Ficaram muito contentes, não é? Não puderam resistir a tentação de criticar a Igreja Católica, não é mesmo? Jamais os perdoarei pela forma como destroçaram sem misericórdia o Papa”. Esse protesto saiu na coluna “DE NOSSOS LEITORES” e na resposta a redação da revista declarou:

“Certamente não estamos tentando fazer críticas baixas ao Papa ou à Igreja Católica, nem estamos criticando os católicos. A Igreja Católica ocupa posição muitíssimo significativa no mundo, e afirma ser o caminho da salvação para centenas de milhões de pessoas. Qualquer organização que assuma tal posição deve estar disposta a ser esmiuçada e criticada. Todos que criticam têm a obrigação de ser verdadeiros, e na apresentação dos fatos justos e objetivos na avaliação dos mesmos- RED“. Despertai!, 22 de dezembro de 1984, p. 28.

As TJs reivindicam a condição de única religião verdadeira sobre a face da terra? Sim. Dessa condição não abdicam e reforçam esse entendimento enfaticamente em suas publicações.

TENHA FÉ NUMA ORGANIZAÇÃO VITORIOSA” (A Sentinela, 01/09/1979 – capa).

“Conheceríamos o caminho da verdade se não tivesse havido a ajuda da organização? Podemos realmente passar sem a orientação da organização de Deus? Não não podemos”    Sentinela de 15/07/1983, p. 27.

Até a Bíblia para ser entendida deve ter ajuda da Sociedade Torre de Vigia:

“Assim, a Bíblia é um livro de organização e pertence à congregação cristã como organização, não a indivíduos, não importa quão sinceramente creiam poder interpretar a Bíblia. Por esta razão, a Bíblia não pode ser devidamente entendida sem se ter presente a organização visível de Jeová”   A Sentinela, 01/06/1968, p. 327.

Outras declarações da Sociedade Torre de Vigia:

“SOMENTE UMA RELIGIÃO CORRETA” (A Sentinela, 01/12/1955, p. 200).

“ESCOLHENDO A ÚNICA RELIGIÃO CORRETA” (A Sentinela, 01/12/1955, p. 212).

Então, se as TJs arrogam ser a única religião verdadeira na terra, devem assumir essa condição e estar dispostas a serem esmiuçadas e criticadas, da forma como fazem com a Igreja Católica, não se fazendo de víimas, ou perseguidas, e jogando epítetos desairosos sobre os que revelam seus erros doutrinários e práticas sanguinolentas: “Apóstatasí Apóstatas! Apóstatas!. como são tratados todos que se erguem para revelar esses erros”.

TELHADO DE VIDRO

Costuma-se dizer que quem tem telhado de vidro não atira pedras no telhado do vizinho. É bem prudente esse adágio popular. E as TJs têm telhado de vidro. Afirmam – acusando – que nas guerras “católicos matam católicos, protestantes matam protestantes”. Ora, se matar hipoteticamente irmãos na guerra é algo errado, que dizer de matar irmãos e parentes em tempo de paz?

O “FRUTO EXCELENTE” PRODUZIDO PELA SOCIEDADE TORRE DE VIGIA

O fruto produzido pelas TJs é realmente excelente? Que saibamos, são as religiões falsas que realizam sacrifícios religiosos com oferenda de seres humanos. E as próprias TJs reconhecem tal situação quando afirmam:

“Deus advertiu os israelitas de se manterem afastados da religião falsa das nações em volta deles (Deuteronômio 7.25). Aquelas pessoas sacrificavam os filhos aos seus deuses…”           Poderá Viver Para Sempre no Paraíso na Terra, p. 27, §6.

“PROFETAS DE BAAL E DE ASTORETE ERAM ASSASSINOS OFICIAIS DE CRIANCINHAS”

“SACRIFICAR CRIANÇAS – POR QUE É TÃO DETESTÁVEL?… Sacrificar crianças era uma característica proeminente de adoração dos fenícios…”. Despertai! 22/01/1989, p. 6.

O CORPO GOVERNANTE COM AS VESTES SALPICADAS DE SANGUE

O Corpo Governante das TJs, também conhecido como “o escravo fiel e discreto”, não está também com as vestes salpicadas de sangue? Quando Jim Jones, em Jonestown, na Guiana, levou ao suicídio voluntário mais de 900 pessoas, não se tornou isso um escândalo religioso dos maiores, comentado em todo o mundo? Não foi um impacto terrível?

Quando David Koresh em Waco, no Texas, USA, levou à morte voluntária cerca de quase 100 pessoas, encontradas pela polícia no local com os corpos carbonizados, não foi isso um escândalo religioso?

Quantas TJs morrem anualmente, sacrificadas voluntariamente no altar da Sociedade Torre de Vigia, de acordo com a orientação traçada pelo “essravo fiel e discreto” sediado em Nova York?

As TJs estão dispostas a morrer como heróis quando recusam a orientação médica para receber transfusão de sangue, diante da gravividade de seu caso em todo o mundo? As ocorrências noticiadas pela mídia não nos deixam mentir. Estão patentes diante de todos, inclusive pela própria literatura produzida pela Sociedade Torre de Vigia.

O “DEUS” VOLÚVEL DA SOCIEDADE TORRE DE VIGIA

As TJs afirmam que recebem orientação teocrática e se intitulam profetas de Deus para os nossos dias: A Sentinela de 01/10/1972, p. 51; Poderá Viver para Sempre no Paraíso na Terra, p. 193; “As Nações Terão de Saber QUE EU SOU JEOVÁ – Como?” p. 270, § 56-57.

Entretanto, as mudanças doutrinárias ocorridas no tempo revelam o caráter desse “deus” das TJs, que é diferente do Deus da Bíblia, que declara acerca de Si mesmo ser imutável (Malaquias 3.6), pois o “deus” da Sociedade Torre de Vigia é inseguro, produzindo mudanças doutrinárias com muita frequência como vemos nos casos que implicam entre a vida e a morte:

“É PROIBIDO RECEBER VACINAÇÃO?

Sim – A vacinação é uma direta violação do eterno convênio que Deus fez com Noé depois do dilúvio”.  The Golden Age, p. 293, fev/1931.

“Não – A vacinação… é virtualmente inevitável… e assim deixamos a critério da consciência da pessoa se submeter à vacinação com soro que tenha frações de sangue, com o fim de desenvolver anticorpos para combater a doença”. A Sentinela 01/04/1962, p. 223.

Exemplo da obediência de um membro da Sociedade Torre de Vigia, quando ainda era proibido receber vacinação:

“João March, montanhês, de perto de Carlisle, Pensilvânia, EUA, diz que apodrecerá na cadeia antes de permitir que seu filho de sete anos seja vacinado” Consolação, julho/1938, p.15.

“É PROIBIDO O TRANSPLANTE DE ÓRGÃOS?

Sim – É prática de canibalismo recebê-lo” (A Sentinela, 01/06/1968, p. 349).

“Não – É questão de decisão pessoal, pois não há nenhuma ordem bíblica que proíba especificamente receber outros tecidos humanos” (A Sentinela, 01/09/1980, p. 31).

“É PROIBIDA A TRANSFUSÃO DE SANGUE?

“Não – “Deus nunca justificou determinações que proíbam o uso de medicina, injeções ou transfusões de sangue. É invenção de homens que agem como os fariseus e deixam fora de consideração a misericórdia e o amor a Jeová”. (Consolação, set/1945, p. 29).

“Sim” – A partir de 01/07/1945, conforme a publicação VIDA ETERNA – Na Liberdade dos Filhos de Deus, p.340.

Exemplos de sacrifícios humanos praticados pela Sociedade Torre de Vigia (apenas alguns exemplos):

  1. “Linz (Áustria) – Um bebê morreu 10 dias depois de nascer porque a religião dos pais se opõe às transfusões de sangue” (Diário Popular, 15/09/1993, p. 12).
  2. “Para onde levaram Dario? – O menino Dario Kanequini, de quatro anos… não está mais em sua casa na Vila Zatt, em Pirituba: sua mãe Constantina, viajou com ele, provavelmente para Campinas” Comentário dos vizinhos: “Eles estão cometendo um crime. A justiça precisaria intervir, pois não estamos na Idade da Pedra – dizia uma mulher que não queria se identificar”“E infelizmente não podemos fazer nada. O negócio é caso de polícia, já que o crime que eles vão cometer é premeditado, mais grave que os cometidos por muitos assassinos – acrescentavam outros” (Jornal da Tarde, 28/06/1976, p.10).
  3. “Em 6 de junho de 1985, às 16:35 horas, Dai Suzuki, de 10 anos, andava de bicicleta… Parou num sinal de trânsito, entre um grande caminhão basculante e uma grade protetora. Quando o sinal abriu, Dai arrancou com a bicicleta. Viu-se apanhado pelos grandes pneus traseiros do caminhão, e atirado ao chão, esmagando as pernas. Sangrou profusamente. Cinco horas depois de ser levado a um hospital próximo. Daí morreu, em resultado dos ferimentos. Este evento tornou-se uma notícia nacional. O que lhe deu notoriedade foi que os pais do menino se recusaram a permitir transfusões de sangue. O pai de Dai estuda a Bíblia com as Testemunhas de Jeová, e a mãe dele já é uma Testemunha batizada” (Despertai! 08/01/1986, p. 22).
  4. “O Crime em Nome da Fé em Jeová – Em Cachoeira, alguns defendem o líder das Testemunhas de Jeová… Apenas um Bêbado, no outro dia me abordou na rua. Do botequim gritou “oi assassino” (O Estado de S. Paulo, 28/06/1976).
  5. “SALVO PELA POLÍCIA – Nunca ninguém foi capaz de informar quem foi que, certa manhã de um dia chuvoso de maio de 1963, telefonou ao delegado titular de Araraquara, informando que o menino Eder Paulo Esgarbosa estava em perigo de vida, porque seus pais não admitiam que ele recebesse uma transfusão de sangue após ter sido operado de uma hérnia…” (Diário da Noite, 02/08/1978).
  6. “No domingo, um jovem de 20 anos que havia sofrido um acidente de trânsito morreu no mesmo hospital, porque seus pais – também Testemunhas de Jeová — não consentiram que ele recebesse uma transfusão de sangue” (Diário Popular, 15/09/1993, p.12).
  7. “Alguns médicos que são Testemunha de Jeová têm administrado transfusões de sangue a pessoas do mundo, a pedido destas” (A Sentinela de 1960, p. 330).

OUTROS FRUTOS ESTRAGADOS – IMORALIDADE E OCULTISMO

“É chocante, mas o fato é que mesmo alguns que eram proeminentes na organização de Jeová sucumbiram a práticas imorais, incluindo o homossexualismo, a troca de casais, e o abuso de crianças. É digno de nota, também, que no ano passado 36.638 indivíduos foram desassociados da congregação cristã, a maior parte por práticas imorais” (A Sentinela, 01/01/1986, p. 13).

“Esta séria realidade nos foi vigorosamente trazida a atenção pela exclusão do companheirismo com a congregação cristã, no ano de serviço passado, de mais de 40.000 transgressores, em grande parte devido à crassa conduta errada” (A Sentinela, 15/11/1991, p.9).

OCULTISMO

Ocultismo dentro da Sociedade Torre de Vigia? Isso é impossível – dirá alguém. Pois não é. Quando as TJs afirmam que estão pregando o evangelho do reino, em cumprimento de Mateus 24.14, estão pregando tão somente um mito, baseado na Pirâmide de Gizê, no Egito.

“Por uns 35 anos o Pastor Russell pensava que a Grande Pirâmide de Gizê fosse a pedra testemunha de Deus que confirmava períodos bíblicos (Isa 19.19). Mas as Testemunhas de Jeová abandonaram a ideia de que uma pirâmide egípcia tenha algo que ver com a adoração verdadeira” – TESTEMUNHAS DE JEOVÁ – Proclamadores do Reino, p. 201.

Sobre a Pirâmide de Gizê, assim se manifestou o segundo Presidente, J. F. Rutherford: “Satanás pôs sua sabedoria na pedra morta, a qual pode ser chamada de Bíblia de Satanás e não pedra testemunha de Deus. Em erigir a Pirâmide, Satanás pôs nela alguma verdade, porque esse é o método de ele praticar a fraude e o engano” (Watchtower, 15/11/1928, p. 344).

Lembramos às TJs que Deus aborrece seis coisas, conforme se lê em Provérbios 6.16-19. Dentre as coisas aborreciveis por Deus se destacam:

Língua mentirosa… mãos que derramam sangue inocente… testemunha falsa que profere mentiras, afirmando que se trata de luz nova. O vosso falar – disse Jesus – seja sim, sim, e não, não, “porque o que passa disso é de procedência maligna” (Mateus 5.37).

Defendendo-se, as TJs afirmam ser luz nova com base em Provérbios 4.18, mas o versículo seguinte declara que “o caminho dos ímpios é como a escuridão: nem conhecem aquilo em que tropeçam”.

Estudo elaborado em maio de 1995

——————

Veja o vídeo:


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement