Esqueceu a senha?

Edir Macedo compara dízimos a Jesus

por Artigo compilado - ter nov 11, 3:31 pm

Edir pregando contra os demais pastoresO bispo Edir Macedo afirmou em seu programa de rádio que os dízimos e ofertas são tão sagrados quanto o próprio Deus, pois teria recebido essa revelação do Espírito Santo.

Em seu programa de rádio o fundador da Igreja Universal do Reino de Deus afirmou que “só podem enxergar os dízimos, ofertas e sacrifícios como coisa sagrada, santa, santíssima aqueles que tiveram a revelação da fé pelo Espírito Santo”.

Usando a passagem bíblica de Jeremias 2, o bispo Macedo afirmou que Israel era uma espécie de contribuição divina para o mundo nos tempos do Antigo Testamento: “Israel, naquela altura, era o dízimo de Deus, mas representava o dízimo que Deus havia dado ao mundo para salvá-lo, que é Jesus. Jesus foi o dízimo de Deus para nós. Deus nos deu o dízimo, para que todos que n’Ele creem, não pereçam, mas tenha a vida eterna”.

Conhecido por difundir a teologia da prosperidade de forma enfática, Edir Macedo afirmou ainda que “aquilo que você coloca no altar representa a sua vida no altar de Deus. O dízimo representa o seu primeiro amor, a sua lealdade e a sua fidelidade a Deus”.

Para o líder da denominação neopentecostal, “dízimos, ofertas e sacrifícios são tão sagrados, tão santos como o próprio Deus porque eles representam Deus […] Israel era consagrado ao Senhor e era as primícias (sic) da sua colheita”.

O cerne da teologia da prosperidade é pregar que um fiel pode alcançar privilégios divinos através da doação de valores e bens materiais. Edir Macedo é um dos principais difusores dessa teologia no Brasil e no mundo.

No entanto, teólogos e líderes evangélicos que adotam linhas teológicas tradicionais se opõem frontalmente a esse tipo de pregação. Em resumo, a oposição á teologia da prosperidade é formada pelo mesmo princípio que deu origem à Reforma Protestante, movimento que defendeu a tese de que as indulgências vendidas à época pela Igreja Católica não garantiam salvação aos fiéis. Nos dias de hoje, os opositores à teologia da prosperidade defendem a ideia de que nenhuma contribuição material ou financeira tem poder de atrair bênçãos ou garantir a Salvação, pois esta só pode ser alcançada pela fé na graça do sacrifício de Jesus.

Extraído do site gospelmais.com.br em 11/11/2014


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

25 Comentários

Comentários 1 - 25 de 25Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Até reconheço q os dízimos e as ofertas são sagrados, pois é bíblico mas compará-lo a o próprio Deus é o cumulo.  

  2. Dizimo é uma questão pessoal do crente com o tesoureiro da Igreja. O Espirito Santo falou sobre o assunto, mas mediante as “ESCRITURAS”, agora falou com o “macedo” ? Pois é, quando caí “o nível de $ da cantareira” dele, então vem com essas conversas que são um assédio moral.

  3. Pela terceira vez postei o comentário acima, fazendo algumas modificações. Porém, só foi publicado, depois que usei apenas minhas iniciais. Acaso estou na “Lista Negra” deste Portal? Ass.: Darivan Castro.

  4. Dizimo não é um assunto de pregação de pulpito. É um assunto restrito ao tesoureiro e os membros da Igreja ou denominação, faz-se a reunião financeira (lavando a roupa suja em casa) e façam-se os devidos pagamentos, pois digno é o obreiro do seu salário. Lucas 10.7 ou 1 Tm 5:18

  5. Dizimamos e ofertamos por gratidão a Deus por tudo o que ele fez e tem feito por nós, porque tudo o que temos vem Dele,  porque queremos investir na sua igreja e no seu Reino. Dízimos e ofertas não são meios de fazermos barganha com Deus, conforme ensina a teologia da prosperidade.

  6. Marcos Bandeira, você conhece a teologia da salvação da alma ? por que o homem está destinado a nascer e morrer uma só vez, depois disto segue-se o juízo. 

    1. JCP, Paz! Desculpe, mas eu não entendi o seu comentário. Poderia me esclarecer?

    2. Só fiz um contraste, eu não apoio a “teologia da prosperidade” – não achando que você esteja errado, mas sim o que fazem por aí é um verdadeiro assédio moral.
      http://www.cacp.org.br/a-teologia-da-prosperidade/

    3. Ah, sim! Entendi! Com certeza! A teologia da prosperidade realmente é infernal. Tenho visto algumas pessoas que eu amo sendo massacradas por ela. Só orando mesmo…

  7. Se é tudo isso, se tudo isso é verdade deve ser acrescentado à Bíblia. A Palavra de Deus então não está completa. Jesus deveria nos ter ensinado, à igreja. 

  8. macedo é hilário faz cada piada, nestes programa de rádio, ele fala sem receio.
    veja está Chuck Norris vs Bispo Macedo. rsrs.

    https://www.youtube.com/watch?v=ohcUC7HGxw4

  9. O problema não é praticar dizimo/ofertas, mas sim as piadas que o macedo e o cunhadão rrsoares fazem em torno disso que vira um assédio moral.

    https://www.youtube.com/watch?v=QnSJGFZrq9o

  10. NÃO FIQUE TRISTE SE VOCÊ ESTÁ EM ALGUMA LISTA NEGRA OU NÃO.
    NÃO SE PREOCUPE “QUEM VEM CONTRA VOCÊ, MAS QUEM ESTÁ A SEU FAVOR”. ASSISTA ESSE VIDEO INTEIRO IMPACTANTE DESTE GRANDE PASTOR INCOMPARAVEL.

    https://www.youtube.com/watch?v=rnl1zGy-Tu4

  11. link acima é ironia, o carinha nasceu em berço de ouro, estudou nos E.U.A, nunca trabalhou, diz que agora “rala” com o pápi. não tem experiência de vida provação, e vem ensinar lorotas e encher de linguiças o tempo e $ da Igreja, a única coisa sabe fazer direito é procriar.

  12. Simples, ele mais uma vez profana as palavras de Cristo, ele até coloca um termo dele dentro de um dos versiculos mais conhecidos da Biblia. Dizer que Cristo é dizimo de Deus para com a humanidade?

  13. Jesus, diz pra ele ler suas palavras quando disse que Tú e o Pai são um só e que quem o vê, vê ao Pai! E leva uma camisa de força tb pois o cara tá ficando doidão de vez! Macedão, vc é um herege mesmo!! Meu Deus!!!

  14. Sou evangélica mas de uma denominação que prega contra a “Teologia da Prosperidade”. Os dízimos e ofertas devem ser voluntários e quem contribui deve ter em mente que ofertas e dízimos não são para “comprar” curas e bênçãos e sim para manter a obra de Deus com seus custos e gastos.

  15. MEU JESUS NÃO É DIZIMO DE DEUS. DÍZIMO É UM DÉCIMO, JESUS É DEUS COMPLETO!. NELE HABITA TODA A PLENITUDE DA DIVINDADE!
    O AMOR AO DINHEIRO É A RAIZ DE TODOS OS MALES E ALGUNS,NESSA COBIÇA, TEM SE DESVIADO DA FÉ! NÃO PODEMOS SERVIR A DEUS E ÁS RIQUEZAS! JESUS É A NOSSA MAIOR RIQUEZA!

  16. Discordo do que disse Edir Macedo.na verdade também discordo da doutrtina da prosperidade defendida pela Igreja Universal do Reino de Deus e outras denominações neopentecostais.

  17. Amigos a verdade que não existe mais a obrigatoriedade do dízimos mas sim a contribuição b voluntária´deliberada  segundo suas propriedades e segundo as necessidades do povo.ou vivemos na lei ?,vivemos na  graça de Cristo,amém.

    1. Dízimo era obrigatório ao povo de Israel para os levitas , que tinham que cuidar da tenda da congregação, ou da igreja (templo).
      Com Cristo, mudou-se o sacerdócio, estamos agora sob o comando do sumo sacerdote , estamos sob a graça, somente contribuindo com alegria, conforme escreve Paulo, 

  18. O dízimo praticados nas igrejas estão em desacordo com a verdade.

  19. Dízimo era obrigatório ao povo de Israel para os levitas , que tinham que cuidar da tenda da congregação, ou da igreja (templo).
    Com Cristo, mudou-se o sacerdócio, estamos agora sob o comando do sumo sacerdote , estamos sob a graça, somente contribuindo com alegria, conforme escreve Paulo, 

  20. Sr. veiculador, saudações!!! muito boa a matéria, mas por conter constituintes de profundo interesse social, gostaria de apreciar mais relevância sobre o tema, com análises mais aprofundadas das escrituras sagradas e outras questões filosóficas, através de vossas admiráveis pesquisas.

  21. PÉSSIMA COMPARAÇÃO JESUS É O SALVADOR DO MUNDO, SE ELE PROPRIO FALA SOBRE O DIZIMO E DIZ QUE NÃO É O MAIS IMPORTANTE, SÃO ESSAS FALACIAS QUE COLOCAM OS HOMENS SEMPRE EM APUROS O MACEDO ACORDA O SR. JESUS É ETERNO
    O DIZIMO É DINHEIRO. QUE COMPARAÇÃO VINDA DA SUA BOCA ESTOU ABISMADO.

Comentários 1 - 25 de 25Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement