Esqueceu a senha?

Elegância e pontualidade

por Pr. Natanael Rinaldi - sex maio 27, 6:00 pm

A Revista AT, encarte do jornal A TRIBUNA, que circula aos domingos, na sua edição 91, de 27/08/2006, p. 10 traz um artigo nos seguintes termos: “O Brasil é o único lugar do mundo em que chegar ligeiramente atrasado pode ser tomado como sinal de elegância, mas acredite, não é. Fazer-se esperar, nem que seja por alguns minutos, ao contrário do que muitos pensam, é extremamente desvantajoso para o atrasado. Isso vale também para as noivas. No mês passado, fui a um casamento, que no convite estava marcado para às 19 horas, mas começou às 20. Quem chegou no horário (e muitos chegaram), esperou por uma hora. É demais. O pior é que todos sabem da importância da pontualidade. Médicos, cantores e noivas são apenas alguns exemplos de gente que parece se achar imune a esse tipo de indelicadeza – aliás, os profissionais em geral deveriam ser os primeiros a respeitar os horários. Na verdade, a pontualidade é mais do que uma questão de elegância. Quem chega depois, ou se faz esperar, fica em desvantagem e perrde pontos no jogo do poder. Chegar depois não demonstra o quanto a pessoa é ocupada. Ao contrário, mostra falta de respeito ao interlocutor, e se for um encontro de trabalho, caracteriza desorganização e não profissionalismo”.

Pergunta: Pastor Natanael, como o irmão vê os dizeres desse artigo de autoria de Claudia Matarazzo? Concorda com os termos dessa posição sobre a pontualidade?

Resposta do Pr. Natanael: Sim, concordo, mas lamentavelmente, o problema da pontualidade anda bastante prejudicado em diversos segmentos da sociedade, e até mesmo nas igrejas evangélicas em geral. Os cultos às vezes não se iniciam e não terminam nos horários marcados. E, por sua vez, os crentes que criticam o atraso, eles mesmos nunca são capazes de chegar alguns minutos antes do início do culto. E isso acontece, porque não sentem necessidade de se preparar para o culto que irão assistir, passando um período de oração é de leitura da Bíblia antes do culto.

Pergunta: A Bíblia recomenda a nos portarmos com decência e ordem nos cultos como aponta 1Coríntios 14.40: “Mas faça-se tudo decentemente e com ordem”. Não seria impróprio, a não ser por motivo preponderante, que cheguemos à casa de Deus sistematicamente depois do culto começar?

Resposta do Pr. Natanael: Sim. Enquanto os pastorres chegam, às vezes, uma hora ou meia hora antes do culto, para atender aos irmãos que procuram a orientação bíblica deles, as ovelhas não seguem o exemplo dos seus pastores: “Lembrai-vos dos vossos pastores, que vos falaram a Palavra de Deus, a fé dos quais imitai, atentando para a sua maneira de viver” (Hebreus 13.7). Esta última parte do versículo deve ser sempre lembrada: “atentando para a sua maneira de viver. Agora, se por motivo imperioso, como ônibus que atrasa, por chegar tarde do serviço, sempre é melhor chegar atrasado do que não ir ao culto.

Pergunta: Quando vamos a um médico para uma consulta, gostamos de ser atendidos no horário marcado. Por que não temos o mesmo compromisso de pontualidade quanto às coisas de Deus?

Resposta do Pr. Natanael: Isso é verdade. Devíamos ter mais compromisso com as coisas do reino de Deus, para que o culto se realize com boa ordem, e Deus seja glorificado pela forma como é cultuado. A rainha de Sabá se encantou com a ordem no templo de Salomão, quando visitou esse rei, e chegou a se extasiar: “Vendo, pois, a rainha de Sabá, toda a sabedoria de Salomão, e a casa que edificara, e a comida da sua mesa, e o assentar de seus servos, e o estar de seus criados, e as vestes deles, e os seus copeiros, e os holocaustos que ele oferecia na casa do Senhor, ficou como fora de si e disse ao rei: Era verdade a palavra que ouvi na minha terra, dos teus feitos e da tua sabedoria. E eu não cria naquelas palavras, até que vim e os meus olhos o viram; eis que não me disseram metade; sobrepujaste em sabedoria e em bens a fama que ouvi. Não me falaram nem a metade do que ouvi em minha terra” (1Reis 10.4-7).

Pergunta: Pode ocorrer que certas pessoas tenham predileção por um programa de TV, e que chegando à sua casa, depois de um dia de serviço, prefira ver o seu programa predileto, deixando o jantar para mais tarde. Os cultos que se realizam durante a semana, e aos domingos pela manhã e à noite, não deveriam ter também nossa preferência?

Resposta do Pr. Natanael: Se a pessoa leva a sério seus deveres para com Deus, dará preferência às coisas de Deus. Jesus chegou à casa de Marta e Maria, e esta última se pôs a ouvir Jesus, enquanto Marta se ocupava com os afazeres da casa, e Jesus elogiou Maria e repreendeu Marta, pelo seu corre-corre: “E aconteceu, que indo eles de caminho, entrou Jesus numa aldeia; e certa mulher, por nome Marta, o recebeu em sua casa, e tinha esta uma irmã chamada Maria, a qual, assentando-se também aos pés de Jesus, ouvia a sua palavra. Marta, porém, andava distraída em muitos serviços; e, aproximandorse, disse: Senhor, não se te dá de que minha irmã me deixe servir só? Diga-lhe que me ajude. E, respondendo, Jesus disse-lhe: Marta, Marta, estás ansiosa e afadigada com muitas coisas, mas uma só é necessária. E Maria escolheu a boa parte, a qual não lhe será tirada” (Lucas 10.38-41).

Marta não se parece com certos crentes, que se movimentam de um lado para outro, não lhes sobrando tempo para servir a Deus, para estudar a Bíblia, para orar, e que bem mereciam uma advertência de Jesus, como aconteceu com Marta? Vamos escolher o melhor, como fez Maria, buscando a Deus em primeiro lugar.

Pergunta: E quanto à assiduidade para com os compromissos para com a obra de Deus, o que pode dizer o irmão?

Resposta do Pr. Natanael: Quanto à assiduidade, esta também vai de mal a pior. As pessoas faltam aos compromissos, desaparecem, e não dão a mínima satisfação. Quando exortadas por seus líderes ainda ficam zangadas. Até quando teremos este tipo de comportamento com as coisas de Deus? Que tal pararmos para refletir e mudar, para dar o primeiro lugar para Deus? Quando assumirmos algum trabalho na casa de Deus, devemos ser responsáveis e corresponder à expectativa daqueles que esperam de nós o respeito aos compromissos assumidos, e cumprir com pontualidade e assiduidade o que nos for designado a fazer. Assim, tudo vai melhorar, as reuniões terminarão mais cedo, e Jesus Cristo Salvador vai ficar bastante feliz com o nosso trabalho: ORDEIRO e DISCIPLINADO, com PONTUALIDADE e ASSIDUIDADE.


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement