Esqueceu a senha?

Eles querem o “Trono de Pedro”

por Artigo compilado - qui ago 30, 5:33 pm

  • Comentários desativados em Eles querem o “Trono de Pedro”
  • 2365 views
  • Print

Uma breve análise dos candidatos ao papado

João Paulo II está prestes a partir para a eternidade, segundo ele próprio admitiu, quando completou 83 anos de idade. Ele disse que está prestes a comparecer diante de Deus, a fim de prestar contas dos seus atos… Cego pelos sofismas de Roma, ele nem imagina o que o aguarda na “Hora da Verdade”.

Alguns candidatos já se engalfinham na arena de Roma, tentando alcançar o trono de Pedro. A eleição de um papa inclui mais corrupção, simonia e falta de caráter do que a de qualquer candidato brasileiro à Câmara e ao Senado. É só ler um pouco da história destes ditos “Pios infalíveis” durante a época da Idade Média. Diz o vaticanista britânico Paddy Power, repórter da BBC, que as apostas rolam à solta, com altas somas empatadas nos palpites dos cardeais eleitores. Isto sem falar na compra de votos, uma prática normalmente usada, antes e durante os conclaves. Ah! O futuro papa deve ter entre 60 e 70 anos de idade, a fim de não ficar muito tempo no cobiçado cargo de “Santo Padre”, nem morrer tão depressa, pois o conclave é um acontecimento muito dispendioso e o Vaticano precisa economizar o dinheiro arrecado para as sofredoras almas do purgatório.

Todos os eleitores irão se hospedar no Hotel Hilton do Vaticano, apelidado de “Casa di Santa Marta”, com todo o conforto e tecnologia dignos desses “príncipes” católicos, um dos quais poderá se tornar como muitos crêem futuro Anticristo, ou governante mundial. A Casa di Santa Marta tem até mesmo alarmes contra o excesso de fumo, um vício normalmente praticado pelos “santos” candidatos ao ofício de “Sua Santidade”.

Durante 450 anos, o cargo máximo da “Cristandade” foi exercido somente por italianos, tendo vindo o polonês Karol Wojtyla quebrar essa corrente de aço. Dos 211 papas italianos – dentre os 264 já eleitos (segundo uma duvidosa lista oficial), pode ser que agora o ofício volte às mãos de um italiano.

Os candidatos papáveis são sete e vamos dar a ficha de cada um deles.

1. Jean Marie Lustiger – Cardeal Arcebispo de Paris, um judeu convertido ao Catolicismo Romano, aos doze anos de idade, quando foi adotado por uma família católica, após a cremação dos pais nos fornos poloneses, por ordem de Hitler. Este seria o candidato ideal, pois sendo judeu poderia ocupar o Trono de Jerusalém, como o futuro Anticristo, o qual está prestes a surgir no cenário mundial, com uma cadeira já esperando-o no Parlamento Europeu, cujo número é nada menos que 666.

2. Francis Arinze – Cardeal africano apoiado pela Opus Dei, visto como a África é o país mais promissor em matéria de evangelização e de combate ao Islamismo que impera naquelas bandas. Atualmente Arinze é o presidente do “Conselho Pontifício do Vaticano Para o Diálogo Inter-Religioso”.

3. Juan Luis Cipriani Thorne, de Lima, Peru. Este candidato é da linha dos “sem terra, sem teto, sem lenço e sem documento” do Peru e poderia ser um bom candidato, apoiado pelos hierarcas brasileiros da “Pastoral da Terra”, que tanto têm se empenhado, ultimamente, em favor de uma revolução armada em nosso país. O PT plantou o “Movimento dos Sem Terra” e agora o feitiço está se virando contra o feiticeiro e Lula pode vir a amargar as conseqüências dos seus atos de antigo agitador anti-governista.

4. Giovanni Battista Re, um italiano entrosado no “sistema”, uma “enciclopédia” de conhecimentos das obras do papado, com 68 anos de idade, responsável pelo desempenho do governo, no dia a dia. Este homem é mais poderoso do que se imagina e pode vir a ser o futuro papa, substituindo o decrépito JP2.

5. Cardeal Giacomo Biffi, arcebispo de Bolonha, está na crista da onda. Como alguns outros candidatos ao papado, ele é um dos pilares da Opus Dei. Se a experiência polonesa for rejeitada e o papado voltar à segurança conservadora das mãos italianas, esse corado “filho da mama” ocupará o trono.

6. Cardeal Diogeni Tettamanzi, arcebispo de Gênova, um homem de linguagem áspera, o qual pode levar o papado de volta à dureza dos tempos da Inquisição, com a ajuda do Cardeal Ratzinger, o atual Inquisidor-mor.

7. Cardeal Ângelo Sodano, um italiano meio liberal, membro do “Clube do Chapeuzinho Vermelho”. O Padre jesuíta Reese – erudito em política do Vaticano – jamais apontaria este Secretário de Estado como candidato. Diz o padre Reese que JP2 “procura pessoas que estejam de acordo com ele em assuntos importantes”. A Opus Dei tem cultivado o mesmo grupo ortodoxo. Reese prossegue: “Não queremos ver alguém eleito para rejeitar o legado do papa JP2. (Pode ser) alguém com estilo diferente, personalidade diferente, mas que não se desvie da linha de JP2 na substância e na doutrina”.

Mesmo assim, um liberal pode ser eleito, pois tudo pode acontecer nos bastidores do conclave, onde nem mesmo o próprio Ratzinger afirma crer que o Espírito Santo possa, realmente, atuar.

A sorte está lançada. Um dos candidatos supra citados pode vir a ser o “Sucessor de Pedro”. JP2 já se considera o atual governante do mundo, tendo conquistado, com o seu inegável carisma, as nações ocidentais para o papado. Agora que a cama está preparada e bem afofada, o próximo candidato poderá assumir suas funções máximas, dando ordens ao mundo inteiro, através da União Européia concluída por Wojtyla. O EURO (moeda do Vaticano) já está bem mais forte do que o dólar americano. Todas as companhias multinacionais de petróleo, ferro, aço, telecomunicação, eletricidade, construção, educação, etc., já são controladas pelos jesuítas e seus “laranjas católicos”, em favor do Vaticano. A imigração nos países ricos também está nas mãos dos Filhos de Loyola. Se o Vaticano quiser levar à falência qualquer país do mundo que não aceitar as suas imposições, basta retirar dos bancos uma parte de suas gordas ações… E o país vai desmoronar em poucos dias…

Por que o Lula não consegue “cantar de galo” na presidência? Porque não pode. Como não pode fazê-lo nem um só dos presidentes mundiais, quer sejam governantes de países ricos, pobres ou miseráveis. Somente o papa do Vaticano pode gritar, como aquele herói “He-Man” da TV: “Eu tenho a força!!!”

O que nos conforta – a todos nós, os crentes bíblicos – é saber que Jesus Cristo é o SENHOR da história!

————————————————
Para saber mais sobre o Catolicismo – O CACP disponibiliza para você, por um preço especial, os seguintes produtos:

DVD
– A Rainha do Céu: Nesse DVD o Dr Paulo Romeiro discute a doutrina mais polêmica do Catolicismo – A Mariolatria. 

APOSTILA
-O Catolicismo: Você terá nessa apostilas a refutação de todos os dogmas do Catolicismo.

  • Comentários desativados em Eles querem o “Trono de Pedro”
  • 1 Star2 Stars3 Stars4 Stars5 Stars (3 votos)
    Loading...
  • 2365 views
  • Print

Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement