- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

Erudito Adventista difamou a doutrina da Trindade

J. N Andrews, foi um dos mais importantes pioneiros adventistas, segundo informações da Wikipédia:
“Nascido na localidade de Poland, no estado do Maine, em 1829, Andrews se tornou um milerita em fevereiro de 1843, aos 13 anos de idade. Mesmo em tenra idade, declarou que apreciava mais “estudo sério do que atividades físicas”. Em anos posteriores poderia ler a Bíblia em sete línguas e afirmava possuir a habilidade de reproduzir o Novo Testamento de memória.”

A respeito dele, a dita profetisa para ‘a igreja remanescente do tempo do fim’, a Sra Ellen White, declarou:
O Senhor estava suscitando o irmão Andrews a fim de prepara-lo para utilização futura, e estava-lhe concedendo uma experiência que lhe seria de grande valor em seus futuros labores… o homem mais capaz em nossas fileiras”!”  (História do Adventismo, p.173,175).

Esse intelectual foi um dos desiludidos com a mensagem da volta de Cristo em 1844. Porém, esteve muitos anos firme no Adventismo do sétimo dia e da doutrina do Juízo Investigativo. Tanto que a organização e presidência da Igreja ‘Remanescente’ passaram por seu comando:
“Andrews foi membro das comissões que (em 1860) votaram o nome “Adventista do Sétimo Dia” e (em 1863) organizaram a primeira Associação Geral. Ele serviu como terceiro presidente da Associação Geral (de 1867 a 1869), e por vários anos foi redator da Review and Herald.”(História do Adventismo, p. 174,175).

Agora, veja o que esse homem pregava, ensinava e cria a respeito da Doutrina da Trindade. E julgue você mesmo, se essa igreja nasceu debaixo da verdade divina, levando em consideração também, que ela nasceu de uma falsa profecia:

“A doutrina da Trindade foi estabelecida na igreja pelo concílio de Nicéia 325 AD. Essa doutrina destrói a personalidade de Deus e seu Filho Jesus Cristo, nosso Senhor. A forma infame como foi imposta à igreja, aparece nas páginas da história eclesiástica, que causa aos que acreditam na doutrina corar de vergonha.” The Review and Herald, 06/03/1855.

“…está tão longe da verdade como a velha e absurda doutrina trinitariana na qual diz que Jesus é verdadeiramente o Deus eterno.”

The Advent Review, 05 de agosto de 1852.

Ninguém menos que  J. N. Andrews  disse isso. A universidade Adventista de maior expressão mundial, tem seu nome em homenagem a ele – http://www.andrews.edu

Esse pioneiro da mensagem Adventista morreu em 1883, quase quatro décadas após a 1844…

Será que J. N. Andrews não conhecia as explicações dos Credos trinitarianos? Ele era bem informado…

Será que ele não conhecia o Novo Testamente que ensina a Trindade? Conhecia ‘de cor a salteado’!!!

Que luz faltava para esse herege? Na verdade, o que lhe faltou foi a Luz de Deus para sua salvação (Jo 16.13,14).

Postado por Luciano Sena do blog mcapologetico.blogspot.com.br/ em 26/09/2013

[1] [2]Compartilhar [3]