Esqueceu a senha?

Evangelização x santidade

por Artigo compilado - sex jan 16, 9:20 am

590-04-21-08-evangelismo

Nos últimos anos temos percebido que a Igreja Brasileira tem perdido o foco quando o assunto é EVANGELIZAÇÃO, além do fato que o mau testemunho dificulta a realização da mesma. Nessa tentativa de ajudar a igreja Brasileira na sua missão bíblica de evangelizar, temos ouvido as mais diversas desculpas para não fazê-lo, mas queremos destacar aqui pelo menos três das desculpas mais ouvidas por nós.

Parece incrível, mas a igreja hoje não tem mais como visão a evangelização. Ela vem perdendo o foco a cada dia, e pessoalmente acredito que um dos grandes fatores que contribuíram para isso foi a evangelização em massa através da televisão. Os tele-evangelistas diariamente pendem suas ofertas deixando bem claro: “Se você não pode ir, deixa que nós vamos em seu lugar”. Afinal, o que é mais fácil: sair a campo ou enviar uma oferta mensal?

Mas como há exceções, existem sim as igrejas que fazem ou pelo menos estão tentando evangelizar. Porém não só nós, mas os líderes ouvem as seguintes desculpas:

“Eu não tenho tempo”

Não tem tempo para evangelizar? Mas tem tempo para fazer compras, para namorar, para ir ao clube ou para trabalhar! Então, a questão não é a falta de tempo, mas as coisas que se decide fazer com o tempo que se tem. Não é de um relógio que precisamos para administrar o tempo, mas de uma bússola. Se nosso “norte” é a satisfação da carne, vamos fazer escolhas que nos desviam da vontade de Deus e nos levam a buscar coisas que satisfaçam nossa carne. Então, quando o crente diz: “Eu não tenho tempo para evangelizar”, ele está dizendo que seu tempo não é exclusivo de Deus. Crentes ocupados com os interesses deste mundo não cumprem o mandamento de Cristo de pregar o Evangelho a toda criatura. Eles tentam servir a dois senhores, e isso não funciona. Deus exige exclusividade.

“Eu não tenho dom”

Interessante ouvir crentes dizerem algo assim, porque em Atos lemos o Senhor Jesus falando: “Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas…” (At 1.8). Se ao receber o Espírito Santo somos capacitados como testemunhas, então quem diz que não tem dom para testemunhar de Cristo está dizendo que não tem o Espírito Santo! O fato é que a Grande Comissão foi dada a todos os discípulos de Cristo, para ser passada a todos os novos crentes pelo discipulado, de modo que todos temos o chamado para pregar todo o Evangelho a toda criatura em todo lugar. Há ministérios específicos na igreja, como vemos alguns na carta aos Efésios, contudo, ali também lemos que tais ministérios, de alguns líderes da igreja, existem para que os santos (todos os crentes) sejam preparados para funcionarem bem na obra do ministério, que é o crescimento da igreja. O crente que diz não ter dom para evangelizar é como uma escova de dentes sem cabo, ou, como dizem nossos jovens, é uma mala sem alça, uma caneta sem tinta, uma lâmpada que não acende. Para que serve? Sem integridade o crente não serve a Deus, sem santidade o crente não evangeliza!

“Eu não tenho coragem”

É interessante ouvir essa desculpa, pois ela contradiz a palavra de Deus escrita pelo apóstolo Paulo o que tudo indica que jovem discípulo de Paulo também padecia desse medo de evangelizar, então o apóstolo lhe disse: “Pois Deus não nos deu espírito de covardia, mas de poder, de amor e de equilíbrio. Portanto, não se envergonhe de testemunhar do Senhor…” (2 Tm 1.7). Ora, o que Paulo está dizendo é que a vergonha de evangelizar e a falta de coragem não provêm de Deus: portanto, se elas existem dentro do crente, vêm de outra fonte. O que percebemos frequentemente é o pensamento do mundo gerando medo nos corações dos crentes. Hoje isso tem ficado cada vez mais evidente, pois com as novas leis em andamento apoiando grupos separatistas, fica cada vez mais difícil o crente ter coragem para enfrentar a perseguição por pregar a Verdade. Entretanto, ainda vale lembrar que Jesus afirmou isso no sermão do monte, quando disse: “Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus. Bem-aventurados sois quando, por minha causa, vos injuriarem, e vos perseguirem, e, mentindo, disserem todo mal contra vós.” (Mt 5:10-11)

Contaminados com o mundanismo, infectados pelo pós-modernismo, cheios do pensamento deste século, os crentes não podem evangelizar.

Como percebemos, as desculpas mais comuns para não evangelizar, na verdade, se resumem na falta de santidade, é isso que afasta os cristãos de sua função essencial no corpo de Cristo ou seja, a EVANGELIZAÇÃO como Jesus nos ordenou é sufocada e morre.

Costumo contar a estória da escova de dente para que os cristãos entendam a importância da Santidade na evangelização: Você usaria sua escova de dente, se eu dissesse para você que esqueci a minha e usei a sua? Claro que não, porque a escova de dente é um item de uso exclusivo. Assim somos nós. Como Jesus vai nos usar se temos dedicado nosso tempo a outras coisas?

Você usaria sua escova, se além de usar e ainda a tivesse quebrado, ou seja, lhe entregasse só a ponta com as cerdas? Lógico que não! Porque para se usar uma escova ela precisa estar inteira – como Jesus irá nos usar, se não há integridade em nós?

Você usaria sua escova, se eu a deixasse cair no vaso sanitário? Claro que não! Pois ela se contaminou. Pois é! Como Jesus poderá nos usar se nosso coração está contaminado, ou seja, impuro!

Reflita nisso, como esta o seu tempo, sua integridade e a sua pureza, isso refletira diretamente no cumprimento da Grande Comissão.

Pr. Edvaldo Oliveira – Consultor de Evangelização da Amme Evangelizar (www.evangelizabrasil.com)


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

1 Comentário

Comentários 1 - 1 de 1Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. Belo texto. Parabéns ao CACP. Conheço Pr. Edvaldo. Ele é uma bênção.

Comentários 1 - 1 de 1Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement