Esqueceu a senha?

Evangelizando os Mórmons

por Artigo compilado - sex fev 13, 10:36 am

mormo-evan

Por que evangelizá-los?

Todos os cristãos são ordenados a testemunhar por Cristo (Mc 16.15) e são agora embaixadores da parte de Cristo (2 Co 5.20). Alguns são fracos embaixadores; todavia, representam a Cristo. Muitos cristãos professos dizem que Deus nunca os chamou para testificar verbalmente sobre Cristo, e assim, somente vivem sua religião. Será que Deus capacitaria os mórmons e outros adeptos das seitas a falar sobre suas religiões, enquanto não ajuda os cristãos a falar de Cristo?

Uma pessoa nem mesmo precisa saber ler ou escrever para dizer a alguém o que Cristo tem feito em sua vida. Se você pode falar, então você pode testificar de Cristo. Se a mensagem de salvação é para você, então é para o restante da Palavra de Deus. Multidões estão morrendo sem Cristo em toda parte. Você se preocupa?

Precisamos de Preparo

Há duas razões básicas porque não testemunhamos:

1) Não sabemos como, e

2) Temos medo de começar (de tentar).

Ambas as razões são o resultado de não conhecer a Palavra de Deus. Se a conhecêssemos e acreditássemos nela, estaríamos preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós (ou seja, em nós) (1 Pe 3.15). Saberíamos também que o maior poder no universo está à nossa disposição. 1 Coríntios 1.24 diz: Mas para os que são chamados, tanto judeus como gregos, lhes pregamos a Cristo, poder de Deus, e sabedoria de Deus. Novamente Atos 1.8 declara: Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. Romanos 1.16 ensina ainda que O evangelho de Cristo é o poder de Deus para salvação. Portanto, não temos qualquer desculpa de medo ao testemunhar.

Muitos cristãos usam 2 João 10-11 como uma desculpa para não evangelizar os membros das seitas. Esta passagem, porém, não diz aos cristãos para não testificarem aos adeptos das seitas. Desejar o bem para eles ou ajudá-los a propagar falsas doutrinas é claramente errado. Entretanto, os cristãos maduros podem convidar os adeptos das seitas para entrar em suas casas a fim de testificar-lhes do Evangelho. Os cristãos que não são maduros na fé devem encontrar-se com eles com a companhia de alguém com mais experiência.

Preparação Básica para Evangelismo

A seguir damos algumas sugestões para ajudá-lo a ser mais efetivo quando estiver evangelizando os mórmons.

  • Seja um cristão convicto. Você tem de saber que tem a vida eterna (1 Jo 5.10-13) para que possa oferecê-la à outra pessoa.
  • Conheça a Palavra de Deus. Não há substituto para o estudo da Bíblia (2 Tm 2.15). E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus (2 Tm 3.15). Para ser um efetivo ganhador de almas você tem de saber o que crê e por que crê. Muitos estão procurando por um versículo que poderá levar qualquer um a Cristo. Ainda que você não precise memorizar milhares de versículos para evangelizar, por outro lado, você precisa saber onde encontrar alguns versículos que claramente apresentam o Evangelho.
  • Familiarizar-se com um bom método de ganhar almas. Assim não se sinta constrangido a usar um certo programa só porque alguém gosta dele.
  • Ore muito pela alma que você quer ganhar para Jesus (Fp 4.6; 1 Tm 2.1). A história do amigo inoportuno nos mostra a maneira como Deus quer que oremos por aqueles que nós procuramos levar a Cristo (Lc 11.5-10).
  • Saiba o máximo que você puder sobre as doutrinas do mormonismo. Um grande problema ao testemunhar aos mórmons, ou Santos dos Últimos Dias (SUD), é a definição de termos. Quando eles usam palavras como Deus, Cristo, e assim por diante, você deveria saber que o deus deles é um homem ressuscitado e glorificado, que Cristo, Satanás e todos nós éramos espírito-irmãos no mundo pré-mortal; e outras coisas assim na teologia SUD. De outra maneira, você poderá falar o dia todo sem comunicar nada. Muitas idéias falsas sobre mormonismo têm circulado, portanto documente tudo o que você disser. (Um bom dicionário SUD de termos mórmons é “Mórmon Doctrinepor Bruce R. McConkie (em inglês). Outro livro útil para conhecer as doutrinas básicas do mormonismo é “Princípios do Evangelho”). O material antimórmon pode ajudar a prepará-lo a evangelizar, mas pode também ser uma pedra de tropeço se for usado com os próprios mórmons (Uma exceção é o excelente livro “A Ilusão Mórmonpor Floyd McElveen. Editora Vida). Quanto mais informado você estiver sobre o mormonismo, maior será a possibilidade deles ouvirem a sua apresentação do Evangelho verdadeiro porque perceberão que você se esforçou em estudar.
  • Vá até os mórmons (e a todos que não são salvos), como ordena a grande comissão de Jesus em Mt 28.19. Não somos mandados a esperar que as seitas nos chamem. Eles não estão saindo e batendo de porta em porta para ouvir você. Nem mesmo a maioria deles visitará a sua igreja. Mas se você for às suas casas, alguns deles talvez ouçam o que você tem para dizer.

Pense bem o que você vai dizer quando for à casa de um mórmon. É bom ensaiar sua mensagem com outro cristão que pode oferecer sugestões a fim de que você seja mais efetivo.

Que Fazer Quando Estiver Evangelizando

  • Ensine e pregue Jesus Cristo primeiro e acima de tudo. Começando com o Evangelho, você os ajudará a entender que você não é somente um antimórmon. Lemos em Atos 8.15: Os quais, tendo descido, oraram por eles para que recebessem o Espírito Santo. Atos 5.42 diz que os apóstolos: Não cessavam de ensinar, e de anunciar a Jesus Cristo. Se passarmos a maior parte do nosso tempo discutindo mormonismo ou qualquer outra coisa que não seja Cristo e o Evangelho, somos pobres embaixadores. Precisamos responder às perguntas sobre as doutrinas SUD, mas temos também de proclamar sempre a mensagem cristã.
  • Seja Paciente. Provavelmente a maioria dos mórmons já tem aprendido a doutrina SUD por muito tempo. Vai demorar um pouco para você endireitar as concepções erradas que aprenderam. Se os mórmons rapidamente aceitam a Cristo como Salvador, provavelmente uma destas duas coisas é verdade: a) eles não entenderam claramente a salvação e, portanto, concordam com o que o mormonismo ensina – isto é, que Cristo é o Salvador de todos os homens, independente da crença (nesta vida) em Cristo, ou b) eles talvez concordem com cada um que apareça pela frente – e se assim for, eles serão convertidos tão depressa à crença das Testemunhas de Jeová ou qualquer outra coisa que vier; se a conversão é genuína, você pode estar certo de que alguém já fez um profundo trabalho antes de você chegar.
  • Dê um convincente testemunho pessoal a respeito de sua própria salvação. Poucas coisas terão um impacto maior do que seu próprio testemunho. Paulo freqüentemente fez isso, como vemos em Atos 22.1-21 e Gl 1.11-24. Os missionários SUD são ensinados a prestar seus testemunhos sobre o mórmon, Joseph Smith, o profeta atual, e assim por diante. Eles são até ensinados o que dizer e como dizer tudo isto com muita sinceridade. Se a nossa salvação é genuína certamente podemos dar um testemunho melhor do que algo memorizado e repetitivo. 1 Pe 3.15 deveria falar muito a cada cristão verdadeiro.
  • Mantenha o controle do diálogo. É você quem tem uma mensagem importante para compartilhar. (Mesmo assim, não seja arrogante). Quase sempre, aqueles com a experiência missionária SUD são tão acostumados a manipular e dominar tais conversas que o fazem quase que automaticamente.
  • Peça as definições das palavras usadas pelos mórmons. Talvez você terá de fazer algumas perguntas para conseguir uma definição clara. Os SUD freqüentemente usam termos cristãos com suas próprias definições. Se você perguntar: O que você quer dizer por salvação? Talvez você consiga uma resposta clara. Talvez você tivesse de perguntar: Por salvação, você quer dizer ressurreição do corpo? Seja o mais específico possível em suas perguntas.
  • Seja honesto quando aparecer uma pergunta que você não tem certeza de como respondê-la. Você pode dizer: Terei de examinar melhor isto e trazer-lhe uma resposta mais tarde. Algumas pessoas pensam que precisam ter uma resposta imediata envolvendo-se assim numa confusão desnecessária. Ninguém sabe tudo!
  • Use a Bíblia quer eles creiam ser ela confiável ou não. Ao usá-la você estará demonstrando que confia nela. Além do mais, sempre que a Palavra de Deus é usada, o Espírito Santo pode aplicá-la, quer seus ouvintes creiam nela ou não (os mórmons no Brasil usam a tradução Almeida Revista e Corrigida).
  • Reforce cada contato com boa literatura. Nenhum contato será capaz de fazê-los lembrar tudo o que você lhes disser. Mas se você deixar alguma boa literatura, eles serão capazes de estudá-la e revê-la quando você não estiver presente. Se eles tiverem perguntas sobre qualquer doutrina em particular, dê-lhes um folheto com as explicações.
  • Recomende-lhes um bom programa de rádio e um ministério de confiança em sua área. Quanto mais eles ouvirem o Evangelho, maior a possibilidade que você terá de vê-los receberem a Cristo como Salvador pessoal.

O que Não Fazer Quando Estiver Evangelizando

  • Não espere que os missionários SUD venham até você. De qualquer maneira, geralmente eles não são muito receptivos para com o Evangelho. Os cristãos precisam ir até aos mórmons com o Evangelho. Quando levamos o Evangelho aos mórmons estaremos melhor preparados se um casal de missionários mórmons vier até nós.
  • Não empregue o seu tempo atacando ou ridicularizando o mormonismo. Isto pode produzir um inimigo e dificilmente um convertido a Cristo. Faça-os cientes dos problemas, mas de maneira a não aliená-los. Tente dar-lhes primeiro o Evangelho para que saibam que você tem uma alternativa para o mormonismo.
  • Não permita que os mórmons pulem de um assunto para o outro sem responder às perguntas específicas. Prenda-os a um assunto chave até que o tenha respondido ou concordado estudá-lo mais.
  • Não permita que dois ou mais mórmons falem com você ao mesmo tempo. Se alguém que estiver com você está preparado para falar com mórmons, deixe-o então dialogar com aquele que o está interrompendo.
  • Não permita que o mórmon domine o tempo todo. Se você está ali como um ganhador de almas, mantenha o Evangelho diante dele. Mórmons devotos precisam ver que o mormonismo tem sérias falhas antes de ouvir qualquer outra coisa, mas somente o Evangelho pode transformar suas vidas.
  • Não sobrecarregue seus ouvidos por tentar dizer-lhes tudo o que você sabe no primeiro encontro. Você não aprendeu tudo o que sabe em uma hora ou duas nem eles o farão. Portanto, prepare um programa para ensiná-los uma hora ou mais por semana se eles estiverem interessados.

Não os force a tomar uma decisão para com Cristo. Talvez eles não tenham ainda informações suficientes para fazer uma decisão genuína. Entretanto, enfatize a urgência de confiar em Cristo (2 Co 6.2) (Recomendações de Marvin W. Cowan, pastor e ex-mórmon).

MÃOS À OBRA!

Considerações Finais

Existem dois lugares apenas onde os homens irão passar a eternidade – céu e inferno. A Bíblia diz que se alguém seguir outro Jesus, irá passar a eternidade no inferno (Dt 13.1-5; 18.20-22; Ef 5.6; Hb 10.29-31; 2 Ts 2.8-12).

Se alguém segue a outro Jesus sinceramente, estará sinceramente errado; pois Jesus disse: Eu sou o caminho; e a verdade; e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim (Jo 14.6). Que Jesus os mórmons vão continuar a seguir?

O problema: Querido mórmon, é mister que em sua vida você tenha um relacionamento pessoal com Jesus Cristo. A Bíblia diz que você está morto em delitos e pecados sem relacionamento pessoal com Jesus (Ef 2.1).

O teste: Examinai-vos a vós mesmos, se permaneceis na fé; provai-vos a vós mesmos. Ou não sabeis quanto a vós mesmos, que Jesus Cristo está em vós? Se não, é que estais reprovados.

Toda a humanidade foi criada com a necessidade interior de Jesus habitar em seu coração e ninguém mais pode satisfazer essa necessidade. Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida (1 Jo 5.12).

A resposta: Jesus está batendo à porta do seu coração. Ele não entrará até que você o convide a fazê-lo – Eis que estou a porta e bato; se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta eu cearei com ele, e ele comigo (Ap 3.20).

Extraído da Série Apologética do ICP


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Comentários fechados neste artigo.

Advertisement