Esqueceu a senha?

Fatos sobre o culto a Iemanjá

por Artigo compilado - ter nov 29, 11:50 am

iemanja

Ela tem vários nomes: Sereia, Yara, Princesa de Ayoká etc. Na Umbanda, ela é branca; no Candomblé, negra; mas, apesar das diferenças, ambos adoram-na como a “Rainha do Mar”. Seus seguidores presenteiam-na com flores, velas, perfumes, espelhos e barcos repletos de pedidos, esperando receber amor, saúde, prosperidade financeira, trabalho etc. Estamos falando de Iemanjá, a “mãe dos orixás”.

Mas você sabe quem é Iemanjá? Quando se começou a cultuá-la? É errado homenagear, prestar adoração ou fazer pedidos à “Senhora dos Mares”?

O Poder do Medo

As religiões africanas primitivas achavam que o Sol, a Lua, o mar etc. eram deuses capazes de abençoar ou amaldiçoar. Assim, por medo dos efeitos negativos que estes produziam, começaram a fazer oferendas a fim de aplacar a ira das forças da natureza, bem como para pedir bênçãos. Uma dessas oferendas consistia no sacrifício de meninas virgens, amarrando-as nos barcos, soltando-as à deriva. Assim, a partir do medo surgiu o culto à “rainha do mar”, Iemanjá.

Talvez você esteja se perguntando: Isso quer dizer que Iemanjá nunca existiu? E exatamente isso! Iemanjá é uma lenda. É um produto da mente humana diante do medo das forças da Natureza.

Alerta

Com isto queremos dizer que é errado continuar a cultuar a Iemanjá e a oferecer-lhe preces e oferendas, pois segundo a Bíblia, a Palavra de Deus, isso acabará levando você para o inferno. Continuar a fazer tal coisa constitui-se num ato de idolatria, um pecado grave contra Deus, o Criador do céu, da terra, do mar e de todas as outras coisas. Para proteger você desse pecado, Deus ordenou nos Dez Mandamentos: “Não adore outros deuses; adore somente a mim. Não faça imagens de nenhuma coisa que há lá em cima no céu, ou aqui embaixo na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não se ajoelhe diante de ídolos, nem os adore, pois eu, o Eterno, sou o seu Deus e não tolero outros deuses…” (Êxodo 20.3-4).

Obedeça também às palavras de Jesus Cristo: “Adore o Senhor, o seu Deus e sirva somente a ele. (…) Ame o Senhor seu Deus com todo o coração, com toda a alma, com toda a mente e com todas as forças” (Mateus 4.10 e Marcos 12.30).

Diante do que foi dito, é preciso tomar uma decisão AGORA: Liberte-se da idolatria e entregue sua vida a Jesus Cristo! Ele não é uma lenda, mas uma pessoa real, que morreu para nos libertar do poder do pecado e da morte, ressuscitou e está vivo para nos salvar. Ele mesmo disse: “E conhecerão a verdade e a verdade os libertará” (João 8.32). Jesus é o único caminho que poderá nos conduzir a Deus. Atenda ao Seu conselho: “Não se perturbe o coração de vocês. Creiam em Deus; creiam também em mim. Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim” (João 14.1-6).

Fonte: Folheto evangelístico da Agência de Informações Religiosas, Pr. Aldo Menezes.


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement