Esqueceu a senha?

Fatos sobre o Movimento Celular

por Pr. João Flávio Martinez - qui set 05, 10:58 am

Fato 1 – Quem são os idealizadores do Movimento:

O modelo de Igrejas em Células, conhecido também por G-12 ou Visão Celular, foi criado pelo pastor colombiano Cézar Castellanos Dominguez, da Missão Carismática Internacional (MCI), no ano de 1991. Após visitar à Igreja Central do Evangelho Pleno na Coréia, do pastor David Yonggi Cho, a maior do mundo, e que funciona com o sistema de células, o pastor colombiano deu início a formatação desse modelo para a sua igreja. A visão institui que a igreja deve ser subdividida em grupos que se reúnem nas casas (células), onde participam de estudos previamente estabelecidos num manual sob a coordenação de um líder, o qual obrigatoriamente deve ter feito o curso de líderes e participado de um tipo de “encontro”.

Em agosto de 1998, o brasileiro Renê Terra Nova, da Igreja Batista da Restauração de Manaus, participou de um encontro em Bogotá, Colômbia, e, inspirado no trabalho do apóstolo Cézar Castellanos, fundou o Ministério Internacional da Restauração (MIR), do qual é presidente. No final de março de 2005, Terra Nova se desligou do G-12, quando rompeu com Castellanos e adotou para si e sua igreja uma nova nomenclatura – Visão Celular (Movimento Celular, M12).

Fato 2 – Um modelo que gera confusão na Igreja

O modelo celular segue dividindo opiniões, gerando controvérsias, jogando pastores contra pastores e alimentando uma série de versões desencontradas. Há uma “aura mística” em torno da multiplicação celular e uma forte ênfase no crescimento, e não no pastoreio. A Preocupação apenas em multiplicação, como se o ministério pastoral tivesse metas de produtividade a atingir. Não há nada de errado em dividir a igreja em grupos de estudo. O que me preocupa são essas aberrações teológicas e o desvio eclesiológico. O movimento segue as tendências contemporâneas de interpretação, mais especificamente a subjetividade e relatividade na interpretação e aplicação dos textos bíblicos. Quando uma pesquisa teológica é feita sem “paixões celulares”, descobre-se que nunca a igreja de Jesus usou tais métodos de expansionismo para sua igreja. O que temos hoje é pura conjectura anti-bíblica e nada mais. Muitas igrejas perderam seu estilo e voltaram-se ao um pragmatismo destrutivo.

Fato 3 – O Desmantelamento da Igreja Organizada

O negócio agora são as multidões. Escola Dominical? Já era! Agora em seu lugar será Escola de Líderes. Cultos Domésticos? Já era! O negócio agora são células! Coral? É arcaico! O negócio agora é música gospel de qualidade! Todos são obrigados a participar da visão celular. Quem não for é porque é desobediente e não passa de um religioso que não conhece a “visão de Deus”. Quem quiser ficar, à partir de agora, com esse novo modelo, amém! Quem não quiser é livre para tomar sua decisão, ou seja, a pessoa deve ir embora da Igreja! Célula passou a ser a única forma de uma igreja trabalhar e crescer. Alias, o Espírito Santo passou a ser secundário, pois criam-se células e estabelecem alvos numéricos de crescimento, quem converte é o método. Lamentável.

Fato 4 – Líderes sem a devida estrutura

Incutem uma paixão cega por uma visão, acreditando que possui a melhor revelação de Deus, a melhor visão, a melhor estratégia. E movido por essa paixão procura persuadir cada pessoa a ser um líder, com a ideia de que a mesma tem um “chamado” pra ganhar uma cidade, uma multidão. Separar um líder é mais do que tornar alguém apto para cuidar de uma célula, é mais do que uma questão de conhecimento teológico, ser líder é atender ao chamado de Deus e negar a si mesmo! (Cf Ef 4.11) Nem todos recebem de Deus este chamado, nem todos estão preparados, nem todos tem o tempo certo de maturação (I Tm 3.6). Na realidade os “discípulos” não são apenas preparados para pregar a Cristo, mais são treinados principalmente para divulgar a “visão celular” da igreja, é como o treinamento de vendedores de um produto, desconsiderando um dito popular: “A pressa é inimiga da perfeição!”. Algumas visões estão impregnadas de costumes e práticas anti-bíblica visando um crescimento rápido, embora este crescimento seja doentio. Geralmente o líder de células possui pouco conhecimento teológico. Uma igreja em células exige um rigoroso planejamento de forma a ser muito bem elaborado, com muito acompanhamento, muito controle, muito critério, do contrário o fracasso será inevitável. Se os líderes não forem bem instruídos, bem acompanhados, bem discipulados, nada feito. Qualquer pessoa é líder, desde que participe dos encontros e da escola de líderes e, claro, permaneça fiel à visão. O chamado de Deus para o ministério é desprezado. É como se ignorassem a escolha de Deus.

Esse tipo de líder começa com pouco conhecimento da Palavra de Deus e termina num profundo analfabetismo bíblico tendo em vista que após ter um crescimento “explosivo” pouco tempo terá para se dedicar ao estudo da Palavra e sim se aperfeiçoar na visão. A visão acaba por jogar as pessoas no fogo! Com informações precárias, eles ensinam o básico do básico e depois te obrigam a abrir uma célula cobrando toda hora o crescimento: a célula tem que romper! Ela tem que crescer, tem que multiplicar senão torna-se uma célula doente.

Fato 5 – Não há liberdade nas células para se pregar o evangelho segundo o Espírito

Nas células não há liberdade de pregação livre, pelo fato de o líder estar obrigado a usar o formato da visão, que está no manual. Percebe-se o quão perigoso é este negócio de transformar pessoas em líderes robóticos e mecânicos!  A Bíblia fala que o culto tem que ser centrado na espiritualidade: Que fareis, pois, irmãos? Quando vos ajuntais, cada um de vós tem salmo, tem doutrina, tem revelação, tem língua, tem interpretação. Faça-se tudo para edificação. (I Co 14.26).

Fato 6 – Padronização de pessoas do jeito celular – todos tem que fazer a mesma coisa

O alvo é a formação de líderes todavia a bíblia diz que o Corpo de Cristo é formado por uma grande diversidade de dons, sendo assim todos tem de ser líder de célula?? Há uma supervalorização dos líderes, onde se tem a impressão de que se você não é líder é um crente inferior e até inútil. Aqueles que por alguma razão não desejarem ser líderes serão fatalmente excluídos tendo em vista que muitas programações são feitas apenas para líderes. Isto tudo é totalmente anti-bíblica. A Bíblia fala sobre o corpo e sua multifuncionalidade: “Porque, assim como o corpo é um, e tem muitos membros, e todos os membros, sendo muitos, são um só corpo, assim é Cristo também” (I Co 12.12).

Fato 7 – O Movimento Celular causa uma concorrência entre os líderes

A igreja tem adquirido uma mentalidade empresarial e organizacional onde todos precisam gerar resultados. Se os resultados não aparecerem, a pessoa se torna obsoleta e substituível. Todos precisa trabalhar freneticamente e atingir metas, mesmo que estejam exaustos espiritualmente. E os líderes que deveriam ser alicerces e ajudadores, tornaram-se muitas vezes arbitrários e desalmados porque não conseguem ver as necessidades das pessoas, apenas vêm às metas e alvos. Alguns parecem tratores: passam por cima de pessoas para atingir metas. Ao mesmo tempo essas pessoas que fazem parte da igreja tornam-se individualistas e competem entre si para mostrar seus resultados para o “líder” e provar que são melhores e merecedoras de uma “promoção”. Outros chegam ao ponto de difamarem seus “concorrentes” para tirá-los da jogada. Não importa se seremos reconhecidos por isso. É preferível ser o samaritano que curou o corpo de um homem mutilado com azeite e vinho e pagou o preço por isso e que ninguém saberá o nome, a ser o conhecido “fulano de tal” que faz barulho e não tem frutos. As “metas” estabelecidas pelos líderes têm transformado os crentes, em verdadeiros gladiadores, que cometem atrocidades para “crescerem” sem chegarem aos ideais prometidos por eles. As técnicas modernas de crescimento instantâneo se proliferam nas igrejas, cada uma com uma proposta e com um argumento, aparentemente, mais convincente que o outro. Para isto, utilizam-se de todos os meios disponíveis para que seus objetivos pessoais ou organizacionais sejam alcançados

Fato 8 – A Visão Celular aliena a pessoa da sua própria realidade

Visão que aliena: as pessoas envolvidas com a visão são alienadas, deixam de cuidar de suas vidas, deixam de conhecer a palavra de Deus na sua essência e vivem apenas das pregações e doutrinas dos líderes, em razão de viverem em função de uma agenda lotada de compromissos e reuniões. É comum não terem tempo pra assistir jornais e ver TV. Algumas pessoas tomam conhecimento de notícias apenas meses depois. Exercer um mínimo de razão é condição fundamental para libertação do homem das amarras que o prendem, sobretudo da dominação e tirania religiosa.

Fato 9 – Várias pessoas foram destruídas por causa da visão celular

“Em 2000 comecei a frequentar uma igreja bem conceituada em minha cidade. A igreja crescia, e estava com 150 membros. Respeitável número para uma obra que tinha apenas 3 anos. Após a adoção do G12 apenas 23 membros restaram. Não faço parte dos 23 que ficaram por motivos óbvios, e o mais triste é que boa parte dos que saíram nunca mais buscaram outra igreja. Tais pessoas eram, em sua maioria, novatos na Fé , sem nenhuma referência anterior de como deve proceder uma igreja protestante. me perdoe mas vou falar a real : O G12 é uma fábrica de fanáticos e isso os líderes do terror islâmico já fazem com competência. Portanto não precisamos do G12. Obediência cega ao pastor ??? – Não, obrigado. Cansei de ver abusos emocionais e até famílias destruídas por causa dos métodos do G12, que não têm nada de espiritual e sim de condicionamento emocional proporcionado pelos “encontros”, que aliás foi uma das experiências mais tristes que já tive na vida.

Vi uma igreja desmoronar por conta das “confissões de pecados” que os pobres membros faziam aos seus líderes. Os líderes ouviam as confissões e saíam por aí contando tudo o que ouviam. Por Deus, a Igreja de Cristo não pode se transformar em um covil de fofoqueiros !!! – As pessoas que foram “confessar” o fizeram inocentemente e com o coração aberto. Imagine qual foi a decepção destas pessoas ao serem vítimas dos amados “pastores”. Aliás, isso não aconteceu apenas na igreja que citei.

“Estou destruída por causa dessa visão… não sei nem mais em quê acreditar… Estou me sentindo enganada, usada… Fui da igreja XXX… hoje já não me considero mais, apesar dos líderes me ligarem direto… era 12 direto de pastor… eu obedecia, fiz o que pude e o que não pude, mas pra eles nunca estavam bom… sempre queriam mais… tinha metas pra levar para igreja… teve até um congresso em que minha meta era levar 10 pessoas, como levei 9 tive que pagar a uma que não levei… nos encontros tinha metas também… se não batesse a meta, pagava! PAGAVA… PAGAVA… PAGAVA…Minha vida, minha conta bancária, minha família está destruída…”

“O G12 foi criado para formar cabos eleitorais localizados, para angariar  votos para representantes da igreja ou pessoas que vão receber o apoio da igreja. A visão do G12 é completamente política e eleitoreira, foi criado para isso”.

Fontes de Pesquisas:

http://pastorafranio.wordpress.com/tag/visao-celular/


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

8 Comentários

Comentários 1 - 8 de 8Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. olá, você deveria encaminhar ao líder maior da visão o rene, se foi ruim assim pra vc.Quem pode ir ao topo faça.

  2. A coisa mais fácil do mundo é me sentar no escritório e fazer um texto como este, denegrindo a imagem de um ministério. É fácil ser religioso como o autor do texto demonstra que é. Eu quero ver você ir aos becos, vielas, favelas e pregar o evangelho do Reino como Jesus ordenou. Que tal ir e curar os enfermos ? Seria interessante limpar e curar os leprosos, heim ? E expulsar os dêmônios, você estaria disposto? Ah, ainda tem mais: dar vista aos cegos, fazer o mudo falar, o paralítico andar, o surdo ouvir. Fazer o que Jesus disse traria mais satisfação pra você do que produzir textos tão absurdos como este que tive o desprazer de ler. Faça apenas o que Jesus te mandou fazer.

    1. Todas as pessoas têm o direito de professar a religião de sua escolha. A tolerância religiosa é extensiva a todos. Isso não significa, porém, que todas as religiões sejam boas. Nos dias de Jesus havia vários grupos religiosos: os saduceus (At. 5.17) e os fariseus (At 15.5). Os dois grupos tinham posições religiosas distintas (At 23.8). Mesmo assim, Jesus não os poupou, chamando-os de hipócritas, filhos do inferno, serpentes, raça de víboras (Mt 23.13-15,33). O Mestre deixou claro que não aceitava a idéia de que todos os caminhos levam a Deus. Ele ensinou que há apenas dois caminhos: o estreito, que conduz à vida eterna, e o largo e espaçoso, que leva à destruição (Mt 7.13,14). Os apóstolos tiveram a mesma preocupação: não permitir que heresias, falsos ensinos, adentrassem na igreja.

  3. Eu não faço parte de um ministério de células e achei esse texto ridículo, por que vc não tira essa trave que está no seu olho antes de querer tirar o cisco do olho alheio!
     

  4. Generalizar todo um método de reflexão sobre a palavra como foi realizado no texto é extremamente errado, obviamente. O sistema de culto doméstico, células ou seja qual for o nome, sendo uma reunião de pessoas para ler e discutir sobre a palavra de Deus em um ambiente mais acessível para o diálogo é muito benéfico. O único ponto que deve ser enfatizado é que o foco deve ser a palavra de Deus, a Bíblia, assim como nos cultos ministrados pelo pastor. Hipocrisia e ser fariseu é adotar uma postura de denegrir o estudo da palavra de Deus. Não é porque dentro deste método há pessoas que o utilizam de forma errada que esse metodo se torna inválido, se não teríamos que acabar com todos os tipos de culto. Óbvio. Radicalismo é triste. Deus os abençoe e lhe deem sabedoria.

  5. Eu não sou deste movimento, entretanto considero algumas informações deste texto desrespeitosas. Tudo bem, há erros que precisam ser corrigidos, mas a acidez teológica empregada neste texto foi vergonhosa. Há uma generalização que nem sempre existe. Eu tenho familiares que são do M12, já fui a um encontro e não, nunca vi tanta “falta de conhecimento” teológico assim. Shalom!

  6. Eu frequentei por alguns anos uma denominação com essa visão. Afirmo que esse texto representa a realidade de todas as que conheci. Os que saíram, o fizeram por não encontrar fundamento bíblico na execução da “visão” (aliás só se pregava a visão celular, não mais a Palavra).

  7. Fiz parte de uma igreja em células, que não é o M12. Não há nada de errado no texto, é exatamente assim que as coisas seguem. Saí porque lia muito a Bíblia e entrava em conflito com os ensinamentos. Continuo firme na fé porque mesmo nesses lugares, Deus age com misericórdia.

Comentários 1 - 8 de 8Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário

Advertisement