- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

“Foi o Glenn Greenwald”

Suspeito de hackear celular de Moro disse que cedeu informações a Glenn Greenwald

Walter Delgatti Neto, preso na terça (23) por suspeita de invadir celulares de autoridades, afirmou em depoimento que repassou as conversas roubadas ao jornalista Glenn Greenwald. Conhecido como “Vermelho”, o suposto hacker disse que as informações foram capturadas através do aplicativo Telegram e acessadas pelo fundador do site The Intercept Brasil.

A defesa de Glenn, disse, em nota, que “não comenta assuntos relacionados à identidade de suas fontes anônimas”.

A Polícia Federal tem indícios de que os quatro suspeitos presos são os mesmos que acessaram conversas trocadas pelo Telegram de altas autoridades dos Três Poderes, entre elas o ministro da Justiça, Sérgio Moro; procuradores da Lava Jato; o ministro da Economia, Paulo Guedes; e a líder do governo Bolsonaro no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP). As provas foram encontradas em perícias, buscas e apreensões e baseadas em depoimentos dos presos realizados ma terça.

———

Nota do Pr Martinez: A Folha de SP me assustou na sua nota sobre a reprodução das mensagens hackeadas do IntercePT (claro, após a prisão dos hackers)… o jornaleco disse que não se importa de divulgar a mensagem mesmo sabendo ser ela fruto de crime, ou seja, entramos numa nova era do jornalismo – a era do jornalismo criminoso!!!

———

Extraído do site da Jovem Pan em 25/07/2019

[1] [2]Compartilhar [3]