Esqueceu a senha?

Foro de SP é patrocinado com dinheiro público

por Artigo compilado - ter abr 14, 3:13 pm

Caiado: “Principal patrocinador do Foro de SP é o Estado brasileiro, através de BNDES, Banco do Brasil e Petrobras”

Caiado Forum ForoRonaldo Caiado (DEM-GO) falou do Foro de São Paulo no 28º Fórum da Liberdade, em Porto Alegre, na segunda-feira; acusou o PT de usar o Estado brasileiro para financiar campanhas de aliados ideológicos no continente americano; e afirmou que, se tivesse qualquer formação republicana, Dilma já teria renunciado.

O senador relatou nas redes sociais, nesta terça, como foi o seu pronunciamento.

“Abri meu discurso no 28º Fórum da Liberdade, em Porto Alegre, falando sobre o tão comentado Foro de São Paulo para uma plateia de jovens identificados com os princípios liberais.

Fui bastante claro em admitir que esse movimento de partidos de esquerda da América Latina, como alerta Olavo de Carvalho, já fez 15 presidentes na região entre a ‘companheirada’. E nós fizemos quantos? Qual o motivo?

Falar para convertidos é fácil, difícil é falar para os que estão no breu, alimentados por dogmas e preconceitos.

É preciso entrar no combate com argumentos.

Alertar que o principal patrocinador dessa organização é o Estado brasileiro, usado através do BNDES, do Banco do Brasil, da Petrobras e de toda a estrutura de governo para desestabilizar nações e colocar ali o ‘companheiro’ da vez.

A finalidade não é o progresso, ou a tal justiça social, eles têm como fim a simples perpetuação no poder dos partidos sócios de Lula e de Fidel.

Agora é o momento em que precisamos entender em que jogo e em que regras estamos jogando. E isso está começando a acontecer no Brasil com as manifestações.

Já está claro para a sociedade que eles trabalham fomentando a discórdia, a polarização, o enfrentamento entre classes e segmentos. Que a intenção é continuar dilapidando a estrutura de governo, solapando os alicerces dos países e institucionalizando a corrupção.

O momento é agora porque um governo sem nenhuma credibilidade tem gerado ameaças sérias de desobediência civil por parte da população.

E essa é uma luta que pretendo levar ao Congresso com o intuito de manter a sustentação da democracia brasileira.

Não vamos deixar ruir nossas instituições. O Brasil é maior do que qualquer organização, partido ou militância ideológica que tenha se impregnado na nossa política.”

No discurso, Caiado ainda havia dito:

Se tivesse qualquer formação republicana, Dilma já teria renunciado. Ela já teria entendido que com 13% de aprovação da população não existe como governar em um regime presidencialista. Perdeu-se a credibilidade e esse é um caminho sem volta.”

* Mais informações: Conheça o Foro de São Paulo, o maior inimigo do Brasil

Felipe Moura Brasil ⎯ http://www.veja.com/felipemourabrasil


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

Deixe seu comentário

Advertisement