- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

Gangues muçulmanas saqueiam igrejas alemãs

Gangues muçulmanas saqueiam igrejas alemãs

Gangues islâmicas na Alemanha estão invadindo igrejas e escolas cristãs e saqueando caixas de coleta e roubando objetos valiosos, além de derrubar cruzes e outros símbolos sagrados.

Segundo a denúncia do site The Local, todo o dinheiro conseguido com esses saques é usado para financiar soldados que se juntam ao Estado Islâmico na Síria e no Iraque. A promotora-chefe Nadja Gudermann abriu um processo para se investigar e punir as invasões em Colônia, uma cidade conhecida por suas muitas igrejas históricas. Ao todo, as gangues muçulmanas são acusadas ​​de roubar mais de 21.000 dólares.

Durante os arrombamentos, que ocorreram ao longo dos últimos anos, um dos líderes é um marroquino de 26 anos de idade. Embora não tenha seu nome divulgado, ele foi identificado em vídeos postado no YouTube incentivando os muçulmanos a se juntarem ao Estado Islâmico e lutarem em sua jihad [guerra santa] contra os infiéis judeus e cristãos.

Os promotores já sabem que o marroquino viajou para a Síria, onde recebeu treinamento militar.

Em outro caso de ataques contra cristãos após a onda de imigrantes muçulmanos, um homem de 24 anos foi brutalmente espancado dentro de um local onde viviam refugiados. O motivo é que ele se converteu ao cristianismo. O agressor é um afegão, que fugiu, informa o jornal alemão Die Welt.

No final de agosto, em dois campos de refugiados, uma multidão tentou linchar um homem afegão depois que ele rasgou páginas do Alcorão. Quando a polícia tentou intervir, foram atacados por muçulmanos que atiravam contra eles pedras e blocos de concreto.

Também houve relatos de um número crescente de estupros de mulheres em campos de refugiados na Alemanha e França. Está mais do que provado que o Estado Islâmico está agindo dentro de campos de refugiados

Não é só na Alemanha

Embora as autoridades europeias não tratem do assunto publicamente, preocupa o fato de que 70% dos refugiados serem muçulmanos homens, entre as idades de 18 e 45. Entre eles existem ex-soldados do Estado Islâmico encarregados de montar células terroristas e recrutar jovens para o terrorismo.

O ministério Christian Aid Mission vem denunciando que existem gangues muçulmanas em todos os campos de refugiados do Oriente Médio mantidos pelas Nações Unidas. Eles têm ameaçado e até matado cristãos que estão nesses locais.

Fica evidente que não existe qualquer tipo de controle e nenhuma providência tem sido tomada para evitar isso. Um dos motivos para isso provavelmente é o país que lidera a Comissão de Direitos Humanos da ONU é a Arábia Saudita. Naquela nação uma pessoa pode ser condenada à pena de morte simplesmente por carregar uma Bíblia.

Com informações de Christian Today

Extraído do site GOSPEL PRIME em 25/10/15

[1] [2]Compartilhar [3]