Esqueceu a senha?

‘Heterossexualidade não é natural’

por Artigo compilado - qua maio 22, 10:46 am

Depois da declaração de um sociólogo em artigo publicado pela Bol, de que a ‘heterossexualidade não é natural, é compulsória’, líderes evangélicos se levantaram para manifestar sua indignação. A psicóloga Marisa Lobo se pronunciou falando sobre a tática da ditadura gay de querer desconstruir a família tradicional e a heterossexualidade.

Segundo Marisa Lobo, em sua coluna no Gospel Mais, essa ‘ditadura gay’ existe e está para “desconstruir a família tradicional e com isso afetar o cristianismo”. Marisa Lobo afirma que a sociedade está sendo pressionada por uma militância ideológica política de gênero (gay) com a ajuda da mídia e de políticos em busca de votos.

“Convencendo a população e a nós mesmos que nosso Deus é homofóbico, nossa Bíblia é homofóbica, nós cristãos somos homofóbicos, e com a ajuda de nossa omissão, nossa hipocrisia, falta de conhecimento e humildade em reconhecer aqueles que ajudam e enfrentam essas causas.”

No artigo da Bol, o professor do departamento de Sociologia da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR), Richard Miskolci diz: “Todos têm essa possibilidade de se relacionar com o mesmo sexo, mas, no processo de socialização, as pessoas podem perdê-la. Desde crianças somos adestrados. Heterossexualidade não é algo natural, hoje sabemos que ela e compulsória”.

A psicóloga cristã esclarece que essa tentantiva de desconstrução de Deus e da família vem através da prática de teorias como a Teoria Queer (teoria da desconstrução), Gênero Neutro e heteronormatividade. Além disso o ateísmo, relativismo social, educação, leis, política, agenda internacional, auxiliam a instituir a homofobia (lei da mordaça).

Marisa Lobo diz que seu papel e dos cristãos frente a isso é de denunciar e não se omitir, cobrar de deputados mais foco nas causas da família, porque “Jesus não foi omisso conosco”.

“E eu não sei você, vou fazer a minha parte, denunciar, palestra, escrever, alertar, gostem ou não do que vem acontecendo cobrar de nossos deputados mais foco, nas causas da família, ainda que não gostem ainda que sejamos taxados de oportunista, não importa fala sua parte, ou melhor vá além.”

Ela faz crítica àqueles que são omissos e ao mesmo tempo apela para que a igreja ajude a lutar contra essa ditadura.

“Muitos pastores ausentes, fechados em seus problemas internos de suas igrejas, dizendo: ‘Estamos orando’; ‘Deus proverá’; ‘é mister que isso ocorra’… Quando chamamos atenção para a perseguição que está acontecendo no mundo das ideias, estes, tem seus discursos alienados prontos!”

De acordo com ela, tais líderes transformaram a força da palavra de Deus em ‘chavões’ e desculpas para a covardia e desinteresse em lutar pelas causas do Evangelho.

“É necessário que entendamos que, a luta com os demônios é guerra no mundo espiritual. Os demônios são seres espirituais com personalidade e inteligência”, explicou.

“O crente para atuar nessa área precisa estar devidamente revestido de poder, e estar dotado de fé suficiente para esse trabalho. Transportando para o mundo natural, o crente precisa ter conhecimento, cultura, sabedoria natural e ao mesmo tempo, oração, jejum e ação para poder agir no mundo natural”.

Extraído do site portugues.christianpost.com


Cada autor é responsável pelo conteúdo do artigo.

3 Comentários

Comentários 1 - 3 de 3Primeira« AnteriorPróxima »Última
  1. A irmã M.Lobo está usando os conhecimentos de psicologia dela, e chamando os homens da igreja de “omissos, fechados, covardes e desinteressados, alienados.” por não ter ardor em cobrar politicamente contra o pessoal ativista. Aonde um pastor ou um crente cidadão vai reclamar? existem um balcão de reclamação em algum orgão publico sobre isso? dialogo entre cristãos e ativistas é muito dificil em sair algum resultado consistente, os cristãos baseiam na Palavra (Biblia) e os ativistas não aceitam isso como autoridade. Agora não tem mais conversa, e nas próximas eleições vejam cada um em quem vota.
    ela diz que pastores ou crentes falam somente chavões: Deus proverá, estamos orando …
    Ué ?! ela quer que façamos ô que ?!

  2. É camarada JCP, a verdade dói, principalmente se o alerta vem de uma mulher.

  3. Concordo contigo Braziliano, tem muitos crentes mornos e frios, mas poucos são quentes.Quando pregamos a palavra de Deus percebo que tem cristaos que ficam incomodados.

Comentários 1 - 3 de 3Primeira« AnteriorPróxima »Última

Deixe seu comentário