- CACP – Ministério Apologético - http://www.cacp.org.br -

Hizbullah acusa Israel de matar um de seus líderes

O grupo xiita Hizbullah afirmou nesta quarta-feira (4) que Hassan al-Laqqis, um de seus principais líderes, foi assassinado em um local próximo à capital, Beirute. A organização libanesa acusou em nota “o inimigo, Israel”.

De acordo com o Hizbullah, Laqqis foi morto em torno da meia-noite no distrito de Hadath. Não há, por enquanto, detalhes a respeito desse suposto assassinato.

Laqqis, chamado pelo grupo xiita de “um dos líderes da resistência islâmica”, havia sobrevivido a outras tentativas de assassinato, segundo o Hizbullah.

Ali Thbayty, analista político libanês, afirmou à rede de TV Al Arabiya que o líder morto era “um jihadista proeminente na luta contra Israel, desempenhando um grande papel no movimento”. “Está claro que esse assassinato serve ao propósito de inflamar o sectarismo no país.”

Apesar das acusações, não há indícios que liguem a morte de Laqqis a Israel, a quem o Hizbullah se refere como “a entidade sionista”. “Quem é o principal partido a ganhar por esse assassinato? A entidade sionista. É por isso que o dedo está apontado a eles, mesmo antes de sabermos mais detalhes”, afirmou o parlamentar Nazieh Mansur, ligado ao Hizbullah.

O grupo xiita tem, porém, diversos outros desafetos, incluindo a oposição síria. O Hizbullah enviou militantes à Síria para defender o regime do ditador Bashar al-Assad contra a insurgência, em parte apoiada pelo Ocidente.

Fonte Folha em 04/12/2013

[1] [2]Compartilhar [3]